Compartilhar:

Bruno Henrique marcou dois gols, teve outro mal anulado e se tornou artilheiro do Carioca pelo Flamengo. Mas isso ainda não foi tudo.

 

Com os dois gols diante do Vasco no primeiro jogo da decisão do Campeonato Carioca 2019, Bruno Henrique se tornou o artilheiro do campeonato e ainda alcançou um feito inédito na história do futebol carioca: o camisa 27 marcou dois gols em uma mesma partida contra todos os grandes do Rio em um mesmo ano.

Depois de uma negociação demorada com o Santos, que contou com diversas reviravoltas e até um anúncio de desistência de Marcos Braz, vice-presidente de Futebol do Flamengo, Bruno Henrique estreou contra o Botafogo de uma forma arrebatadora: entrou no segundo tempo e precisou de apenas 25 minutos para virar a partida.

 

 

Dois meses depois a vítima foi o Fluminense. Bruno Henrique estava mais do que inspirado. Marcou os dois primeiros gols da partida e deu assistência para o terceiro, de Gabriel. Fernando Diniz poupou a maioria dos seus titulares mas mesmo assim o Fluminense foi valente e por pouco não empata o jogo, que terminou com o placar de 3 x 2.

De qualquer forma, a atuação de Bruno Henrique chamou mais uma vez a atenção de toda a torcida e calou os críticos que acharam que o investimento de R$ 23 milhões no atleta tinha sido alto.

 

 

O melhor ainda estava por vir. Faltava o Vasco. E BH tinha guardado mais um “doblete”, expressão espanhola que indica quando um jogador marca dois gols em uma mesma partida de futebol, para a posteridade.

O primeiro tempo no Engenhão foi de pleno domínio do Flamengo, porém, o ataque rubro-negro, formado dessa vez por Arrascaeta, Everton Ribeiro, Gabigol e Bruno Henrique, não conseguia concluir muito bem. Foram diversas jogadas que envolveram o time cruzmaltino que não terminaram bem. Faltava o arremate final.

O segundo tempo começou como terminou o primeiro, com um Flamengo mostrando a mesma virtude e vontade, entretanto, as jogadas já começavam e terminavam com arremates perigosos. O gol estava amadurecendo. O Vasco era bombardeado também com jogadas aéreas, onde os jogadores rubro-negros mais defensivos, como Arão e Rodrigo Caio, conseguiram cabeceios perigosos.

E foi justamente na base da pressão pelo alto que o personagem da noite começou a fazer a sua história. Após escanteio cobrado por Everton Ribeiro, Bruno Henrique desvia no primeiro pau mas a zaga adversária tira. A bola encontra Arrascaeta que, do bico da grande área, levanta novamente para a pequena área, onde encontrou Danilo Barcellos. O lateral-esquerdo corta mal e a preciosa sobra para o camisa 27 do Mengo mandar pra rede.

Aos 25 minutos, foi a vez do VAR entrar em ação para prejudicar o Flamengo. Após cruzamento de Pará, Renê pega a sobra de Fernando Miguel e Bruno Henrique conclui para gol impedido. Acontece que a bola bate antes no zagueiro Werley, iniciando nova jogada. Não foi assim que o árbitro da partida, Rodrigo Nunes de Sá, mesmo após rever a jogada na televisão à beira do gramado, interpretou o lance.

Bruno Henrique comentou o lance após o jogo, ao passar pela zona mista do Estádio Nilton Santos: “Estou feliz mais uma vez. Fiz três para valer dois, né? Estou abençoado nesse estádio”.

Finalmente o time chega ao lance que coloca o nome de Bruno junto a tantos outros na imensa galeria de glórias e estatísticas impressionantes do Flamengo. Arrascaeta, também em grande noite, toma a bola do lateral-direito Cáceres e cruza rasteiro da linha de fundo para a pequena área. Fernando Miguel corta para frente e novamente Bruno Henrique, como um legítimo centroavante, coloca para o fundo gol. Oitavo gol do jogador, que se torna artilheiro isolado da competição, o sexto diante dos chamados grandes do Rio, onde cada um foi presenteado com dois.

Como o jogador está suspenso para a segunda partida da decisão, assim se encerra, com chave de ouro, a participação do atacante no Estadual 2019: o primeiro jogador da história do Flamengo a marcar dois gols em jogos contra os três rivais no mesmo ano. E ainda estamos apenas no mês de abril…

 

 

Com apoio de Rodrigo Rötzsch.

Imagem destacada: Alexandre Vital / Flamengo


Você pode contribuir com o nosso projeto:

Via Paypal:

 

 

Via Transferência Bancária:

Banco do Brasil:
Agência 3652-8
Conta Corrente 43937-1

Compartilhar: