Há duas semanas o Flamengo foi julgado pelas confusões envolvendo torcedores do clube na final da Copa Sul-Americana. Nesta quarta-feira (24), a Conmebol divulgou a pena imposta, que é bem mais dura do que a esperada pela diretoria: multa de 300 mil dólares (R$ 951.420) e dois jogos com portões fechados.

(Foto: Reprodução)

O clube irá recorrer da decisão ao Tribunal de Apelação da Confederação Sul-Americana e, em caso de negativa, ainda restará o recurso à Corte Arbitral do Esporte (CAS). Caso novamente seja recusado, o clube jogará apenas uma partida da fase de grupos com o apoio da sua torcida nas arquibancadas, que será no dia 16 de maio, contra o Emelec. Sendo assim, os duelos contra River Plate e o que se classificar via pré-Libertadores serão com os portões fechados.

O Flamengo foi julgado por dois artigos pelo Tribunal de Disciplina da Conmebol, que cita seis incidências no duelo que aconteceu no dia 13 de dezembro, entre elas:

  • 11.2 b) – Lançamento de objetos
  • 11.2 c) – Acendimento de sinalizador
  • 11.2 e) – Causar danos
  • 11.2 f) – Falta de disciplina cometida no estádio ou em suas proximidades antes, durante e depois do jogo.
  • 11.2 g) – Quando, em casos de agressão coletiva, não seja possível identificar os autores das infrações, o órgão disciplinar sancionará o clube.

*Créditos imagem destacada: Marcio Alves