Compartilhar:

Qual efeito uma notícia polêmica envolvendo o Flamengo, às vésperas do confronto contra o Grêmio na Libertadores, quer causar ao jogo?

Por Diogo Almeida. Twitter: @DidaZico

Juliano Moreira estava em Porto Alegre para cobrir a final da Copa do Brasil 2019. O Internacional precisava vencer o Athletico por dois gols de diferenças para levantar o caneco.

E o repórter da Rádio Sagres vai ao encontro de um dos maiores ídolos da história colorada.

A entrevista com Carpegiani foi ao ar no As Feras do Kajuru. E uma declaração do ex-jogador e técnico campeão mundial pelo Flamengo chamou a atenção da imprensa nacional. Ele disse que Jorge Jesus demostrou um falha de caráter ao ver CAMxFLA já apalavrado com o Rubro-Negro.

“O que eu não concordo foi com a atitude de ele ir a Minas Gerais, assistindo a Atlético-MG x Flamengo, e toda a imprensa divulgando que ele tinha ido ver o time mineiro. Na realidade, ficou comprovado que ele já estava sendo contatado pelo Flamengo. A direção errou também. Para mim, foi um erro de caráter. O Abel saiu muito magoado, isso não se faz. Errou a direção, mas errou principalmente o Jorge Jesus, a sua atitude não me satisfaz. Essa atitude foi errada!”, disse a Juliano Moreira. 

Carpegiani, à Rádio Sagres

Há graves problemas de premissa na acusação de Carpegiani. E isto nem é o assunto principal deste texto. Mas vamos a eles primeiro.

Leia também: Acordo entre Flamengo e Grêmio gera boa repercussão entre as torcidas; entenda

É verídica a informação obtida por Carpegiani? Não sabemos. O treinador pode ter se baseado no discurso demissionário de Abel Braga, que disse saber por uma fonte que o Flamengo estava negociando com Jesus enquanto ele ainda estava no cargo.

Não podemos esquecer que Jesus era especulado no Vasco e no próprio Atlético Mineiro – os próprios dirigentes do alvinegro ciceronearam Jesus no Estádio Independência naquela fatídica noite que o Flamengo perdeu com um jogador a mais desde o início do jogo. A verdade é que JJ estava no mercado.

E se estivesse negociando com os dirigentes do Flamengo? Isto é uma falha de caráter? Em que manual moral foi escrito que um profissional não pode estudar o seu próximo local de trabalho? E que eu saiba, a FIFA não criou nenhum restrição quanto a isso.

Por que a imprensa resgatou o assunto na semana do jogo?

A final da Copa do Brasil foi no dia 18 de setembro. A entrevista de Carpegiani concedida ao repórter Juliano Moreira foi feita no dia 17/09. E a tal repercussão nacional, no dia 18/09, como atesta a própria Rádio Sagres em seu site.

Por que o jornalista José Alberto Andrade procurou Carpegiani e publicou nova entrevista nas páginas do Zero Hora/Gaúcha/RBS nesta segunda-feira, dia 30/09? Fazer com que a acusação de Carpegiani volte um dia antes do jogo do Flamengo contra o Grêmio. O fato de Carpegiani ser ídolo nos dois clubes é apenas a desculpa perfeita.

Qual efeito uma notícia polêmica envolvendo Jorge Jesus, às vésperas do confronto contra o Grêmio na Libertadores, pode causar ao jogo? Nenhum. Zero efeito.

Mas daí começa uma intensa proliferação da narrativa. Um tumor que vai matando os tecidos do pensamento esportivo e tornando a busca pela intelligentsia algo cada vez mais raro.

Reprodução de pesquisa no Google

Embora muitos de vocês digam que…

A IMPRENSA ESTÁ QUERENDO FAZER TUMULTO!

É O FLAMENGO CONTRA TUDO!!

ABAIXO A IMPRENSA PAULISTA!!!

Posso garantir que não é nada disso. A imprensa não quer tumultuar. Não quer polemizar. Não quer prejudicar o Fla. A imprensa, a imprensa da primeira página do Google não quer nada.

Esta imprensa não quer nada porque não sente. Não pensa abstrato. Não toma lado algum. Ela apenas contabiliza. Não é imprensa esportiva. Não é imprensa paulista. É a imprensa matemática. Ela quer o seu view. Ela quer o seu tempo. Ela quer você e o seu clique de usuário. Seu clique é dinheiro.

Claro que existe muito material bom e interessante publicado diariamente na nossa imprensa. Em um país imenso e populoso como o nosso obviamente que muta coisa boa será feita. O pequeno percentual de produção boa comparado com o que temos de ruim é que assusta.

Agora vou falar um pouco sobre o papel do MRN

O MRN, assim como outros sites, também quer você. Queremos a sua atenção, o seu view e o seu clique nas propagandas (o site tá inundado delas para sobreviver).

O MRN tem enormes dificuldades em se manter. Mas está crescendo. Nem sempre o nosso fluxo de acessos nos traz orgulho. Tentamos nunca ser sensacionalistas. Tentamos não praticar clickbait.

É muito difícil criar conteúdo brilhante. Nem sempre basta sentar à mesa e escrever. É preciso infraestrutura e bons salários para que as boas mentes estejam ao nosso lado. Muito do que fazemos é meramente informativo, sem novidade, clipping, serviços e repercussão.

Queremos mais. Queremos qualidade, novidade e exclusividade no trampo jornalístico. Queremos muito. Queremos as grandes opiniões e análises rubro-negras dos nossos blogueiros.

Mas precisamos sobreviver. O Rogério Ceni disse uma coisa interessante em sua apresentação no Fortaleza, depois de sair e voltar para o clube em menos de dois meses: “Eu perdi o direito de falar sobre a troca de técnicos quando saí do Fortaleza no meio da temporada. Quando você toma uma decisão que vai ao lugar-comum você perde o direito de opinar”.

O MRN quer fazer o que todos fazem de bom e importante. E quer fazer também o que todos não fazem de bom e importante. Seguiremos na luta. E barato de não desistir da luta é que ela sempre traz novidades.

Considerem a ideia de se tornarem apoiadores do site. Acessem http://catarse.me/mrn ou http://picpay.me/mrn_crf. Essa grana do apoio é para pagar o servidor do site. As informações estão no link. Se você tiver alguma dúvida entre em contato comigo no Twitter.

Por último e não menos importante, você pode fazer parte desta comunidade gratuitamente de diversas maneiras:
Grupo Whatsapp: http://bit.ly/2m4l2CE
Grupo facebook: http://bit.ly/grupofacemrn
Canal Telegram: http://bit.ly/mrntelegram
Canal Whatsapp (sem chat): http://bit.ly/zapdivulgação
Parcerias: [email protected]

O MRN depende do apoio de leitores como você para continuar fazendo uma cobertura criativa, propositiva e ética do Clube de Regatas do Flamengo. ➡ Junte-se a nós

Compartilhar: