Compartilhar:

Por Ricardo Taves

O começo de 2019, não dá para negar, é empolgante para a Nação Rubro-Negra. O clube, que nos últimos anos se notabilizou em contratações de impacto, ao menos uma por temporada (Guerrero, Diego, Everton Ribeiro, Diego Alves…), resolveu, desta vez, sacudir pra valer o mercado interno.

Quis, mirou, insistiu e contratou Arrascaeta junto ao Cruzeiro em negociação recorde. Trouxe o artilheiro do último Brasileirão e da Copa do Brasil, Gabriel Barbosa, ou simplesmente Gabigol. A investida por Dedé também deu o que falar. Bruno Henrique, negociação ainda em curso (até o fechamento desse texto), também seria uma aquisição e tanto. Rodrigo Caio chegou em silêncio e numa negociação boa para o clube. Fora os contatos que não avançaram como no caso de Fagner (Corinthians) e outros nomes que não vieram ao conhecimento do público.

A “preocupação” de uma parte desinformada da mídia especializada foi “inflacionada”. Cresceu a surpresa sobre como um clube pode gastar tanto dinheiro assim. O bairrismo, maior culpado da desinformação em alguns casos, não permitiu acompanhar os noticiários cariocas nos últimos seis anos. E aí, amigo, assusta. E muito!

Um time estruturado financeiramente, com um poder ÚNICO de compra no país (quando se trata apenas dos recursos do clube), com CT de ponta, o estádio mais mítico do planeta ao seu lado (com a possibilidade de um próprio em curso) e a garantia de casa cheia na maioria dos compromissos. Um timaço, um treinador experiente e a expectativa de chegada de reforços de peso já no meio do ano, como o lateral-direito Rafinha. Competições de elite a se disputar. Um elenco fortíssimo.

E uma sede ABSURDA de títulos.

Mérito de muita gente (independente da sua corrente política). Da nova diretoria, de quem trabalhou nos últimos anos, mas com uma colaboração luxuosa da torcida e sua paciência – ainda que em alguns momentos naturalmente tenha perdido as estribeiras. Já era hora de ganhar antes. Agora, com essa equipe, então…

“Inflacionou” a expectativa da torcida. Ela está no céu. A sensação, a mesma que eu tenho, é de que agora o Flamengo colherá o que plantou. Mas mantenham um pouco de paciência. O time não vai se entrosar em dois dias. É a médio prazo que as coisas fluirão.

Sobre quem duvida do Flamengo

Meu ponto é: não se dá valor aos que não demonstram conhecimento, é desinformação. Não se irrite com isso. Escolha um jornalista para consumir, busque os mais informados. E tem muitos competentes por aí. Não confunda alho com bugalho. Eles podem, é genuíno, achar caro o preço que o clube pagou por atleta A ou quanto

pagará de salário para jogador B. Isso é análise. Mesmo que não faça isso sobre outro clube – o Flamengo repercute como nenhum outro.

Agora, perguntar de onde veio o dinheiro é desinformação.

Nota: Tenho recebido muitas mensagens pedindo para eu voltar ao clube, criticando a comunicação. É claro que não vou retornar. Mas saibam, e dou minha palavra, que a equipe que lá permaneceu é extramente competente. Esse começo é bem normal que tenham alguns tropeços, até porque a nova gestão ainda está se estabelecendo no dia a dia do clube. Tenho fé e torço para que o clube seja, enfim, campeão em todos os sentidos. Pois para ganhar no futebol não precisa perder em todo o resto. Da mesma forma que não adiantava ganhar todo o resto e não vencer no futebol. É o equilíbrio que fará esse clube cada vez mais dominante no país.

Um abraço de quem criou um enorme carinho por essa instituição. Estarei na torcida por todo o sucesso.


BAIXE AGORA http://bit.ly/KROwD9

Compartilhar: