Compartilhar:

Neste domingo o planeta vai parar para assistir a final da Copa do Mundo na Rússia. Franceses e croatas prometem fazer um grande jogo, uma disputa inédita que colocará grandes craques como Mbappé, Pogba, Griezmann de um lado, contra Modric, Rakitic e Mandzukic, de outro.

Entretanto, a história desses dois países possui pontos de interseção com uma outra nação, a Rubro-Negra. E o MRN não poderia deixar de lembrar essas fotografias do passado do Flamengo e inserir um pouco destas lembranças neste dia especial para o maior esporte da humanidade.

Leia também: Há exatos 58 anos, o Flamengo goleava o Dínamo Zagreb

A verdade é que o Flamengo e uma equipe croata se enfrentaram apenas uma vez, foi com o tradicional Dinamo Zagreb, no Torneio Internacional do Morumbi de 1957, torneio organizado pelo São Paulo para arrecadar dinheiro para a construção do Morumbi, e que foi interrompido com o Fla na liderança. O jogo foi no Maracanã e o Fla venceu pelo placar de 4 x 1.

Como o Torneio não despertou interesse dos torcedores e os jogos no Maracanã e Pacaembu permaneciam vazios, os clubes desistiram (cômico) no meio do quadrangular final. Parece que o São Paulo já tinha uma tendência a querer apoderar-se de troféus que não foram ganhos no campo. Declarou-se campeão do torneio e até hoje expõe a taça em sua sala de troféus.

Não encontramos nenhum registro fotográfico da vitória larga do Fla sobre o time croata. Mas o blog Soberano conseguiu a escalação do Flamengo e a relação dos goleadores. Fato curioso, dois tentos foram marcados contra. Então podemos dizer que além do “croata” Eduardo da Silva, Rasek e Horvat são os dois outros jogadores do país a marcarem gols pro Mais Querido!

Ficha Técnica:
PRIMEIRA FASE
Flamengo 4 x 1 Dinamo de Zagreb IUG
Competição: Torneio Internacional do Morumbi
Data: 16/06/1957
Estádio: Maracanã
Flamengo: Ari, Joubert, Pavão, Milton Copolilo, Dequinha, Jordan, Milton Bororó, Duca, Henrique (Luís Carlos), Dida (Julinho) e Zagallo.
Gols do Flamengo: Dida, Rasek(contra), Julinho e Horvat(contra).
(Fonte: Blog Soberano)

Contra clubes franceses os confrontos são inúmeros. O mais recente deles, no entanto, aconteceu há 27 anos, em 10/07/91, e foi contra o hoje poderoso Paris Saint-Germain onde jogam os craques Neymar, Cavani, entre outros que defenderam suas seleções na Rússia este mês, e onde joga o próprio atacante francês Mbappé, cotado para ser eleito o melhor jogador da Copa, com apenas 19 anos.

O jogo contra o PSG valia pelo tradicional Torneio de Paris e foi realizado no estádio Parc des Princes, onde a Seleção Brasileira foi derrotada pela França na final da Copa de 1998. Péssimas lembranças. Porém o Manto Sagrado não decepcionou. Após empate de 1 a 1 no tempo regulamentar, com gol de Zinho, atualmente comentarista dos canais Fox Sports cobrindo justamente a copa deste ano, os comandados do saudoso Carlinhos Violino venceram nos penais e garantiram a classificação para a grande final, que foi vencida pelo Olympique de Marseille por 1×0. Uma curiosidade: o goleiro do PSG era Joel Bats, que pegou a cobrança de Zico na Copa do México. Gilmar “vingou” o Galinho defendendo duas cobranças dos Les Rouge-et-Bleu.

O time base na ocasião era: Gilmar, Fabinho, Junior Baiano, Rogério, Piá, Zé Ricardo, Júnior, Marquinhos (Luiz Antonio), Zinho, Marcelinho, Nélio (Paulo Nunes). Veja abaixo o gol da vitória do Olympique, o único registro que encontramos da campanha no torneio.

O primeiro confronto contra franceses data de 1951. Foi um amistoso contra o Racing Paris, à época o clube mais forte da capital francesa e que hoje concentra-se no rúgbi. No mesmo Parc des Princes uma sonora goleada foi aplicada pelos homens de vermelho e preto: 5 a 1 pra cima dos donos da casa. O Fla contava com o seguinte escrete: Garcia, Biguá, Pavão, Valter, Dequinha, Bigode, Nestor, Hermes, Adãozinho, Índio e Esquerdinha.

Outros encontros devem ser lembrados. Como o 6 a 1 aplicado no Nantes, jogo realizado na cidade de Nantes em 4/6/58, quando o futebol de Fernando, Joubert, Milton Copolillo, Tomires, Dequinha, Jordan, Babá, Luís Carlos, Henrique, Manuelzinho e Alfredinho causou pesadelos ao adversário.

Em 1963, nova excursão em solo francês e a oportunidade de registrar na história mais um grande momento que liga o Flamengo às Copas do Mundo. Em junho daquele ano o Fla enfrentaria o fortíssimo Stade de Reims, na própria cidade de Reims. Hoje um tanto quanto esquecido, o clube é um dos maiores campeões franceses. Foi um dos grandes protagonistas do futebol francês na década de 50 e primeira metade da década seguinte. Seu estádio, o Auguste-Delune, viu uma geração de craques vestir a camisa do clube que se tornou base do selecionado do país na Copa da Suécia. Entre eles estão Raymond Kopa, Dominique Colonna, Robert Jonquet, Jean Vincent, Roger Piantoni e o monstro sagrado Just Fontaine, que até hoje é o maior artilheiro em uma única Copa do Mundo, com 13 gols assinalados em 1958 – a França inclusive, foi eliminada pelo Brasil de Pelé e Garrincha. O Flamengo perdeu por 3 x 1 este jogo amistoso.
 

Colaborou Emmanuel do Valle.

Imagem destacada: Arte sobre Reprodução YouTube/Divulgação

Quer ser apoiador do Mundo Rubro Negro? CLIQUE AQUI
 

LEIA TAMBÉM

> Bem-vindos, todos… de volta ao Flamengo
> Gavya, dezembro de 2048
> Futebol Masculino: veja as datas importantes para o Flamengo ainda neste mês de julho
> Em amistoso, Felipe Vizeu marca seu primeiro gol pela Udinese
> Consórcio nega que o Maracanã ficará fechado por até seis meses
> Flamengo divulga parcial de vendas para o jogo contra o São Paulo
> Corrida contra o tempo: saiba até quando o Fla pode inscrever reforços nas competições em que está
> Com seis estrangeiros no elenco, saiba quais são as regras para usá-los
> Cruzeiro faz acordo com o Flamengo por dívida de Mancuello
> Com data de apresentação marcada, Vinicius Junior viaja para Madrid
> Quanto o Flamengo pode gastar nesta janela de transferências?
> Decepções, revelações e acertos do primeiro semestre

Compartilhar: