Compartilhar:

Já tendo atuado como profissional de educação física, especialista em gestão de esporte e como especialista em judô, com experiência também na Confederação Brasileira de Judô (CBJ), Sandro Teixeira assume como o novo Gerente de Judô da equipe rubro-negra.

Em entrevista ao site do Flamengo, o gestor explicou quais são as metas a serem alcançadas pelo time de judô do clube. “O objetivo principal do clube é essa reestruturação, então o meu objetivo principal é iniciar a formação de base. Preparar uma base sólida da pirâmide esportiva para que a gente possa atingir, junto com o plano estratégico do clube, e aí eu aponto mais pra 2028, um número de atletas suficientes para que a gente possa auxiliar a Confederação Brasileira de Judô e o Comitê Olímpico do Brasil colocando atletas nas seleções”, relatou.

Além de ter objetivos já traçados para o desenvolvimento do time, o especialista também falou sobre a importância de reconhecer a posição do Flamengo como um clube que tem tradição no judô do Rio de Janeiro, mas que apesar disso, a equipe ainda precisa avaliar sua estrutura e ter um bom planejamento técnico. “O que o Flamengo precisa é avaliar tudo isso e abrir suas portas novamente. O clube fez isso durante muitos anos, mas fechou suas portas. O judô é um esporte em que o atleta precisa segurar no quimono de seu adversário para evoluir. Se ele não segura no quimono de seu adversário ele não evolui. O trabalho vai ser todo voltado para isso”, disse o novo gerente.

Não deixe de ler também

O MRN depende do apoio de leitores como você para continuar fazendo uma cobertura criativa, propositiva e ética do Clube de Regatas do Flamengo. ➡ Junte-se a nós

Compartilhar: