Compartilhar:

 

Marcel Pereira, do blog A Nação


 

O Blog A Nação construiu e aqui publicou: “A Ciência para ser Campeão Brasileiro“.

A meta foi traçada em cima do desempenho dos últimos Campeões Brasileiros, avaliando o nível de dificuldade de cada um destes intervalos de 5 em 5 rodadas, ponderando-se pela dificuldade de cada um destes intervalos.

A lógica por trás do Nível de Dificuldade: foi atribuída uma métrica associada ao desempenho (colocação na tabela) de cada um dos adversários no Campeonato Brasileiro imediatamente anterior, atribuindo-se peso dois para quando os jogos fossem na casa do adversário, e peso um e meio para clássicos contra adversários da mesma cidade.

Leia também: Planejamento para o Flamengo no Campeonato Brasileiro 2018

Consolidando a dispersão de resultados “Pontuação vs Nível de Dificuldade” de todos os campeões brasileiros entre 2013 e 2018, chegou-se às seguintes conclusões: (1) há que se fazer 13 pontos sempre que o nível de dificuldade na sequência de 5 rodadas for mais baixo. Das oportunidades em que os campeões entre 2013 e 2018 tiveram um nível de dificuldade até o “nível 14” nos critérios aqui definidos. Se for nível 12 para baixo, então, é ainda mais importante: os campeões entre 2013 e 2018 fizeram pelo menos 13 pontos em 73% das vezes com nível de dificuldade menor ou igual a 12; (2) em níveis intermediários de dificuldade (entre os níveis 14 e 18 nos critérios descritos) o desempenho dos campeões é bastante disperso. Recomenda-se uma pontuação nestes casos de pelo menos 10 pontos; e (3) em níveis de dificuldade acima do nível 18, há margem para uma pontuação de pelo menos 8 pontos.

Aplicando-se esta lógica para a tabela de jogos do Flamengo no Campeonato Brasileiro de 2019 fica assim definidas as pontuações-meta para transformar o Flamengo no Campeão Brasileiro de 2019, consolidando o Hepta-campeonato Brasileiro:

Rodada 1 à 5: A Meta é fazer 8 pontos (2 vitórias, 2 empates e 1 derrota)

Adversários: Cruzeiro em casa, Internacional fora, São Paulo fora, Chapecoense em casa e Atlético Mineiro fora.

Rodada 6 à 10: A Meta é fazer 15 pontos (5 vitórias)

Adversários: Athlético Paranaense em casa, Fortaleza em casa, clássico contra o Fluminense, CSA fora e Goiás em casa.

Rodada 11 à 15: A Meta é fazer 10 pontos (3 vitórias, 1 empate e 1 derrota)

Adversários: Corinthians fora, clássico contra o Botafogo, Bahia fora, Grêmio em casa e clássico contra o Vasco.

Rodada 16 à 20: A Meta é fazer 12 pontos (4 vitórias e 1 derrota)

Adversários: Ceará fora, Palmeiras em casa, Avaí fora, Santos em casa e Cruzeiro fora.

Rodada 21 à 25: A Meta é fazer 10 pontos (3 vitórias, 1 empate e 1 derrota)

Adversários: Internacional em casa, São Paulo em casa, Chapecoense fora, Atlético Mineiro em casa e Athlético Paranaense fora.

Rodada 26 à 30: A Meta é fazer 13 pontos (4 vitórias e 1 empate)

Adversários: Fortaleza fora, clássico contra o Fluminense, CSA em casa, Goiás fora e Corinthians em casa.

Rodada 31 à 35: A Meta é fazer 10 pontos (3 vitórias, 1 empate e 1 derrota)

Adversários: clássico contra o Botafogo, Bahia em casa, Grêmio fora, clássico contra o Vasco e Ceará em casa.

Rodada 36 à 38: A Meta é fazer 4 pontos (1 vitória, 1 empate e 1 derrota)

Adversários: Palmeiras fora, Avaí em casa e Santos fora.

 

META FINAL: 82 pontos! E o grito de “É Campeão!”.

É fácil? Claro que não! Nem podia ser diferente. O Campeonato Brasileiro é o mais difícil do mundo! E porque Cruzeiro, Grêmio, Palmeiras e Internacional também têm elenco e investimento com potencial para atingir uma meta tão difícil quanto esta…

 

 


Você pode contribuir com o nosso projeto:

Via Paypal:

 

 

Via Transferência Bancária:

Banco do Brasil:
Agência 3652-8
Conta Corrente 43937-1

Compartilhar: