Compartilhar:
WhatsAppFacebookTwitterTelegram

De Diego Alves a Jorge Jesus: Veja as análises e notas de quem atuou na ótima vitória diante do Vasco pelo Brasileirão

Da Redação

A segunda vitória como visitante no Campeonato Brasileiro 2019 foi novamente no Mané Garrincha lotado de rubro-negros. Após vencer o CSA também em Brasília, o Flamengo bateu o mandante Vasco da Gama por 1×4 na noite deste sábado (17) e agora tem 30 pontos na competição.

O jogo foi eletrizante desde o primeiro minuto. O Flamengo dominou o início da partida, porém, Vanderlei Luxemburgo armou um ferrolho com um trio de volantes formado por Raul, Richard e Lucas Mineiro encaixou a marcação e aos poucos foi dominando a partida, pelo menos até o meado da etapa inicial.

O Flamengo já dominava a partida e tinha 66% de posse de bola quando, aos 41′, Arrascaeta e Bruno Henrique, que começou a partida caindo pela direita, tramaram boa jogada pela meia esquerda de ataque que culminou com um golaço do camisa 27 e nova assistência do craque uruguaio.

O que aconteceu no segundo tempo dificilmente será esquecido. Um jogo alucinante. Logo aos 5′ o Mister Clássico voltou a aparecer. Bruno Henrique tabelou com Cuéllar, recebeu na área e mesmo atrapalhado pela zaga vascaína consegue finalizar mascado para o fundo do gol.

A partir do segundo jogo o time rubro-negro se fez completamente senhor das ações. Aos 12′, entretanto, numa jogada despretensiosa de ataque vascaíno, o árbitro Leandro Vuaden, com auxílio do vídeo, marcou um toque de Thuler na área. Foi quando Diego Alves começou a aparecer. Pikachu cobrou e o goleiro defendeu. No escanteio decorrente da defesa de Diego Alves, Leandro Castán subiu sozinho e venceu a meta do Flamengo. Um tremendo balde de água fria. 1×2 no placar.

No entanto, os comandados de Jorge Jesus não sentiram o gol. Jogando com muita intensidade, continuou a ser melhor na partida. Diferente do primeiro tempo, o Vasco já não marcava tão bem e o jovem Talles Magno caiu muito de produção. O sistema ofensivo do Flamengo tocava rápido e o talento começou a aparecer. O terceiro tento não tardou. Gerson cruzou para Bruno Henrique cabecear bonito para grande defesa de Fernando Miguel. O rebote escolhe logo Gabigol que pega bonito de primeira num sem-pulo.

O gol do artilheiro do campeonato (1o gols) não mudou o panorama do jogo. Só que aos 34′, novamente a intervencionista ação do VAR brasileiro entrou em cena. Dessa vez, Arrascaeta teria derrubado o zagueiro Leandro Cástan na área do Flamengo. Bruno César pegou a bola e Diego Alves de novo fez grande defesa. Arão, ligado, evitou que o meia vascaíno pegasse o rebote. Depois do escanteio, no contra-ataque, Bruno Henrique foi puxado na área por Henríquez. Vuaden aponta o terceiro pênalti do jogo. Arrascaeta cobrou e com tranquilidade deu números finais ao clássico. Grande vitória do Mengão.

Atualização – 22h36: Leandro Vuaden anotou o segundo gol do Flamengo para Gabriel Barbosa. Com isso, o atacante tem 11 gols no campeonato.

Veja abaixo as notas e análises das atuações do time rubro-negro feitas pelos nosso grupo especial de colaboradores.

Ajude o MRN a manter este trabalho! Torne-se apoiador e faça parte da nossa comunidade! Acesse Catarse.me/mrn ou PicPay.me/mrn_crf.

Foto: Alexandre Vidal / Flamengo

Diego Alves – Hoje fez jus sua fama de pegador de pênaltis, hoje foram 2. Fez mais duas grandes defesas e foi muito bem na saída de bola. Hoje, fez uma atuação digna de goleiro de grande nível. Nota: 9.

Por Sérgio Ribeiro – Twitter: @sergioribeiro04

Rodinei – Mais uma vez, as laterais do Flamengo foram os pontos frágeis deste belo time. Rodinei não achou o posicionamento certo no primeiro tempo, levando nítida desvantagem com a jovem promessa do Vasco. No apoio, apesar de não ter sido brilhante, sempre vai bem, graças ao seu vigor físico. No segundo tempo, esteve melhor posicionado e não comprometeu. Nota: 5.

Por Ivo Junior – Twitter: @ivofsjr

Matheus Thuler – Um primeiro tempo seguro, não dando muitas chances para o adversário e ganhando a maioria das disputas. Porém no segundo tempo fez um pênalti (mesmo que involuntariamente) no momento que tínhamos o controle do jogo, após ser salvo por Diego Alves, falhou novamente no escanteio ao marcar a bola e não o zagueiro adversário que subiu atrás dele e fez o gol. Nota: 3.

Por Verônica Coutinho – Twitter: @Vevecoutinho

Pablo Marí – Desde que chegou se mostra uma ótima contratação, hoje seus dois primeiros erros mais visíveis porém nada de mais grave aconteceu na situação, o gol foi uma desatenção de euforia. Nota: 8.

Por Ricardo Bitencourt – Instagram: @drbitenco

Filipe Luís – Assim como boa parte do time esteve mal no primeiro tempo. No segundo acompanhou a subida de produção da equipe e esteve mais seguro na defesa, equilibrando dessa forma a sua atuação. Nota: 6.

Por Marcelo Franco – Twitter: @FrancoMarcelo

Cuéllar – Assim como todo o time foi mal no primeiro tempo, errou muitos passes. No segundo tempo melhorou muito, no desarme e na saída de bola, deu um passe espetacular para o gol do Bruno Henrique. Nota: 7.

Por Sérgio Ribeiro – Twitter: @sergioribeiro04

Arão – bela partida do volante, foi bem na marcação, e na saída de bola, a mudança do jogo tático do Arão após a chegada de Jorge Jesus é impressionante. Ainda conseguiu chegar ao ataque e triangular pelo lado direto com Gerson e Rodinei. Bela atuação do volante. Nota: 8.

Por Marcio Marcondes – Twitter: @mjmarcondes

Gerson – Partida regular no primeiro tempo. No segundo tempo fez o que quis no lado esquerdo, muito técnico, boa qualidade no passe, terão pesadelos com essa canhotinha maravilhosa, belíssimo lançamento no 2 gol. Nota: 8.

Everton Ribeiro – Entrou no segundo tempo e pouco acrescentou. . Nota: 6,5.

Por Willian Sian – Twitter: @willian_sian

Arrascaeta – Jogo importante controlando as ações ofensivas e levando o time a frente. É impressionante a facilidade que tem pra jogar bola. Não teve culpa no pênalti marcado pelo árbitro. Além disso, bateu bem seu pênalti. Nota: 8.

Piris da Motta – Entrou no fim para segurar o jogo e ainda teve tempo pra dar uma pegada firme no fim. Nota: 6.

Por Miguel Peters – Twitter: @miguelpeters

Bruno Henrique – Participou de praticamente todas as ações ofensivas da equipe ao longo do jogo. Mais uma vez decisivo foi premiado com 2 gols. Atuação de destaque para coroar a sua primeira convocação na última sexta-feira. Nota: 9.

Por Marcelo Franco – Twitter: @FrancoMarcelo

Gabriel – jogador decisivo e goleador. Mesmo voltando de contusão, teve atuação determinante para esta goleada do Flamengo. Tem uma inteligência acima da média para se posicionar em campo e abrir opções para seus companheiros. Vem fazendo mais um grande campeonato. Nota: 8.

Berrío – Entrou com a partida já decidida e não teve tempo para muita coisa. Nota: 5.

Por Ivo Junior – Twitter: @ivofsjr

Jorge Jesus – Essas semanas de treinos foram ótimas para conhecer e ter mais o elenco com ele; elétrico, enérgico e conhecedor de futebol. Temos técnico enfim. Nota: 8.

Por Ricardo Bitencourt – Instagram: @drbitenco

O MRN depende do apoio de leitores como você para continuar fazendo uma cobertura criativa, propositiva e ética do Clube de Regatas do Flamengo. ➡ Junte-se a nós

Compartilhar:
WhatsAppFacebookTwitterTelegram