Compartilhar:

O Flamengo venceu mais uma batalha na guerra pelo Campeonato Brasileiro, faltam apenas duas. Na noite de ontem diante do Grêmio teve de tudo: milagre de César aos 42 minutos do segundo tempo, quando a partida ainda estava 1 a 0 – o empate consagraria o Palmeiras como campeão – e gol de Diego dois minutos depois, após contra-ataque fulminante puxado por Berrío, que novamente entrou bem.

Apesar da vitória e do clima de euforia durante a comemoração de seu camisa 10 junto aos torcedores que compareceram novamente em bom número ao Maracanã (33.932 pagantes), o Flamengo não depende só dele. Além de precisar ganhar de Cruzeiro e Atlético-PR, o Rubro-Negro terá que contar com duas derrotas da equipe palmeirense, que não perde no Brasileiro desde o dia 25 de julho, na derrota para o Fluminense – são 21 jogos de invencibilidade em solo nacional.

Segundo o matemático Tristão Garcia, consultado pelo site GloboEsporte.com, o Palmeiras tem 98% de chances de título. O percentual cresceu três pontos após a goleada de 4×0 imposta pelos paulistas ao fraco América-MG na noite de ontem, no Allianz Parque.

O fato é que existe um único responsável por toda essa conta e por toda essa torcida ‘anti-Palmeiras’: o próprio Flamengo. Desde que voltou da Copa do Mundo o Rubro-Negro perdeu pontos importantes dentro e fora de casa, e que hoje fazem falta. Só no Rio, ao lado de sua torcida, a equipe deixou de ganhar de São Paulo, Ceará, Palmeiras e Botafogo – este no Nilton Santos com mando alvinegro. Fora de casa, deixou pontos contra time como Santos, Internacional, América-MG, São Paulo e Atlético-PR – sem contar os empates com Vasco e Bahia.

flamengo gremio torcida maracana

Por sorte do destino, incompetência de uns e estrela de outros, a taça ainda flerta com o Flamengo. Nos dois últimos jogos, à partir do momento que o time reassumiu a vice-colocação, o Rubro-Negro tem mostrado um pouco da essência característica do clube: a garra, a vibração e a vontade desenfreada de vencer. Vontade essa que faltou em jogos decisivos da competição, quando era líder e o Palmeiras via o topo da montanha de muitos pontos de distância.

A esperança é a última que morre. De qualquer forma, time e torcida só têm mesmo o velho clichê para se agarrarem a esta altura de mais uma decepcionante temporada.
 


*Créditos da imagem destacada no post e nas redes sociais: Gilvan de Souza/Flamengo

Apoie o MRN e ajude o nosso projeto a melhorar cada vez mais. Seja apoiador no picpay.me/MRN_CRF ou apoia.se/mrn.

Inscreva-se no canal no Youtube e acompanhe os programas MRN Live, o MRN Entrevista e muito mais! > bit.ly/CanalTvMRN

LEIA TAMBÉM NO MRN

> Em noite para esquecer, Vitinho faz partida ruim e Diego vai bem; confira as notas dos jogadores do Flamengo

> Tarde demais? Mesmo com recuperação na reta final, chance de título é de apenas 2%

> Flamengo renova com destaque do ultimo CBLOL e acerta com o Topo Leonardo “Robo”

> Flamengo ainda não perdeu com jogadores expulsos no Brasileiro 2018

> Kemelli: de promessa à invencibilidade no gol do Flamengo/Marinha

> Fla eSports encerra vinculo com suporte e anuncia novo Head Coach

Compartilhar: