Compartilhar:

Campeões da Libertadores pelo Atlético Nacional (COL), os colombianos Orlando Berrio e Miguel Borja estarão em lados opostos no Flamengo x Palmeiras deste sábado e fizeram uma aposta para o decisivo jogo: o perdedor do duelo deverá doar 10 básicas para pessoas necessitadas.

O desafio partiu do atacante rubro-negro durante participação no canal Barbaridade.“Quem perder o jogo terá que pagar dez cestas básicas. Se Deus quiser, não serei eu. Se der empate, cada um paga cinco”, disse Berrío.

E foi prontamente aceito pelo adversário. “Aceito a aposta do Berrío. Espero que vença o melhor”, respondeu Borja.

Confira o vídeo

Leia também: Fora do jogo, Diego Alves deseja sorte aos companheiros: “Vamos com tudo, é decisão”

O Flamengo enfrenta o Palmeiras neste sábado (27), às 19 horas. O duelo, válido pela 31ª rodada, acontece no Maracanã.

 

Imagem destacada: Gilvan de Souza/ Flamengo


Apoie o MRN e ajude o nosso projeto a melhorar cada vez mais. Com R$ 10,00 por mês você participa dos nossos grupos de discussão no Whatsapp e Telegram. Seja assinante no Picpay: picpay.me/MRN_CRF ou apoiador no Apoia.se: apoia.se/mrn. Pensa em alguma outra forma de parceria? Entre em contato pelo 21 99419-6540.

Inscreva-se no canal no Youtube e acompanhe os programas MRN Live, o MRN Entrevista e muito mais! > bit.ly/canaltvmrn

Leia também

> FlaVôlei conquista acesso para a Superliga B 

> Cinco grandes vitórias do Flamengo sobre o Palmeiras 

> Em vídeo, Flamengo mostra fase final das obras do novo CT 

> Futebol, Paquetá e planejamento: diretor geral fala sobre momento do Flamengo e projeta futuro

> Zico será embaixador do Fla na Flórida Cup

 > FlaVôlei pronto para decolar 

> Presidente do Flamengo fala sobre renovação de Diego

> Flamengo conhece seu caminho no Campeonato Carioca; primeiro clássico ocorre ainda em janeiro

> CBF muda data de Flamengo x São Paulo

> Diego é reserva no primeiro treino para o duelo com o Paraná 

> Flamengo conhece datas e local dos jogos na Flórida Cup 

> Apresentação desastrada do “senhor Waldemar” completa quinze anos

Compartilhar: