Compartilhar:

De Diego Alves a Jorge Jesus: Veja as análises e notas de quem atuou na grande vitória do Flamengo sobre o Palmeiras

O Flamengo aplicou o chamado placar clássico sobre o Palmeiras e não tomou conhecimento do Palmeiras de Felipão, na tarde-noite desse domingo (01/09), no Maracanã. Veja abaixo as notas e análises das atuações aplicadas pelo nosso grupo especial de colaboradores.

Ajude o MRN a manter este trabalho! Torne-se apoiador e faça parte da nossa comunidade! Acesse Catarse.me/mrn ou PicPay.me/mrn_crf.

Foto: Alexandre Vidal / Flamengo

Diego Alves

Hoje foi quase que um mero expectador. Nas raras vezes que participou da partida esteve atento. Nota: 7.

Por Marcelo Franco – Twitter @FrancoMarcelo_

Rafinha

O senhor Rafael é uma aula de futebol a cada partida. Trata-se de um jogador que estava em falta no futebol brasileiro: experiente, técnico e malandro. Muito seguro defensivamente, no ataque foi uma opção constante, sempre indo à linha de fundo. Cavou um pênalti na pura malandragem misturada com experiência. Nota: 8,5.

Por Edson Lira – Twitter: @Edsonjslira

Pablo Marí

Mais um jogo seguro. Perfeito nas coberturas, se posicionou muito bem nas antecipações. É excelente opção para saída de bola, pois já desarma armando. Quando sai com a bola geralmente alonga a passada e deixa os companheiros em boa situação para atacar. Nota: 9,0.

Por Verônica Coutinho – Twitter: @Vevecoutinho

Rodrigo Caio

Jogando muito bem, teve um encaixe perfeito com Marí. Pareceu um pouco desgastado hoje mas manteve o nível. Nota: 7,0.

Thuler: Zagueiro seguro e promissor. Hoje não teve trabalho. Nota: 6,0.

Por Ricardo Bitencourt – Instagram: @drbitenco

Filipe Luís

Mostrou a segurança costumeira na defesa. Cortou as linhas de passe do Palmeiras pelo seu lado, com a ajuda de Marí. No ataque, se apresentou bem para a saída de bola. Tanto pela esquerda da linha, quanto aparecendo no meio. Nota: 7,5.

Por Miguel Peters – Twitter: @miguelpeters

Willian Arão

Ótimo jogo de Arão: consistente e combativo. Buscou a bola entre os zagueiros quando o Flamengo estava postado na defesa e dava o primeiro combate na segunda linha de defensiva. Com a entrada de Piris da Motta, sai da posição de primeiro volante e começa a jogar um pouco mais solto. A partir daí buscou suas famosas infiltrações. Nota: 7,0.

Por Antônio Rêgo – Twitter: @antoniorn_07

Gerson

Um poço de segurança e sobriedade no meio campo. Distribuiu a bola com enorme facilidade e também fez seu papel na defesa. Resumindo: controlou o jogo. Ver Gerson atuar deixa a entender que ser jogador de futebol é mais fácil do que parece. Nota: 9,0.

Por Edson Lira – Twitter: @Edsonjslira

Everton Ribeiro

Jogador importante demais no esquema do Flamengo. Inteligente, habilidoso e que sabe o que fazer com a bola. Jogou bem dos dois lados do campo. Nota 8,0.

Por Ivo Jr – Twitter @Ivofsjr

Arrascaeta

O craque do jogo! Uma assistência e um gol. Movimentou-se bem por todo campo. Ganhou praticamente todos os duelos no um contra um. Preencheu espaço na parte defensiva. É fundamental taticamente para Jorge Jesus. Forma com F. Luís e B. Henrique pela esquerda um trio altamente qualificado. Nota: 9,0.

Piris da Mota: Entrou no final. Sem nota.

Por Sérgio Ribeiro – Twitter: @sergioribeiro04

Bruno Henrique

Que jogador é esse cara!? Minha mãe do céu… Veio para o Flamengo rodeado de grande desconfiança, mas mostrou o porquê da insistência do Flamengo em adquiri-lo. Hoje foi taticamente perfeito. Marcou lateral adversário. Fisicamente, mostrou aquela lenha interminável pra queimar. Participou do primeiro gol e deu uma arrancada incrível para presentear o Arraxca no segundo gol . Nota: 8,5.

Berrío: Entrou no fim e manteve o esquema tático. Tentou algumas arrancadas e mostrou a garra de sempre. Nota: 6,0.

Por Willian Sian Herzog – Twitter: @willian_sian

Gabriel Barbosa

Dois gols, deslocamentos, tabelas, lançamentos, mais uma bela atuação do artilheiro do ano, Flamengo precisa comprar o jogador no final do ano. Nota: 9,0.

Por Marcio Marcondes – Twitter: @mjmarcondes

Jorge Jesus

Mais uma vez mostrou que é completamente diferente dos técnicos que temos por aqui. Jogando em casa, e para mais de 60 mil pessoas, fez o correto ao armar seu time para frente e com o que tem de melhor. Mais uma grande partida da equipe que a cada jogo vem subindo de produção e evoluindo em campo. Nota: 9,0.

Por Marcelo Franco – Twitter @FrancoMarcelo_

Não deixe de ler também

Compartilhar: