Compartilhar:

Após a derrota por 2 a 1 contra o Internacional, no Beira-Rio, o nome de Abel Braga começou a sofrer questionamentos dentro da diretoria do Flamengo. Com atuações e o coletivo sofrendo inúmeras críticas da torcida, o futuro do treinador no Rubro-Negro é incerto. Abel não tem multa rescisória em seu contrato que vai até dezembro, e isso facilita uma possível troca no comando.

Uma mudança antes do confronto contra o Peñarol, da próxima quarta-feira no Uruguai, já é avaliada pela diretoria do Flamengo, mas sem um nome de consenso no mercado, a decisão poderá ficar para depois da partida contra o São Paulo, neste domingo no Morumbi, pela terceira rodada do Brasileirão. Abel inclusive anunciou que deverá usar o time reserva neste jogo, visando o compromisso em Montevidéu pela Libertadores.

Nomes no mercado

Nomes como Vanderlei Luxemburgo, Dorival Júnior, Dunga, Jair Ventura e Zé Ricardo estão no mercado, porém caso demita Abel, a diretoria do Flamengo deverá mirar um técnico estrangeiro, ou então tirar um profissional de outro clube brasileiro.

Um grande dilema que vive a gestão Rodolfo Landim: tentar salvar o restante do ano, ou repetir condutas que avaliam como equivocadas da gestão Bandeira: troca de técnicos – 14 em seis anos. No entanto, o pacote apresentado por Abel em quatro meses, está pesando mais do que essa briga com o passado.

Você pode contribuir com o nosso projeto:

Via Paypal:

Via Transferência Bancária:

Banco do Brasil:
Agência 3652-8
Conta Corrente 43937-1

Créditos de imagem destacada e nas redes sociais: Flamengo/Divulgação

Compartilhar: