Compartilhar:

Líder do Brasileirão, o Flamengo passou como um trator pelo time que era apontado por muitos como virtual campeão brasileiro de 2019

Por Diogo Almeida. Twitter: @DidaZico

Na tarde deste domingo (1), o Maracanã recebeu 61.390 mil torcedores para o aguardado primeiro confronto entre Flamengo e Palmeiras no Brasileirão de 2019. Os dois clubes mais ricos do país atualmente, e apontados como favoritos ao título da competição, se enfrentaram pela 17ª rodada em duelo direto pela parte de cima da tabela do Campeonato Brasileiro.

Com apoio da torcida, o Mais Querido venceu pelo placar de 3 a 0. Gabriel Barbosa, duas vezes, e Arrascaeta balançaram as redes. Com o resultado, o Flamengo recuperou a liderança do Brasileirão, agora com 36 pontos. O Santos tem a mesma pontuação, mas o Rubro-Negro leva vantagem no saldo de gols. Já o Palmeiras, por sua vez, permaneceu com 30 pontos e está na quinta colocação.

Como foi o jogo?

O Flamengo fez um primeiro tempo com muita autoridade e não deu chances ao Palmeiras. Já sem o volante Gustavo Cuéllar, que se despediu do clube após o jogo contra o Internacional, Jorge Jesus optou pela dupla Arão e Gerson para ocupar a faixa de campo do antigo titular.

O Palmeiras, eliminado da Conmebol Libertadores, até balançou as redes primeiro, aos três minutos, com Matheus Fernandes. No entanto, a arbitragem, com a ajuda do VAR, flagrou impedimento de Willian no início da jogada. 

Depois disso, o Mengo foi para cima. Aos 10 minutos, erro de passe no meio-campo alviverde. Arrascaeta recebeu de Bruno Henrique e achou Gabriel Barbosa no meio da área. O artilheiro do Brasil só deu um toquinho por cima de Weverton, inaugurando o marcador, enlouquecendo o Maracanã. Era apenas o começo de um dia de gala, para desespero dos secadores de plantão.  

Mandando no jogo, o Flamengo chegou ao segundo tento aos 37. Em nova jogada de Bruno Henrique. O convocado por Tite saiu do meio campo e cruzou todo o território palmeirense rumo à linha de fundo para cruzar na medida para Arrascaeta na esquerda de ataque. O uruguaio subiu mais alto do que Marcos Rocha e testou para o gol: 2 a 0. No último lance da etapa inicial, o Palmeiras chegou a marcar de novo. Porém, mais um impedimento foi marcado.

Hoje tem dois gols de Gabigol

Na volta dos vestiários, o Palmeiras não conseguiu nem ao menos tentar. O Porco foi presa fácil para o Urubu. O Flamengo continuou tendo as melhores oportunidades. Gerson e Bruno Henrique arriscaram chutes de fora da área, mas viram as bolas passaram por cima do do gol de Weverton. 

Aos 13, Rafinha entrou na área e foi derrubado por Diogo Barbosa. Pênalti marcado com convicção por Rafael Traci a favor do Flamengo. Na cobrança, Gabriel Barbosa deslocou o goleiro, marcou o terceiro e foi pra galera comemorar: 3 a 0. A partir daí, o time de Jorge Jesus administrou o resultado ao som da playlist da Nação em festa na arquibancada. E garantiu os três pontos.

O próximo desafio do Mengão é no sábado, 7, contra o Avaí. O jogo será disputado no Estádio Mané Garrincha, em Brasília, e os ingressos já estão à venda no site Futebol Card e nas bilheterias e pontos de vendas credenciados.

A zoação

Após cinco anos sem vencer o rival, os torcedores do Flamengo já estavam cansados de aturar a pilha do atual campeão brasileiro. Hora da forra.

FICHA TÉCNICA
FLAMENGO 3 x 0 PALMEIRAS

Local: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 1º de setembro de 2019 (Domingo)
Horário: 16h (de Brasília)
Árbitro: Rafael Traci (SC)
Assistentes: Kleber Lucio Gil (Fifa-SC) e Alessandro Alvaro Rocha de Matos (Fifa-BA)
Público: 61.390 pagantes
Renda: R$ 3.368.134,00
Cartões amarelos: Rodrigo Caio e Bruno Henrique (FLA); Willian e Bruno Henrique (PAL)
Cartão vermelho: Gustavo Gomez (PAL)
Gols:
FLAMENGO: Gabriel, aos 10 minutos do 1º Tempo e aos 15 minutos do 2º Tempo, e De Arrascaeta, aos 37 minutos do 1º TempoFLAMENGO: Diego Alves; Rafinha, Pablo Mari, Rodrigo Caio (Thuler) e Filipe Luís; Gerson, Willian Arão e Arascaeta (Piris da Motta); Everton Ribeiro, Bruno Henrique e Gabriel
Técnico: Jorge Jesus

PALMEIRAS: Weverton; Marcos Rocha, Vitor Hugo, Gustavo Gomez e Diogo Barbosa; Felipe Melo, Matheus Fernandes e Bruno Henrique (Jean); Dudu, Willian (Gustavo Scarpa) e Luiz Adriano
Técnico: Luiz Felipe Scolari

Não deixe de ler também

O MRN depende do apoio de leitores como você para continuar fazendo uma cobertura criativa, propositiva e ética do Clube de Regatas do Flamengo. ➡ Junte-se a nós

Compartilhar: