Compartilhar:

Se vencer uma partida com 11 atletas em campo já é complicado, imagina com 10? E com 9? Essa é uma missão complexa para treinadores e atletas, que necessitam “desdobrar-se” para, apesar das circunstâncias, obter êxito nos confrontos ou até mesmo evitar resultados negativos, pois o Flamengo teve que enfrentar essa realidade em seis jogos do Campeonato Brasileiro 2018 e conseguiu segurar cinco empates e conquistar uma vitória.

Um total de nove cartões vermelhos foram distribuídos para jogadores Rubro-Negros nos 35 jogos do Campeonato Brasileiro 2018. Gustavo Cuéllar lidera a lista com 3 expulsões, seguido por Jonas, Rhodolfo, Henrique Dourado, Diego Ribas, Éverton Ribeiro e Lucas Paquetá (um cartão vermelho cada).

Percebe-se que nos seis jogos que envolveram expulsões de atletas do Flamengo, a ampla maioria (5) foi em partidas como visitante. Em dois deles (contra Palmeiras e Vasco), mesmo com expulsões, o resultado final não sofreu alterações, comparando com o resultado no momento do cartão vermelho.

Nas outras quatro partidas, o resultado sofreu alterações: contra o Vitória, onde Éverton Ribeiro foi expulso injustamente, estávamos vencendo por 1 a 0, e o jogo acabou empatado. Contra o América-MG, a expulsão de Cuéllar quando o jogo estava favorável ao Mengão também pesou no empate em 2 a 2 entre cariocas e mineiros. Contra Vasco e Sport, a expulsão alterou “positivamente” o placar do jogo: empatamos com o cruzmaltino após estarmos perdendo e vencemos os pernambucanos com 10 jogadores em campo.

Créditos nas imagens: Gazeta Press

Apoie o MRN e ajude o nosso projeto a melhorar cada vez mais. Com R$ 10,00 por mês você participa dos nossos grupos de discussão no Whatsapp e Telegram. Seja assinante no Picpay: picpay.me/MRN_CRF ou apoiador no Apoia.se: apoia.se/mrn. Pensa em alguma outra forma de parceria? Entre em contato pelo 21 99419-6540.

Compartilhar: