Compartilhar:

Melhor encarar o lado realista da partida: um empate mais do que bem-vindo

 

Jean Carlos Santos


 

A expectativa para o jogo dessa rodada era grande, afinal de contas veríamos em campo os dois últimos vencedores da, segundo a nova diretoria do flamengo, importante Flórida Cup. O que vimos em campo foi um jogo de ataque contra defesa.

Abel escalou um time jovem e praticamente ressuscitou jogadores que nem a torcida lembrava ao certo quando tinham feito o último jogo. Em um inicio tão ruim quanto a nota lançada pela diretoria no meio de semana, nos cinco primeiros minutos de jogo pressão total do tricolor do Morumbi, pressão essa que pra minha grata surpresa foi bem suportada pela jovem, porém eficiente, defesa flamenguista.

Leia também:
3ª rodada do Brasileiro 2019: um Flamengo enfrentando a si mesmo
Corretor que ajudou na vinda de Gabigol, posta foto ao lado de Rafinha na Alemanha
Um dos destaques do Bangu no Carioca, lateral João Lucas está próximo do Flamengo
Expectativa de U é O!

Ainda na parte inicial do jogo, em uma boa jogada de ataque, com destaque para a visão de jogo de Diego, Berrío fez o pivo para receber de Hugo Moura e colocar a bola para dentro. Após o gol foram poucas as vezes em que o time conseguiu chegar com perigo ao gol de Tiago Volpi.

Lincoln mostrou que ainda é muito jovem para a titularidade ou ainda mais oportunidades no time titular, a impressão que tive é que tudo que o menino tentava dava errado, compensou no segundo tempo tendo mais sucesso em prender a bola na frente. Os volantes também foram bem, apesar de achar que apenas dois deles eram necessários para a partida, nas laterais Rodinei e Trauco atuaram sem comprometer.

flamengo são paulo berrio

Foto: Alexandre Vidal / Flamengo

Com as mudanças tricolores, saída de Pato e Anderson Martins para as entradas de Éverton e Hernanes respectivamente, duas delas já no primeiro tempo, acentuou-se no segundo tempo a pressão do time da casa para conseguir o empate. Infelizmente Abel não mexeu tão bem e as novas opções deixaram o time do Flamengo mais exposto, Bruno Henrique dessa vez não entrou tão bem. Restava apenas torcer para nada de pior acontecer.

E foi em um dos inúmeros ataques são-paulinos, depois de grande defesa de Cesar, que o gol tricolor saiu com Tche Tche aproveitando o rebote de nosso goleiro. A essa altura, melhor encarar o lado realista da partida: um empate mais do que bem-vindo.

 

 

E assim terminou o jogo.

Agora é segurar a expectativa para quarta-feira. O jogo mais importante do ano.

 

Saudações Rubras Negras.

 

 


Você pode contribuir com o nosso projeto:

Via Paypal:

 

 

Via Transferência Bancária:

Banco do Brasil:
Agência 3652-8
Conta Corrente 43937-1

 

Compartilhar: