Compartilhar:

Visando uma vaga nas quartas de final da Copa do Brasil, o Flamengo volta a campo nesta quinta-feira, às 19h30, para o segundo jogo contra a Ponte Preta. Na ida, o Mais Querido venceu a Macaca por 1 a 0, gol de Henrique Dourado. Agora, precisa de apenas um empate para confirmar a classificação, no Maracanã.

Enquanto o Flamengo vive uma boa fase, invicto há oito partidas e líder no Campeonato Brasileiro, a equipe de Campinas é apenas a 9° colocada na Série B. Entretanto, para Lucas Paquetá, isto não é motivo suficiente para o Rubro-Negro baixar a aguarda.

— Sabemos da dificuldade de um jogo mata-mata. Fizemos um bom resultado em um jogo difícil fora, e aqui não será diferente — afirmou o meia, em coletiva no Ninho do Urubu.

O confronto pode marcar o retorno de Paolo Guerrero ao time titular. Na última terça-feira, o peruano treinou na equipe principal, enquanto o Ceifador, que sentiu uma lesão no jogo contra o Inter, ficou dando voltas ao redor do gramado. A novidade fica por conta da volta do experiente Juan. Já o meia Diego, em fase final de recuperação, segue de fora.

Palco do duelo desta quinta, o Maracanã estará mais uma vez lotado para receber o Flamengo. Até a última parcial divulgada pelo clube, 48 mil ingressos, dos 56.818 disponibilizados para venda, haviam sido adquiridos pela Nação.

— A torcida está fazendo o seu papel nos apoiando muito nos jogos. Sempre jogamos com estádio lotado e vamos tentar sempre o resultado positivo para eles. Não conquistamos nada ainda, mas estamos no caminho certo –, destacou Paquetá.

Na história, Flamengo e Ponte Preta se enfrentaram em 32 duas oportunidades e o retrospecto é favorável ao Mais Querido (10 vitórias, 14 empates e 8 derrotas).

Jogo de ida

Mesmo como visitante, o Flamengo tomou a iniciativa no primeiro jogo. Nos 45 minutos iniciais, teve mais posse de bola e volume de jogo, embora tenha pecado na criação. O gol surgiu após uma bela trama entre Everton Ribeiro e Paquetá. O jovem meia deixou Dourado na cara do gol, e o atacante balançou as redes.

Na segunda etapa, a Ponte foi para cima do Flamengo, e acabou deixando espaços. Ambas as equipes perderam boas oportunidades e a partida terminou em 1 a 0.

Arbitragem

O mineiro Ricardo Marques Ribeiro (FIFA) apita a partida, auxiliado Guilherme Dias Camilo (FIFA) e Sidmar dos Santos Meure (CBF).

Provável escalação

D.Alves, Rodinei, Réver, Juan e Renê; Cuéllar, Lucas Paquetá, Everton Ribeiro; Vinicius Junior, Geuvânio (Marlos) e Guerrero (H.Dourado)

Foto de destaque e divulgação: Gilvan de Souza/ Flamengo 

 

Compartilhar: