Compartilhar:

Diogo Almeida


O Flamengo é um dos poucos clubes brasileiros que vem investindo de maneira significativa no cenário dos eSports. Equipes como o Santos, Grêmio e Remo até tentam, mas nenhuma delas conseguiu atingir o que o time carioca alcançou em tão pouco tempo. A modalidade que a equipe carioca conseguiu resultados expressivos é o League of Legends, popularmente conhecido como LoL.

O fã de futebol e outros esportes tradicionais pode achar esquisito, mas a verdade é que os eSports estão em alta e crescem cada vez mais. Equipes que apostam no cenário e tem sucesso, como o Flamengo, estão fazendo investimentos com alta chance de retorno. Isso porque os eSports já chegaram aos principais canais esportivos. Aliás, existe uma discussão para inclusão dos eSports nas Olimpíadas de Paris, em 2024, e é possível inclusive apostar em jogos eletrônicos.

Tudo isso indica o quão forte o cenário já é atualmente, e, falando em apostas, não é só um site que permite que os aficcionados com eSports apostem no Flamengo, INTZ MiBR e outras equipes brasileiras. Na verdade, vários sites de jogos permitem isso, o que comprova quão promissor é o setor. No entanto, na hora de tentar a sorte, seja em apostas esportivas ou jogos casuais, como cassinos, é melhor ir em um site confiável, assim, os experts confirmam que o Rivalo é seguro. Logo, este é um dos sites interessantes, caso você queira arriscar palpites nas partidas de League of Legends e outros eSports, ou até mesmo, quem sabe, tentar uma partida de Blackjack ou poker, por que não?

Mas, e você, torcedor fanático do Mengão, conhece o LoL e os jogadores que compõem a equipe flamenguista? Se não conhecer fique tranquilo, neste artigo vamos falar um pouco mais sobre a história do popular time carioca nos esportes eletrônicos.

Ascensão meteórica, com o primeiro vice

A equipe de LoL do Flamengo foi anunciada em novembro de 2017, o intuito era participar do circuito desafiante do primeiro split de 2018. Mas vamos com calma e explicar melhor como o cenário competitivo de League of Legends funciona no Brasil. Em geral, o ano é dividido em dois splits (ou temporadas) e existem campeões, rebaixamentos e promoções em ambos os splits. Falando em rebaixamentos e promoções, existem também duas ligas principais,  o CBLOL, espécie de primeira divisão e o Circuito Desafiante, que é a série de acesso.

Quem vence o Circuito Desafiante é promovido diretamente ao CBLOL, e quem fica em segundo lugar disputa uma vaga com o 7º colocado do CBLOL. O objetivo principal do Flamengo, no primeiro split de 2018, era ser promovido para o CBLOL. E o time caminhou bem: chegou às finais, mas perdeu o primeiro lugar para a “Ilha da Macacada (IDM)”. Sendo vice-campeão da série de acesso o time teve que disputar uma vaga com o Team One, que havia ficado em penúltimo lugar no CBLOL.

Felizmente o Flamengo venceu a Team One, foi promovido e justificou o investimento pesado que fez na sua line-up original que tinha o tetracampeão Felipe “brTT” Gonçalves, ao lado de outros jogadores e técnicos consagrados no cenário como Thúlio “SirT” Carlos, Gabriel “MiT” Souza, Eidi “esA” Yanagimachi e apostas como o Danniel “Evrot” Franco.

Ter alcançado a promoção no primeiro split disputado não é um feito para ser ignorado. E com isso os rubro-negros dos eSports chegaram fortes para o segundo split de 2018.

Dois vices consecutivos

Se no futebol existe a piada com o Vasco sendo a equipe dos vices, no CBLOL é o Flamengo que vem sendo reconhecido o “time do quase”. O segundo split de 2018 da equipe carioca foi sólido, e isso permitiu que a equipe chegasse aos playoffs. Em seguida, uma vitória limpa sobre a CNB garantiu uma vaga nas finais contra a KaBuM, que eram os atuais campeões. Após uma série muito disputada, a KaBuM conseguiu defender o título e se sagraram campeões do segundo split, deixando o Flamengo com outro vice campeonato.

O primeiro split de 2019 foi incrível, a chegada do suporte sul-coreano “Luci” e do Topo “Robô” visava melhorar a equipe. E deu certo: a equipe dominou a fase regular do primeiro split de 2019 e chegou à final com 23 vitórias e uma única derrota. Mas, o favoritismo não foi suficiente para parar a INTZ que, em outra série apertada, levou o título do CBLOL. Assim o Flamengo conquistou seu terceiro vice.

Mesmo com um histórico de vices, é inegável que o Flamengo é uma equipe muito forte no cenário nacional de League of Legends. Falta muito pouco para que o time finalmente vença um campeonato e deixe de vez esta história de segundo lugar para o Vasco.

Compartilhar: