Compartilhar:

Prestes a completar três meses, a gestão do Flamengo é o centro de nova análise do blog Pedrada Rubro-Negra

Por Flávio H. Souza – Twitter: @PedradaRN

A nova gestão já acumula alguma gordura. Final do terceiro mês, já podemos verificar algo de sua “cara”, que formará sua identidade até o final de seu mandato. Como teve inúmeros apoios políticos para vencer a gestão anterior, cujo principal grupo de apoio se viu isolado, esta tem que bancá-los agora, os colocando em postos-chaves de dirigentes. Alguns deles até remunerados. Um dos problemas que vemos neste tipo de abordagem, tão ao gosto da política brasileira em relação às suas estatais, é a potencial perda qualitativa significativa dos serviços. No momento, nota-se esta perda na comunicação do clube em relação às suas mídias sociais. Há uma flagrante percepção da queda da qualidade no setor.

Do mesmo autor: Damon Hill

Quanto ao marketing, é difícil analisar visto o trágico acidente no início do mandato que mancha a imagem do clube e evidente dificulta demais o trabalho. Mas estamos ainda sem o patrocínio master, embora pareça estar encaminhado no modelo parecido com a Carabao. O patrocínio tem um valor maior a ser pago diretamente ligado ao consumo. Em termos da Carabao, esta sofreu com um mercado dominado por marcas gigantes, que podem ter dificultado sua distribuição, neste sistema econômico em que o grande capital domina. Como a proposta atual seria adesão a contas de banco “on-line”, pode ter maior sucesso dependendo do valor que cobre por seus serviços. Mas o valor mínimo do patrocínio de 15 milhões (segundo a reportagem), é inferior o que pagava a Caixa (25 milhões). O que pode afetar nosso fluxo financeiro.

Quanto a sua atuação em relação a tragédia, consta uma certa dificuldade de acerto com as famílias afetadas, que também estão sendo orientadas por advogados que ganham, certamente, um percentual em cima do valor da indenização obtida, o que os fazem “esticar a corda” tornando a negociação mais dura.

Mais uma vez não vemos comunicação eficaz do clube explicando o andamento destes tipos de tratativas, visando melhorar a imagem arranhada do clube neste episódio. Com isto temos ainda nosso CT, dos melhores, ou melhor do Brasil, ainda sem poder hospedar os jogadores nos módulos definitivos. Pelo menos já conseguiu se livrar dos contêineres. Aguardamos o resultado da investigação policial e da perícia para levantamento técnico e criminal das causas do acidente. Através disso o clube poderá, creio eu, abrir sindicâncias internas para busca das responsabilidades, eventual punição dos envolvidos e melhoria dos procedimentos de segurança.

Quanto ao futebol, um time muito qualificado tecnicamente mas com seu potencial tático comprometido pela atual comissão técnica, com seu futebol reativo. Falta ainda compactação, formação de linhas defensivas, jogadas ensaiadas, proteção melhor de entrada da área, deslocamentos mais intensos e  finalizações de meia-distância.  Se vê o time muito parado em campo, com alguns jogadores se deslocando mais no setor da bola. O time ainda peca pela incapacidade de fazer o tempo passar em jogo quando em vantagem.

Prestes a completar três meses, a nova gestão do Flamengo é o centro da análise do novo post do blog Pedrada Rubro-Negra
Abel começou com muita desconfiança mas resultados na Libertadores trouxeram paz. Foto: Alexandre Vital / Flamengo

Mas, evidente, está bem na Libertadores. Até o momento enfrentou dois adversários fracos, embora o primeiro tenha sido na difícil altitude. E LDU a nível do mar é quase um Madureira. O bom nisso tudo é que sabemos que este time, que tem até melhorado ultimamente, tem espaço para ser bem melhor que está. E isto é ótimo para quem almeja os títulos relevantes que a torcida espera há tempos.


Flávio H. de Souza escreve no Blog Pedrada Rubro-Negra aqui no MRN. Conselheiro do Flamengo e politicamente livre.


Você pode contribuir com o nosso projeto:

Ou
Banco do Brasil:
Agência 3652-8
Conta Corrente 43937-1

Leia também

Compartilhar: