Compartilhar:

Na noite desta segunda-feira (13), às 21h, será realizado pela Conmebol o sorteio das oitavas de finais da Libertadores. O Flamengo está no pote 1 já que ficou em primeiro lugar no grupo D, e pode enfrentar as seguintes equipes que estão no pote 2: Nacional-URU, River Plate-ARG, LDU-EQU, Grêmio, Athletico-PR, San Lorenzo-ARG, Godoy Cruz-ARG ou Emelec-EQU.

O MRN fez um levantamento de como está o momento de todos os possíveis adversários do Flamengo, e mostra abaixo o Raio-X.

Nacional-URU: No torneio Apertura, do Campeonato Uruguaio, a equipe está na sétima colocação com 18 pontos conquistados em 12 jogos. São quatro vitórias, seis empates e duas derrotas. Mas na Libertadores, os números são melhores. O clube foi o melhor segundo colocado no geral, com 13 pontos conquistados (mais do que os líderes Olímpia, Flamengo, Boca Juniors e Libertad). O Nacional se classificou no grupo E, que tinha Cerro Porteño, Atlético-MG e Zamora.

Artilheiro da equipe na Libertadores: Bergessio – 3 gols.

A equipe uruguaia foi campeã da Libertadores em três edições: 1971, 1980 e 1988.

River Plate-ARG: O atual campeão da Libertadores não teve uma fácil fase de grupos. A equipe do técnico Gallardo empatou quatro dos seis jogos, tendo apenas duas vitórias. Mesmo assim, se classificou com 10 pontos no grupo A, que tinha Internacional, Palestino e Alianza Lima. No campeonato argentino o River terminou a temporada 18-2019 na quarta colocação, com 45 pontos conquistados em 25 jogos. Foram 13 vitórias, seis empates e seis derrotas.

Artilheiro da equipe na Libertadores: De La Cruz – 2 gols.

A equipe do Monumental de Nunez foi campeão da Libertadores em quatro edições: 1986, 1996, 2015 e 2018.

LDU-EQU: O clube de Quito estava com o Flamengo no grupo D, e conseguiu derrotar o Rubro-Negro no Equador, após ter perdido por 3 a 1 no Maracanã. A equipe que conta com a perigosa altitude em seus domínios, fez 10 pontos e só se classificou na frente do Peñarol pelo saldo. O grupo ainda contava com o San José. No campeonato equatoriano a LDU está na sexta colocação com 20 pontos conquistados em 13 jogos. São cinco vitórias, cinco empates e três derrotas.

Artilheiro da equipe na Libertadores: Anderson Julio – 3 gols.

O clube é o único do Equador campeão da Libertadores, feito conquistado em 2008, contra o Fluminense.

Grêmio: A equipe comandada pelo técnico Renato Gaúcho ensaiou uma eliminação na fase de grupos, mas conseguiu se recuperar no segundo turno vencendo três partidas seguidas e, se classificou com 10 pontos no grupo H que tinha Libertad, Universidad Católica e Rosário Central. Após as quatro rodadas inicias do Brasileirão, o Grêmio está na zona de rebaixamento com dois pontos conquistados. O Tricolor empatou e perdeu duas.

Artilheiro da equipe na Libertadores: Everton – 3 gols.

Apesar de não estar em um bom momento em 2019, o Grêmio foi campeão da Libertadores em três edições: 1983, 1995 e 2017.

Athletico-PR: Com 100% de aproveitamento na Arena da Baixada, o atual campeão da Sul-Americana se classificou com 9 pontos no grupo G que tinha Boca Juniros, Tolima e Jorge Wilstermann. O problema do Rubro-Negro paranaense foram as partidas fora de seus domínios. A equipe comandada pelo técnico Tiago Nunes perdeu as três partidas que atuou fora do país, se classificando assim apenas em segundo. E este é o velho problema que o Athletico não consegue resolver – jogar fora de casa segue sendo um pesadelo. Após as quatro rodadas inicias do Brasileirão, o desempenho é satisfatório. São sete pontos conquistados com duas vitórias, um empate e uma derrota.

Artilheiro da equipe na Libertadores: Marco Ruben – 6 gols (artilheiro da competição).

O Athletico nunca foi campeão da Libertadores.

San Lorenzo-ARG: A famosa ”equipe do Papa” se classificou no grupo F, que tinha Palmeiras, Melgar e Júnior Barranquilla. O San Lorenzo conseguiu as três vitórias jogando em casa, onde é sua fortaleza – o famoso Nuevo Gasómetro, mas fora da Argentina quase se complicou. Se não tivesse segurado o empate fora de casa contra o Melgar em 0 a 0, a realidade na Libertadores poderia ter sido outra para os argentinos. Na liga nacional, o clube terminou a temporada 18-2019 na vigésima terceira colocação com 23 pontos conquistados em 25 jogos. Foram três vitórias, 14 empates e oito derrotas.

Artilheiros da equipe na Libertadores: Roman Martinez, Marcelo Herrera, Javier Rodriguez, e Barrios – 1 gol.

O San Lorenzo foi o campeão da Libertadores em 2014.

Godoy Cruz-ARG: Sendo uma equipe de médio porte do futebol argentino, o Godoy Cruz surpreendeu nesta temporada. Apesar de ter terminado o campeonato local na décima quarta colocação com 32 pontos conquistados em 25 jogos, na Libertadores o desempenho não foi ruim. O clube se classificou em segundo no grupo C, que tinha o Olímpia, Universidad Concepción e Sporting Cristal. Foram nove pontos com duas vitórias, três empates e uma derrota.

Artilheiros da equipe na Libertadores: Tomás Cardona, Santiago Garcia, Viera, Lucero e Angel Gonzalez – 1 gol.

O Godoy Cruz nunca foi campeão da Libertadores.

Emelec-EQU: A equipe que atua no Equador, mas no nível do mar, estava no grupo B junto com Cruzeiro, Deportivo Lara e Huracán. O clube brasileiro disparou na frente e se classificou de forma antecipada, mas o Emelec foi o único a derrotar a Raposa, vencendo por 2 a 1 no Mineirão. Os equatorianos fizeram nove pontos com duas vitórias, três empates e uma derrota. Mas, no campeonato do Equador os números não são animadores. A equipe está na décima colocação, com 16 pontos conquistados em 13 jogos. São cinco vitórias, três empates e sete derrotas.

Artilheiro da equipe na Libertadores: Bryan Angulo – 4 gols.

O Emelec nunca foi campeão da Libertadores.

Você pode contribuir com o nosso projeto:

Via Paypal:

Via Transferência Bancária:

Banco do Brasil:
Agência 3652-8
Conta Corrente 43937-1

Créditos de imagem destacada e nas redes sociais: Flamengo/Divulgação – Montagem

Compartilhar: