Compartilhar:

Yago Martins, do MRN Informação

Em meia a uma negociação complicada pelo italiano Mário Balotelli, o Flamengo deve sacramentar nas próximas horas a venda do volante Cuéllar para o Al Hilal. A proposta do clube árabe seria de R$ 35 milhões, e o rubro-negro deve receber 5 milhões de euros no ato da venda e 2.5 mi em janeiro. O Fla tem 70% dos direitos econômicos do jogador.

Cuéllar já havia manifestado sua vontade de deixar o clube da Gávea antes mesmo da Copa América, afirmando que poderia dar adeus ao rubro-negro durante a competição.

Perguntado se a partida contra o Fortaleza (última antes de se apresentar na Colômbia) teria sido sua despedida do Flamengo, Cuéllar disse: ”Não pensei ainda nisso, mas alguma coisa passou pela minha cabeça. A troca de clubes faz parte do futebol. Eu não estou à parte sim. Pode ser o último jogo, como também pode não ser. Tenho contrato com o Flamengo até 2022. Vamos ver se a gente fazer valer esse contrato”.

O volante voltou, e chegou Jorge Jesus. O português colocou o atleta no banco em algumas partidas e gerou insatisfação no jogador. Para aparar as arestas, o Flamengo ainda acenou com um reajuste salarial, mas Cuéllar decidiu que era a hora de sair.

Segundo o jornalista Cahê Mota, do GloboEsporte.com, o representante de Cuéllar, Gianfranco Petruzziello, está em Cali trabalhando para resolver o último imbróglio com o Deportivo Cali, que tem 30% do atleta. O contrato com o clube da Árabia Saudita deve ser até 2022.

No Flamengo desde 2016, Cuéllar marcou dois gols e conquistou os Cariocas de 2017 e 2019. Além dos vices campeonatos da Copa do Brasil e Sul-Americana, em 2017. No Brasileiro do ano passado, foi eleito o ”Craque da Galera”, em votação na internet.

O MRN depende do apoio de leitores como você para continuar fazendo uma cobertura criativa, propositiva e ética do Clube de Regatas do Flamengo.  Junte-se a nós

Compartilhar: