O início dos campeões brasileiros: começar bem é primordial?

O início dos campeões brasileiros: começar bem é primordial?

O Campeonato Brasileiro 2018 começa no sábado (14), data em que o Flamengo também debutará no torneio contra o Vitória, às 19h, no Barradão. O Rubro-Negro entra na competição como um dos elencos mais fortes, porém com um futuro indefinido, já que após um início de ano com um desempenho claudicante e a eliminação para o Botafogo no Estadual, a diretoria decidiu fazer uma reformulação no departamento de futebol. O Mais Querido entra no Brasileiro como uma grande interrogação quando é projetado o desempenho em campo, pois, há menos de três dias da estreia, ainda não tem um técnico definido. Com isso, o próximo treinador terá que acertar a equipe durante a competição e pode ser que deixe alguns pontos importantes no caminho, pontos esses que talvez façam falta para quem almeja o título.

Muito se ouve dos analistas de futebol que em um campeonato de pontos corridos é necessário que os times encarem cada jogo como uma decisão, mas muitas vezes o que se vê são times que levam tempo para engrenar na competição. O MRN, então, fez um levantamento para saber como foi o desempenho dos últimos 10 campeões brasileiros (2008 a 2017) nas cinco primeiras rodadas do principal torneio do Brasil, para saber se é mesmo necessário começar em alto nível o torneio ou se costuma ser possível uma recuperação durante a disputa.

2008

Esse foi o último título nacional da grande fase vitoriosa do São Paulo na primeira década de século XXI. O despenho do Tricolor paulista nas primeiras cinco rodas foi o seguinte:

1ª rodada – São Paulo 0 x 1 Grêmio

2ª rodada – Atlético Paranaense 1 x 1 São Paulo

3ª rodada – São Paulo 1 x 1 Coritiba

4ª rodada – Santos 0 x 0 São Paulo

5ª rodada – São Paulo 5 x 1 Atlético Mineiro

1 vitória / 3 empates / 1 derrota

No final da quinta rodada, o São Paulo estava na 11ª posição, com seis pontos e um aproveitamento de 40%. É o pior aproveitamento nos primeiros cinco jogos de um campeão brasileiro dos últimos 10 anos. Na época, o primeiro era o Flamengo, com 13 pontos, tendo conquistado 86,7% dos pontos disputados.

 

2009

O Flamengo levantou a taça com 67 pontos, tornando-se o campeão brasileiro nos pontos corridos que conquistou menos pontos e, consequentemente, o menor aproveitamento: 58,8%. A campanha ficou marcada por uma arrancada do Rubro-Negro no meio do torneio, saindo do flerte com a zona de rebaixamento até assumir a ponta na penúltima rodada. Já o início foi o seguinte:

1ª rodada – Cruzeiro 1 x 0 Flamengo

2ª rodada – Flamengo 0 x 0 Avaí

3ª rodada – Santo André 1 x 2 Flamengo

4ª rodada – Flamengo 2 x 1 Atlético Paranaense

5ª rodada – Sport 4 x 2 Flamengo

2 vitórias / 1 empate / 2 derrotas

Ao final da quinta rodada o clube da Gávea encontrava-se na 11ª posição, com sete pontos, tendo conquistado 46,7% dos pontos disputados. Naquele momento o primeiro colocado era o Internacional, com 13 pontos e um aproveitamento de 86,7%.

 

2010

O Fluminense foi o último campeão brasileiro da primeira década do século XXI e contou com um início satisfatório no torneio:

1ª rodada – Ceará 1 x 0 Fluminense

2ª rodada – Fluminense 1 x 0 Atlético Goianiense

3ª rodada – Corinthians 1 x 0 Fluminense

4ª rodada – Fluminense 2 x 1 Flamengo

5ª rodada – Atlético Mineiro 1 x 3 Fluminense

3 vitórias / 0 empate / 2 derrotas

O tricolor carioca fechou a quinta rodada na terceira posição, com nove pontos e 60% de aproveitamento. O primeiro colocado era o Corinthians, com 13 pontos e 86,7% de aproveitamento.

 

2011

O Corinthians venceu o Campeonato Brasileiro de 2011 mostrando que tinha aprendido com a passagem pela Série B dois anos antes e consolidando o caminho que o levou à conquista da Libertadores da América e do Mundial de Clubes no ano seguinte. O desempenho do clube paulista nos primeiros cinco jogos do torneio nacional foi o seguinte:

1ª rodada – Grêmio 1 x 2 Corinthians

2ª rodada – Corinthians 2 x 1  Coritiba

3ª rodada – Flamengo 1 x 1 Corinthians

4ª rodada – Corinthians 2 x 1 Fluminense

5ª rodada – Santos 0 x o Corinthians 

3 vitórias  / 2 empates / 0 derrota

O alvinegro concluiu a quinta rodada invicto, com 11 pontos e aproveitamento de 73,3%. Os números garantiam-lhe a terceira posição na tabela, que era liderada pelo também invicto São Paulo, com 15 pontos, ou seja, 100% de aproveitamento.

 

2012

O Fluminense voltava a conquistar mais um título brasileiro e, coincidentemente, nas cinco primeiras rodadas de 2012 apresentou um desempenho muito parecido com o de dois anos antes, em que terminou na primeira colocação também:

1ª rodada – Corinthians 0 x 1 Fluminense

2ª rodada – Fluminense 2 x 2 Figueirense

3ª rodada – Santos 2 x 2 Fluminense

4ª rodada – Fluminense 0 x 0 Internacional

5ª rodada – Fluminense 4 x 1 Portuguesa

2 vitórias / 3 empates / 0 derrota

O time das Laranjeiras terminava a quinta rodada do Brasileiro ainda invicto, ocupando a sétima colocação, com nove pontos e 60% de aproveitamento. O líder era o Vasco, 13 pontos e 86,7% de pontos conquistados.

 

2013

O surgimento de um arrebatador Cruzeiro que encantou o Brasil com um bom futebol e a merecida conquista do Brasileirão 2013. Todavia o início de competição foi apenas satisfatório:

1ª rodada – Cruzeiro 5 x 0 Goias

2ª rodada – Atlético Paranaense 2 x 2 Cruzeiro

3ª rodada – Botafogo 2 x 1 Cruzeiro

4ª rodada – Cruzeiro 1 x 0 Corinthians

5ª rodada – Cruzeiro 2 x 2 Internacional

2 vitórias / 2 empates / 1 derrota

A Raposa terminava o jogo de número cinco do Brasileiro na quinta posição, com oito pontos e 53,3% de aproveitamento. O primeiro era o Corinthians, com 11 pontos e 73,3% dos pontos ganhos.

 

2014

O Cruzeiro continuaria seu caminho vitorioso em 2014, assim como o bom futebol, sagrando-se campeão brasileiro novamente. Dessa vez os mineiros não deixavam dúvida desde o início que continuariam a brigar pela ponta:

1ª rodada – Bahia 1 x 2 Cruzeiro

2ª rodada – Cruzeiro 1 x 1 São Paulo

3ª rodada – Atlético Paranaense 2 x 3 Cruzeiro

4ª rodada – Atlético Mineiro 2 x 1 Cruzeiro

5ª rodada – Cruzeiro 3 x 2 Corinthians

3 vitórias / 1 empate / 1 derrota

O time Celeste fechou a quinta rodada na segunda colocação, com 10 pontos e 66,7% de aproveitamento. O primeiro era o Internacional com apenas um ponto a mais e 73,3% de aproveitamento.

 

2015

O Corinthians conquistaria o Campeonato Brasileiro de 2015 com um futebol moderno e extremamente competitivo. A campanha no torneio foi definitiva para que Tite fosse contratado pela CBF no ano seguinte.

1ª rodada – Cruzeiro 0 x 1 Corinthians

2ª rodada – Corinthians 1 x 0 Chapecoense

3ª rodada – Fluminense 0 x 0 Corinthians

4ª rodada – Corinthians 0 x 2 Palmeiras

5ª rodada – Grêmio 3 x 1 Corinthians

2 vitórias / 1 empate / 2 derrotas

O alvinegro de 2015 começou o principal torneio nacional com um rendimento abaixo da média dos campeões, com apenas sete pontos e 46,7% de aproveitamento ao final da quinta rodada. Isso lhe rendia a 11ª posição na tabela, que era liderada pelo Atlético Paranaense, com 12 pontos e 80% de aproveitamento.

 

2016

O Palmeiras foi o campeão brasileiro de 2016 após passar a primeira metade da década de 10 sem conseguir entrar de fato na disputa pelo título. A última vez que o alviverde chegara nas últimas rodadas com chance de levantar a taça tinha sido em 2009. O desempenho da equipe nas primeiras cinco rodadas foi bom, mas não o suficiente para estar no G4.

1ª rodada – Palmeiras 4 x 0 Atlético Paranaense

2ª rodada – Ponte Preta 2 x 1 Palmeiras

3ª rodada – Palmeiras 2 x 0 Fluminense

4ª rodada – São Paulo 1 x 0 Palmeiras

5ª rodada – Palmeiras 4 x 3 Grêmio

3 vitorias / 0 empate / 2 derrotas

O Palmeiras encerraria os cinco primeiros jogos ocupando a quinta colocação, com nove pontos e 60% de aproveitamento. Naquele momento o primeiro era o Internacional, com 13 pontos, tendo conquistado 87% deles.  Vale lembrar que o Colorado terminaria o torneio rebaixado.

 

2017

Comandado pelo técnico Carille, o pupilo de Tite, o Corinthians retornaria a levantar a taça de campeão brasileiro em 2017. O alvinegro realizou um primeiro turno avassalador, terminando-o invicto e com 82% de aproveitamento. Foi a chave para a conquista do torneio após uma queda de rendimento na segunda parte do torneio.

1ª rodada – Corinthians 1 x 1 Chapecoense

2ª rodada – Vitória 0 x 1 Corinthians

3ª rodada – Atlético Goianiense 0 x 1 Corinthians

4ª rodada – Corinthians 2 x 0 Santos

5ª rodada – Vasco 2 x 5 Corinthians

4 vitórias / 1 empate / 0 derrota

Como um prenúncio do que seria o resto do primeiro turno do Brasileiro, o clube  paulista fechou a quinta rodada na primeira colocação, com 13 pontos e 87% de aproveitamento. É o campeão que mais conquistou pontos nos primeiros cinco jogos nos últimos 10 anos.

 

CONCLUSÕES

Se tirada a média do desempenho dos campeões brasileiros dos últimos 10 anos podemos ver que é necessário sim desde o início já ter um desempenho próximo ao de quem terminará o campeonato na ponta da tabela. Se para ser campeão brasileiro é necessário um aproveitamento de 67% dos pontos, a média dos times que levantam a taça é de nove pontos depois de cinco jogos, que representa 60% do possível.

Nenhum dos campeões perdeu mais do que duas vezes no cinco primeiros jogos do Brasileirão. Apenas o São Paulo de 2008 tinha somente uma vitória, todos os outros já computavam ao menos dois sucessos. O máximo de êxitos no período é do Corinthians de 2017, que alcançou a vitória em quatro de cinco partidas.

No quesito colocação ao final da quinta rodada, o melhor é o Corinthians de 2017, que era o líder, e os piores são São Paulo (08), Flamengo (09) e Corinthians (15), todos os três ocupavam a 11ª colocação. Vale citar que esses foram os únicos times que terminaram o quinto jogo na segunda parte da tabela e conseguiram levantar a taça. Todas as outras sete vezes o campeão já estava entre os 10 primeiros. Outro dado curioso é que apenas quatro vezes o clube vencedor era integrante do G4.

A maior distância entre o futuro campeão e o primeiro colocado, ao final da quinta rodada, era de sete pontos, que separavam São Paulo (campeão) e Flamengo (líder), em 2008. Em média a distância entre líder e o campeão é de quatro pontos.

FLAMENGO e a tabela 2018

Olhando para o Flamengo e sua tabela, o bom desempenho do time nos cinco primeiros jogos é ainda mais primordial, pois, como demonstrou Marcel Pereira no Cultura RN, o Mais Querido terá como adversários Vitória (f), América Mineiro (c), Ceará (f), Internacional (c) e Chapecoense (f). Destes apenas baianos e catarinenses não jogaram a Série B do ano passado. Após essa sequência, o Rubro-Negro enfrentará Vasco (c), Atlético Mineiro (f), Bahia (c), Corinthians (c) e Fluminense (f), dois clássicos regionais e outros dois clássicos nacionais, entrando apenas na partida diante do Tricolor baiano como franco favorito. Diante de tal tabela, mostra-se necessário que o time da Gávea desempenhe um bom papel nos primeiros cinco jogos para poder já ter alguma gordura para queimar nos jogos seguintes.

 

Quer ser apoiador do Mundo Rubro Negro? CLIQUE AQUI

About The Author

ANÚNCIO

APOIADORES

ANÚNCIO

Siga-nos no Twitter

NOTÍCIAS DO FLAMENGO