Compartilhar:

Rubro-Negro venceu por 5 a 3 após equipe da China abrir 2 a 0

O Flamengo Beach Soccer fez história neste domingo (27) e conquistou o título da Liga Mundial de Beach Soccer ao bater o Meizhou Hakka, da China. O Rubro-Negro saiu atrás, mas virou o jogo e conseguiu seu primeiro título internacional no retorno à modalidade. Eudin marcou duas vezes, e os outros gols do Mengão foram marcados por Paulinho, Igor e Llorenç.

O JOGO

O Flamengo começou com dificuldades. Com a marcação apertada do time chinês, viu o placar em 2 a 0 para o adversário ainda no primeiro tempo. Mas a equipe demonstrou tranquilidade e conseguiu diminuir ainda na primeira etapa com Paulinho, que finalizou após tentativa de bicicleta de Eudin.

No segundo período, o domínio foi amplo por parte da equipe brasileira. Paulo Henrique tentou de bicicleta e quase empatou, mas a bola foi desviada e saiu por escanteio. Na cobrança, a bola caiu na cabeça de Igor, que por muito pouco não igualou. O gol saiu em jogada de Eudin, que finalizou cruzado, e Igor empurrou de joelho para fazer o segundo gol. E a virada saiu com Llorenç, em tiro livre. O melhor jogador do mundo cobrou com categoria, deslocando o goleiro adversário. Mas a vantagem não durou muito. Em lance duvidoso, o Meizhou chegou ao empate, apesar da reclamação de Elinton Andrade, achando que a bola não entrou.

Quando parecia que a partida iria igualada para o último período, Eudin sofreu falta de longe, e na cobrança cobrou com muita força para deixar o Flamengo em vantagem. E o próprio Eudin definiu o confronto, ao finalizar com outro chute forte, mas desta vez pela esquerda da quadra. 5 a 3 Flamengo. O Mais Querido passou a controlar o jogo até o cronômetro zerar e não passou mais sufoco.

O título da World Winners Cup foi o segundo do Flamengo na temporada de retorno ao Beach Soccer. Em março, o Rubro-Negro derrotou o Vasco na decisão e conquistou o Campeonato Carioca. O capitão Gil analisou a competição e enalteceu os adversários que, segundo ele, elevaram o nível do torneio.

“A competição foi sensacional, a Turquia é um país maravilhoso. Nos proporcionou uma competição internacional de nível excelente. Clubes de todos os continentes, foi um mundial realmente completo. Com certeza, tivemos um caminho bem árduo para conquistar esse títulos, tivemos equipes de vários modelos de jogos, estilos diferentes, muitos deles com jogadores de Copa do Mundo. Foram times com base das seleções do Irã, da Polônia, da Rússia, da Espanha. Na decisão pegamos uma equipe que tinha uma união entre atletas das seleções da China e de Portugal. Era um campeonato em que encaramos jogadores que causam dificuldade em competição”, declarou. 

O atleta, que além de jogador divide o comando técnico da equipe ao lado do Professor Rodrigo Fernandes, também falou sobre a importância do troféu para a o trabalho realizado e falou sobre os próximos objetivos.

“Nos comportamos bem. Em dez meses de trabalho, acho que hoje estamos atingindo uma maturidade na forma de jogar e de pensar. É um projeto que reestruturou novamente esse ano. Era importante a vitória em um torneio com um peso maior do que o estadual, para termos essa segurança de que o trabalho está sendo bem feito . Agora é preparar para que no ano que vem a gente mantenha a nossa linha de trabalho, os objetivos. Queremos o Mundial de Clubes, a Libertadores, Carioca, Brasileirão. Queremos estar na liderança em todas as competições”, definiu.

CAMPANHA

GRUPO B – FASE DE GRUPOS:

Al-Arabi (KWU) 1 x 6 Flamengo – 1ª rodada
Flamengo 6 x 2 Shahin Khazar (IRN) – 2ª rodada
Flamengo 7 x 4 Boca Gdansk (POL) – 3ª rodada

OITAVAS DE FINAL

Flamengo 9 x 1 BSC Vybor (UCR)

QUARTAS DE FINAL

Flamengo 4 x 2 Krylia Sovetov (RUS)

SEMIFINAL

Flamengo 4 (3) x (1) 4 Levante (ESP)

FINAL

Flamengo 5 x 3 Meizhou Hakka (CHINA)

Não deixe de ler também

O MRN depende do apoio de leitores como você para continuar fazendo uma cobertura criativa, propositiva e ética do Clube de Regatas do Flamengo. ➡ Junte-se a nós

Compartilhar: