Compartilhar:

De Diego Alves a Jorge Jesus: Veja as análises e notas de quem atuou na grande vitória do Flamengo sobre o Avaí

Já virou rotina os jogos do Flamengo terminarem em olé! Não foi diferente conta o lanterna Avaí, que vendeu seu mando de jogo para o Mané Garrincha.

Sorte dos rubro-negros de Brasília. Eles assistiram neste sábado (07) um show do time que lidera o Brasileirão e ainda colocou mais uma joia em campo para brilhar: Reinier, 17 anos, fez valer o esforço do clube para que estivesse apto para o jogo.

Com assistência do novo xodó da torcida, Gabigol abriu o placar e se isolou ainda mais na artilharia da competição, agora com 15 gols. A estrela de Reinier, multa de mais de R$ 300 milhões, brilhou ainda mais quando Gabriel retribuiu o presente no primeiro tempo e colocou Reinier na cara do gol para fazer o terceiro.

“Entrei para a história dele. O primeiro gol foi com passe meu”, disse com humildade o jogador que mais marcou gol no Brasil, ao lado da joia, na saída de campo.

Com mais um placar clássico seguido na conta – não tomou conhecimento do Palmeiras com o 3×0 na rodada anterior – o time de Jorge Jesus acumula 39 pontos e pode fechar um turno de Brasileirão com 42 pontos, estabelecendo a melhor marca do Flamengo em toda a história dos pontos corridos.

Veja abaixo as notas e análises das atuações aplicadas pelo nosso grupo especial de colaboradores.

reinier estréia
Com passe de Gabriel: Reinier aproveita a chance e marca pela primeira vez nos profissionais. Foto: Alexandre Vidal / Flamengo

Diego Alves

Mais uma boa partida com o manto: fez diversas defesas difíceis. Desacreditado por muitos, mostrou o porquê de ser o dono da camisa um. Deu a volta a volta por cima com a facilidade de quem toma um café nos momentos mais difíceis. Nota: 9,0.

Por Willian Sian Herzog – Twitter: @willian_sian

Rafinha

Outra partida regular do lateral-direito. Muito bem nas coberturas na defesa e nas triangulações no ataque. Por pouco não saiu de campo com mais uma bela assistência na conta em lindo passe não aproveitado por Everton Ribeiro. Como é bom ter laterais. Nota: 7,0.

Por Marcelo Franco – Twitter: @FrancoMarcelo_

Rodolpho

Apesar dos espaços generosos dados pelo sistema defensivo do Flamengo aos jogadores do Avaí, Rodolpho não comprometeu, fazendo uma razoável partida. É nítido, porém, que tecnicamente ele está abaixo do resto do elenco. Nota: 6,0.

Por Ivo Junior – Twitter: @Ivofsjr

Pablo Marí

Seguro e correto o tempo todo. Ainda fez mais um gol hoje. Nota: 7,0.

Por Ricardo Bitencourt – Instagram: @drbitenco

Filipe Luís

Partida tranquila. Sem muitas exigências defensivamente. Sempre tático, com desarmes precisos e antecipações. Ofensivamente foi bem discreto, e mesmo com algumas quebras de linhas do adversário, pouco acrescentou nesse quesito. Nota: 7,0.

Renê: Entrou no fim do jogo e pouco contribuiu. Sem nota.

Por Verônica Coutinho – Twitter: @Vevecoutinho

Piris da Motta

Foi mal no jogo. Atrasado na cobertura de várias jogadas e sem tempo de bola no combate direto. Não ajudou na saída de bola. Jogo pra deixar uma pulga atrás da orelha de Jorge Jesus em relação a capacidade dele de substituir Cuéllar no elenco. Nota: 4,0.

Vitinho: Tentou algumas jogadas de ataque; deu um bom chute ao gol. Pareceu sem confiança pra tentar algumas jogadas. Precisamos dele melhor para fortalecer o elenco. Nota: 5,0.

Por Márcio Marcondes – Twitter: @mjmarcondes

Arão

Jogador que mais evoluiu até aqui com Jesus. Defensivamente um monstro. Tem, ao lado de Gerson, tomado conta do meio-campo rubro-negro. Hoje apareceu bem menos no ataque, porém vem se apresentando de forma efetiva. O atual Arão é um jogador que poucos conheciam. Nota: 6,0.

Por Sérgio Ribeiro – Twitter: @sergioribeiro4

Gerson

Difícil descrever a quantidade de adjetivos que ele merece. Se algum dia tivéssemos um chapéu seletor certamente ele gritaria Flamengo ao menor toque em sua cabeça. Possui a alma do rubro-negro: vibra, luta e encanta. No jogo, em termos táticos, fez o chamado box-to-box, com inversões. Tem um triângulo de videogame ali naquela canhota. Nota: 8,0.

Por Willian Sian Herzog – Twitter: @willian_sian

Everton Ribeiro

Participou bastante do jogo. Muita movimentação. Buscou jogo o tempo todo, e sem a bola nos pés preencheu bem o lado que jogou. É excelente válvula de escape nas jogadas ofensivas. E ainda foi contemplado com uma assistência. Nota: 9,0.

Por Verônica Coutinho – Twitter: @Vevecoutinho

Reinier


O que falar do garoto, estréia como titular nos profissionais com gol e assistência. Tem futebol, inteligente, alto e habilidoso. Grande futuro! Nota: 9,0.

João Lucas: Entrou já com jogo resolvido e participou pouco. Nota : 5,0.

Por Ricardo Bitencourt – Instagram: @drbitenco

Gabigol

Em fase esplendorosa, deixou mais uma vez a sua marca, sendo artilheiro absoluto do time e do Brasil na temporada. Jogador inteligente que aparece para tabelar e puxar a marcação. Além dos gols, ajuda muito o time com assistências como a do gol de Reinier. No aspecto disciplinar, tem que aprender a se controlar, está cada vez mais visado pelos jogadores adversários e até pela arbitragem. Nota: 8,5.

Por Ivo Junior – Twitter: @Ivofsjr

Jorge Jesus

Tem feito esse time jogar como a torcida queria. Como sempre, incansável à beira do campo. Não deixou o time se acomodar e fez as substituições corretas. Nota: 10,0.

Por Márcio Marcondes – Twitter: @mjmarcondes

Não deixe de ler também

O MRN depende do apoio de leitores como você para continuar fazendo uma cobertura criativa, propositiva e ética do Clube de Regatas do Flamengo. ➡ Junte-se a nós

Compartilhar: