Compartilhar:

Sonhamos muito com isso e ainda tem mais, Flamengo. E estamos juntos. Ninguém solta a mão de ninguém agora.

Lucas Dantas – Twitter: @letradolucas

Coé, Flamengo. 

Fazia tempo, hein? Nos últimos anos, vivemos sonhos que prometiam o paraíso, mas na hora do “chegar lá”, a gente sempre acordava e ficava com a realidade espancando nossa cara. 

Foi com Vini Jr liderando o Brasileiro até ir embora e tudo desabar; foram finais perdidas dentro e fora de casa com apoio maciço da Nação; jogadores que chegaram com pinta de guerreiros, mas se mostraram pacatos na hora de decidir.

Agora chegamos. Que se f… quem nos chama de “campeões das quartas de final”. Isso é nossa natureza, cara. Você sabe, afinal, você faz isso com a gente. Já estamos comprando passagem pra Tóquio. O mundial não é no Japão? Ok. É como disse Odin, “Asgard não é um lugar, é onde nosso povo vive”. Para nós, será sempre Tóquio. Ainda mais com o Liverpool esperando do outro lado do campo. 

Leia mais do autor: Hegemonia nacional

Mas, antes disso, temos um mês todo nosso para consolidar o topo do BRzão. Tu consegue imaginar o que tem pela frente? Um setembro todo só nosso, com os principais jogos em casa, sem precisar poupar, sem precisar mudar nada, só encontrar a Favela no Maracanã e sair espalhando rubro-negrismo pela tabela de classificação. 

Lógico que precisa vencer antes

Só que tem como segurar a soberba nessa hora? Porra, não dá. Não é Flamengo isso. Flamengo é vestir o Manto durante os 30 dias de setembro. Antes, durante e depois dos jogos. Antes pra avisar que o Mengão vai jogar. Durante porque toda festa de gala tem seu traje. Depois para mostrar quem manda. E durante os demais dias porque é preciso mostrar ao mundo inteiro a alegria de ser rubro-negro

torcedor flamengo
Foto: Paula Reis / Flamengo

Sonhamos muito com isso e ainda tem mais, Flamengo. E estamos juntos. Ninguém solta a mão de ninguém agora. Você no campo, a gente ali do lado. O Maraca é nosso. Vamos fazer nossa parte e acordar em outubro mais fortes para continuar a escalada pelo tabuleiro. São três territórios a conquistar: o nacional, o continental e o mundial. Aí então, ano que vem, você pode escolher um qualquer que desejar. 

Mas só me acorda no dia 30. Até lá, me deixa sonhar mais com esse momento, Flamengo. 

Não deixe de ler também

O MRN depende do apoio de leitores como você para continuar fazendo uma cobertura criativa, propositiva e ética do Clube de Regatas do Flamengo. ➡ Junte-se a nós

Compartilhar: