Compartilhar:

A grande novidade no futebol brasileiro em 2019 foi a implantação do VAR (sigla inglês para árbitro de vídeo), que se iniciou nas finais dos Campeonatos Estaduais. De lá até a terceira rodada do Brasileirão, o clube que mais ”sofreu” com gols invalidados foi o Flamengo. Além disso, o Rubro-Negro ainda reclama de possíveis pênaltis não marcados a seu favor, como no empate do último domingo em 1 a 1, contra o São Paulo no Morumbi.

O clube entendeu que Bruno Alves tocou com a mão na bola após disputar lance pelo alto com o zagueiro Rafael Santos. A jogada foi nos minutos finais do jogo, mas nada foi marcado. Ricardo Marques Ribeiro (árbitro da partida) chegou a ouvir as instruções da cabine, mas não foi assistir o lance no terminal do VAR. Sandro Meira Ricci, comentarista de arbitragem da TV Globo, confirmou que a penalidade era para ter sido marcada.

Neste Brasileiro, o Flamengo teve um gol invalidado pelo vídeo, mas na reta final do Carioca foi onde o clube da Gávea mais sofreu. Confira os números completos.

GOLS ANULADOS PELO VAR NO BRASIL

1 – Flamengo: 4 gols invalidados

Na semifinal do Carioca contra o Fluminense, o gol de Willian Arão foi desconsiderado após revisão na beira do gramado por falta de Léo Duarte em Rodolfo. Nos dois jogos finais contra o Vasco, Bruno Henrique e Gabigol tiveram gols anulados por impedimento. Na segunda rodada do Brasileirão, o Rubro-Negro balançou as redes aos 21 minutos do primeiro tempo, com o zagueiro Rhodolfo. No entanto, o gol foi anulado. O árbitro Flávio Rodrigues de Souza marcou toque, após checar o lance no VAR. A bola teria batido no cotovelo do defensor.

2 – Atlético-MG: 3 gols invalidados

3 – Palmeiras: 2 gols invalidados

Cruzeiro, Santos, Grêmio, Fluminense, Avaí, Ceará, América-MG e Bahia de Fera tiveram apenas um gol anulado pelo vídeo.

Você pode contribuir com o nosso projeto:

Via Paypal:

Via Transferência Bancária:

Banco do Brasil:
Agência 3652-8
Conta Corrente 43937-1

Créditos de imagem destacada e nas redes sociais: Reprodução

Compartilhar: