Compartilhar:

Por meio do vice presidente de futebol, Marcos Braz, o Flamengo tenta resolver um antigo problema em relação ao Setor Sul do Maracanã. O espaço que conta com 22 mil lugares, é fechado por cerca de 8 mil assentos para isolar os torcedores visitantes, que dificilmente ocupam metade do espaço reservado. O dirigente rubro-negro foi a Ferj para conversar sobre o assunto.

Na reunião com o presidente da federação, Rubens Lopes, Marcos Braz pediu para que mais espaço no setor seja liberado para a torcida do Flamengo, diminuindo o número de lugares que protegem a torcida adversária.

As partes caminham na resolução do problema, mas na próxima quarta-feira (20), uma nova reunião será feita. Flamengo e Ferj irão conversar com representantes da Polícia Militar, para que o martelo final seja batido.

Partida contra a LDU

Na última quarta-feira pela segunda rodada da Libertadores, cerca de 7 mil assentos foram fechados no Setor Sul, para que a torcida da LDU fosse recebida. Porém, cerca de 18 equatorianos estiveram no estádio. A carga destinada era de 2 mil lugares.

Leia também


Ou
Banco do Brasil:
Agência 3652-8
Conta Corrente 43937-1

*Créditos de imagem destacada e nas redes sociais: Flamengo/Divulgação

Compartilhar: