Compartilhar:

Não quero, e quem sou eu para querer, que vocês deixem de reclamar quando o time tem uma má atuação. Apenas quero que vocês Rubro-Negros não se calem quando o time é prejudicado, mesmo quando não joga bem.

Se quer um esporte onde o melhor ganha, esqueçam o futebol e assistam vôlei ou basquete, onde isso acontece na maioria das vezes. No futebol não e o Campeonato Brasileiro tem mostrado isso. Ano passado o campeão foi o Corinthians, mas o melhor futebol foi do Grêmio, o quarto colocado.

Após Flamengo 1 x 1 Vasco, vi muitos reclamarem que o time jogou mal e usaram isso como uma muleta contra quem reclamou da arbitragem. Até entendo quem reclama da atuação do time, pois a mesma não me agradou. Ocorre que a atuação do time é uma coisa, a da arbitragem é outra completamente diferente.

Não quero, e quem sou eu para querer, que vocês deixem de reclamar quando o time tem uma má atuação. Apenas quero que vocês Rubro-Negros não se calem quando o time é prejudicado, mesmo quando não joga bem.

Ao ser eleito como Presidente da CBF, Rogério Caboclo disse: “Estamos plenamente comprometidos com quem nos apoiou. É isso que quero estabelecer com as federações, os clubes, as diretorias e os funcionários: um compromisso, um pacto, uma obrigação”

Isso foi um sinal de alerta para o Presidente do Corinthians, André Sanchez: “Só espero de verdade que o discurso dele não se cumpra. Ele disse que vai apoiar, que vai ajudar, tem um compromisso com quem votou nele. E quem não votou? Não sei o que vai acontecer. [É um] problema isso. ” “Vocês viram o discurso. Ele (Caboclo) foi claro ao falar que trabalhará por quem votou nele. Acho que Flamengo, Corinthians e Atlético-PR terão problemas”.

Coincidência ou não, o Flamengo foi prejudicado pela arbitragem em 3 jogos, o que interferiu diretamente nos resultados finais dessas partidas, e me recordo que o Corinthians foi prejudicado no jogo contra o Ceará. Confesso não saber se o Atlético-PR foi prejudicado em algum jogo, mas isso não é o suficiente para que eu não me mantenha alerta.

Na estreia do Campeonato Brasileiro, Vitória 2 x 2 Flamengo. Assinalado pênalti de Éverton Ribeiro que leva uma bolada no rosto, mas arbitro e assistente de linha de fundo afirmam que foi na mão, o que lhe rendeu um cartão vermelho aos 10 minutos do primeiro tempo.

O segundo do gol do Flamengo foi irregular e toda a mídia diz que ambas as equipes foram prejudicas. Ocorre que além do prejuízo maior, jogar por mais de 80 minutos com um jogador a menos, não foram assinalados dois pênaltis a favor do Flamengo, um no Rodnei e outro no Diego. Resultado, menos 2 pontos na tabela de classificação.

Quinta rodada do Campeonato Brasileiro, Chapecoense 3 x 2 Flamengo. O atleta Guilherme puxa a camisa do Jonas na grande área, mas Vuaden apenas vê a mão do rubro-negro no ombro de Guilherme e marca pênalti para Chapecoense. Mesmo para quem justifique que o árbitro poderia não ter visto o puxão na camisa do Jonas, o lance foi na frente do auxiliar (bandeirinha) e do auxiliar de linha de fundo. Resultado, na pior das hipóteses, teríamos empatado e, com isso, menos 1 ponto na tabela de classificação.

Sexta rodada do Campeonato Brasileiro, Flamengo 1 x 1 Vasco. Na origem do gol do Flamengo, Diego estava impedido, mas na origem do gol do Vasco Pikachu domina a bola com o braço e depois cruza para área, o que originou o escanteio onde foi feito o gol de Wagner. Anulou incorretamente o gol de Henrique Dourado, estava na mesma linha e não em impedimento. Deixou de marcar pênalti de Pikachu sobre Renê. Além disso, o espalhafatoso arbitro Ricardo Marques Ribeiro expulsou indevidamente Rhodolfo e Cuéllar. Resultado, menos 2 pontos na tabela de classificação e desfalque de ambos atletas contra o Atlético-MG em Belo Horizonte na próxima rodada.

Assim está demostrado que em metade dos jogos do Campeonato Brasileiro, o Flamengo foi prejudicado sim pela arbitragem e perdeu pelo menos 5 pontos preciosos na tabela de classificação, o que nos tornariam lideres isolados com 16 pontos.

A imprensa não repete e não alardeiam os erros contra o Flamengo como fazem com os erros a favor. Já fui um defensor do “Se jogasse como deve, não seria prejudicado”, mas hoje meus olhos se abriram e percebi que uma coisa não tem nada a ver com a outra. A Arbitragem ganha jogo e tira chances de título sim, pois nem sempre o melhor em campo vence.

Vamos defender nosso amado Flamengo, não precisamos que ninguém faça isso por nós, temos a força de uma Nação a nosso favor. Nação Rubro-Negra, vamos defender o Flamengo!

Saudações Rubro-Negras,

Imagem destacada nos posts e nas redes sociais: Gilvan de Souza / Flamengo

Quer ser apoiador do Mundo Rubro Negro? CLIQUE AQUI


Bruno Baesso é pai da Alice, escritor, poeta, advogado, fundador do grupo literário Los Burrachos e louco. Siga-o no Twitter: @BrunoCBB55

LEIA TAMBÉM

> Análise Flamengo 1 x 1 Vasco: quando o ápice da performance individual e coletiva nunca chega
> Chapecoense 3 x 2 Flamengo: ainda que se entendam os porquês
> O Preço do Maracanã – Parte 6: O fim da Ilha e o Estádio da Gávea
> O Preço do Maracanã – Parte 5: As duas torres e o efeito Manguinhos

LEIA MAIS NO BLOG VIVENDO O FLAMENGO

Injustiça da Justiça
Pagando para ver…
> Pagando para ver…
> E que pipoquem os gols rubro-negros…
Tua glória é lutar
E começa o Campeonato Brasileiro 2018…
A tão esperada estreia na Copa Libertadores da América 2018
A barca rubro-negra
Apatia que incomoda
Mudanças no futebol rubro-negro

Compartilhar: