Jogando pela primeira vez diante da Nação, o Flamengo eSports não decepcionou a torcida, que dominou os estudios da PromoArena, e conseguiu a vitória por 3 x 1 sobre a TShow, garantindo a classificado para disputar a final do primeiro split do Circuito Desafiante 2018. Agora o time está credenciado a, no mínimo, disputar uma partida qualificatória contra o pior time do CBLOL em caso de derrota no sábado (31/03). E em caso de vitória, além do primeiro título da história nos esportes eletrônicos, o acesso é automaticamente garantido.

A série de partidas começou muito bem para o Flamengo. Nas duas primeiras disputas, o técnico miT optou por uma composição bastante parecida, utilizando-se da força do campeão Olaf na mão do caçador sirT (que inclusive roubou mais um barão no primeiro jogo) para anular a principal força da TShow: o topo Nyu. Duas vitórias limpas, sem maiores problemas e que incendiaram os torcedores do Flamengo presentes no local, que inclusive adaptaram um dos cantos de arquibancada mais famosos da Nação para os campos virtuais:

Na terceira partida a TShow mostrou por que também era uma das favoritas ao titulo do Circuito Desafiante, e soube anular a pressão que estava sendo realizada em sua rota do topo, e após uma série de boas lutas marcou seu primeiro ponto na série, levando a partida para o quarto confronto.

A quarta partida começou como uma repetição da terceira, TShow conseguindo dar espaço para seu topo realizar estragos. O Flamengo tentou responder com uma chamada rápida de barão, mas os bodes estavam espertos e conseguiram responder abatendo 4 jogadores rubro-negros. O jogo parecia estar encaminhado, mas de maneira heroica a equipe conseguiu um pickoff (pegar isoladamente um dos campeões adversários e o eliminar) no meio da TShow, encaixou uma luta incrivel e saiu dela com quatro abates e o dragão infernal, recursos que os campeões da composição escolhida pelo Fla precisavam pra entrar no jogo. Depois disso a tensão total estava no covil do Barão, pois ele seria o ponto determinante para o futuro da partida, e realmente foi. A TShow conseguiu iniciar e fazer o bônus, só que demorou demais a sair, comprou uma luta que não poderia e foi dizimada pelo Flamengo, que conseguiu quatro abates, deixando seus campeões mais fortes ainda. A Nação ficou pegando fogo, não parou de gritar um segundo após a virada e empurrou os heróis rubro-negros rumo a mais uma luta, destruição da base e do Nexus e classificação para a final.

Após a partida, em entrevista para a PromoArena, o grande astro do LOL nacional e da equipe do Fla, Felipe “brTT” Gonçalves, destacou a força da torcida que compareceu em peso:

“Flamengo é outra proporção […] Cheguei aqui e tinha muita gente com a camisa do Flamengo, realmente torcedores do clube. Uma torcida completamente diferente, é claro que cobra bastante, até mais que as torcidas normais, então não tem como negar que tem uma pressão a mais. A gente vê eles cantando as musicas do Flamengo, os hinos do clube e dá um ânimo a mais pra gente ganhar.”

A final será disputada sábado (31),  a partir das 13h,  contra a IDM, outra velha conhecida, pois foi a adversária da estréia do Flamengo em Summoner’s Rift.

A partida será transmitida no canal da PromoArena na Twitch.