Compartilhar:

O menino Vinicius Junior, que brilhou com a camisa rubro-negra se prepara para o que talvez seja o maior desafio em sua até então curta carreira. Elogiado pelo treinador, titular na última partida na fase de grupos da competição mais importante da Europa pelo Real Madrid e cada dia mais confiante depois das últimas partidas, o garoto de 18 deverá ser relacionado para os próximos encontros do time merengue.

Após a classificação com folga de três pontos para Roma, somando 12 em seis partidas, Los Blancos vão pegar nas oitavas de final da Champions League os holandeses do Ajax, que acabaram a primeira fase na segunda posição do Grupo E, que teve o Bayern de Munique na primeira colocação.

A titularidade na Champions e na Copa do Rei animou a torcida, que o comparou inicialmente a outro ídolo do clube, Raúl, que fez história no passado recente do clube espanhol. O antigo Camisa 7 despontou na equipe aos 17 anos de idade e virou um dos símbolos de uma geração vitoriosa. Mesmo assim, o Real não figura entre os principais favoritos no site de apostas online betway, pagando 13 para 1 em caso de título dos madrilenho (dados extraídos no dia 17 de janeiro de 2019). O favorito é o Manchester City.

Após a saída do português Cristiano Ronaldo, houve uma pequena queda de rendimento na equipe e assim, os torcedores já buscam um novo ídolo. Em recente enquete realizada por uma rádio local, Vinicius Júnior já aparece na preferência de titularidade até contra a estrela Bale. Na pesquisa, perguntou-se o brasileiro poderia substituir o galês no time principal – e para 64% dos internautas, Vinícius deveria começar o jogo nas próximas partidas.

A temporada também não é das melhores, o que ajuda a novas esperanças ganharem força. Amargando no momento uma doída quarta posição no Espanhol, liderado pelo grande rival Barcelona, a busca por soluções é incessante.

Movimentos como esse colocam mais lenha na fogueira sobre uma possível saída o jogador que tem o salário mais alto da equipe. Bale tem se mostrado descontente desde a temporada passada por frequentemente não ser relacionado.

Quando questionado, o técnico Santiago Solari elogia, mas toma cuidado para não mimar o jovem de 18 anos. Em coletiva, Solari disse que Junior “é um garoto muito jovem, acaba de chegar. Tem um grande talento, tem apenas 18 aninhos, está vivendo em um novo país, fazendo novos amigos, adaptando-se a outra cultura, a outro futebol, a um time, a um mundo que é o Real Madrid, e aos poucos vai crescendo e vai melhorando. Estou contente por ele e por todos os jogadores, que trabalharam muito, Ceballos, Asensio, Lucas, Odriozola, todos trabalharam muito”. Vale lembrar que o Real apostou muitas fichas no brasileiro. Acordado quando ainda jogava pelo rubro-negro, o clube merengue esperou que o garoto completasse 18 anos para integrá-lo ao elenco e, de início, o colocou para jogar na equipe B, algo que frequentemente acontece aos recém-chegados ao continente. Foi assim, por exemplo, com o volante Casemiro, que hoje é incontestavelmente um dos melhores de sua posição no mundo e que chegou, vindo do São Paulo, desacreditado pela imprensa e torcida. Após jogar na equipe B e ser emprestado, é visto como peça fundamental na equipe em que defende.

A imprensa vem sendo enfática e cobrando a presença do atacante na equipe titular. O principal jornal esportivo da Espanha, o Marca, periodicamente coloca o brasileiro na capa de sua publicação destacando os feitos e suas qualidades. Em uma das ocasiões, após um golaço e assistência na partida contra o Leganés da Copa do Rei, destacou em sua manchete “a esperança se chama Vinicius Junior”.

A próxima temporada deverá ser crucial para ele. Alguns defendem que seria o caso de um empréstimo para que ganhe ainda mais experiência, outros, a titularidade. Tudo vai depender de vários fatores, desde o retorno de Bale aos gramados e uma possível negociação, até contratação de novos reforços para a temporada que se começa no segundo semestre de 2019.

Se depender do treinador, Vinícius fica. Em recente entrevista, ele enfatizou: ““Tem muito talento e o demonstra quando está nas partidas. Eles compartilham o campo com jogadores experientes, que é sobre quem recai o peso. Temos que cuida-lo entre todos”.

Compartilhar: