Um show em 45 minutos, uma vitória pra história, um mundo aos seus pés


Zico carrega a taça mundial de clubes. (Foto: Reprodução)

Zico carrega a taça mundial de clubes. (Foto: Reprodução)

Com uma goleada incontestável, o Flamengo surpreende o mundo e derruba o gigante Liverpool e é campeão mundial de clubes.

A tarde em Tóquio era linda, parece até que já estava escrito o que aconteceria. Diante de 62 mil pessoas, o estádio Nacional era tomado por torcedores, em sua maioria, rubro-negros.

Conhecendo o poder ofensivo dos ingleses, o Flamengo começou impondo o jogo para evitar qualquer tipo de sufoco. O Flamengo deu as cartas desde o apito inicial e mostrou que não era o “time do Maracanã”. Com um toque de bola sensacional, clássico,  as jogadas pareciam ser feitas por artistas, e na verdade eram, artistas da bola, aconteciam naturalmente, envolvendo e deixando os ingleses perdidos.

Tanta qualidade e arte resultou no primeiro tento aos 13 minutos da etapa inicial. Nunes deu de calcanhar para Mozer, o zagueiro tocou para Zico no meio que fez um lançamento primoroso para o artilheiro das decisões, ele mesmo, Nunes, receber após uma furada de cabeça de Thompson e com classe mandar pro fundo das redes: 1 a 0.

O mundo olhava sem acreditar, o Flamengo flutuava em campo. Com a vantagem adquirida, o Flamengo mostrou mais ainda o seu talento em campo. Zico em tarde inspirada mostrava o que é um camisa 10 de verdade.

...

Aos 33 minutos McDermott derruba Zico na entrada da área inglesa. Falta perigosíssima, ainda mais quando se tinha um gênio das cobranças de falta como Zico. O camisa 10 bateu direto, Grobbelaar defendeu parcialmente e após tentativa de Lico, Adílio estufou as redes novamente: 2 a 0.

Não demorou nem 10 minutos e o Flamengo fez o estádio Nacional se render ao encanto que o time causava. Aos 41 minutos do primeiro tempo, Adílio sobe pela direita e serve Zico, que dá um passe milimétrico pra Nunes, que livre, chutou cruzado no canto de Grobbelaar: 3 a 0.

O que o Flamengo fazia era algo jamais visto. Será que o Liverpool teria forças pra reagir?

...

A etapa inicial veio e só havia um questionamento entre os rubro-negros: quanto falta pra acabar?

O Flamengo gastava tempo com seu toque de bola rápido. Um time mais neutro e menos agressivo teve muita paciência e simplesmente não deu chances ao Liverpool. Uma defesa bem compactada e arrumada.

Quando Rúbio Vasquez apitou o final do jogo a festa, o alívio, o silêncio do rivais tomaram conta do mundo. O Flamengo é campeão mundial de clubes!

Nunes comemora seu primeiro gol diante do Liverpool. (Foto: Reprodução)

Nunes comemora seu primeiro gol diante do Liverpool. (Foto: Reprodução)

FICHA DO JOGO: Flamengo 3×0 Liverpool

Final do Mundial de Clubes

Data: 13 de dezembro de 1981

Local: Estádio Nacional de Tóquio, Japão

Público: 62 mil pessoas

Gols: Nunes aos 13′ e 41′ e Adílio aos 33′ do 1º T