Compartilhar:

Excelente resultado para primeira partida fora de casa, que venha o segundo jogo e a confirmação da classificação.

Jean Carlos Santos


A expectativa para o jogo de hoje era voltar para o Rio com uma vitória sem levar gols. E assim foi. A correria inicial nos primeiros 10 minutos de jogo deu esperança de que seria um jogo corrido e disputado, e foi, mas não no primeiro tempo. A única grande chance que tivemos foi aos 13 minutos, em grande cabeçada de Léo Duarte.

No decorrer do primeiro tempo vimos boas troca de passes no meio de campo, o Flamengo, porém, sempre errava o último. Logo, nada de chances reais de gol. Do lado corintiano o mesmo. Time arrumado, mas com zero poder de fogo; destaque para a boa obediência tática alvinegra.

Mais uma importante atuação de Cuéllar, onipresente em campo, boa cobertura, bons passes e sempre firme na marcação. O melhor em campo. O destaque negativo fica por conta das vaciladas em algumas de nossas saídas de bola, forçando Diego Alves a abusar das bolas longas, além do passe errado de Renê que obrigou Everton Ribeiro a cometer falta e levar cartão Amarelo.

O segundo tempo começou de forma truncada e seguiu com o Flamengo tendo maior posse de bola (como na maioria dos jogos). A diferença foi que o time corintiano, sentindo a necessidade de fazer o placar em casa, se viu na obrigação de sair para o jogo. E assim o fez. Danilo Avelar arriscou um bom chute para boa defesa de Diego Alves. A resposta veio logo depois: em jogada de linha de fundo com bom cruzamento de Pará, Bruno Henrique, dentro da pequena área, perdeu boa chance de gol.

arrascaeta corinthians flamengo copa do brasil
Foto: Alexandre Vidal / Flamengo

O jogo que já estava bom ficou melhor com as alterações feitas pelas duas equipes. Arrascaeta e Gabigol não tiveram boas atuações, valeu ter um bom elenco para podermos achar alternativas. Na tradicional substituição de meio de segundo tempo de Abel Braga, Diego entra para melhorar a posse de bola da equipe, e já no primeiro lance deixou Bruno Henrique na cara do gol que desperdiçou mais uma oportunidade.

Após inúmeras chances perdidas, B. Henrique saiu da posição de finalizador e assumiu a de garçom dando um belo passe para Arão vir de trás e colocar a bola no fundo das redes. Jogada tradicional de Arão que aproveitou seu principal fundamento para abrir o placar.

Pressão corintiana em busca do empate, no entanto, nossa defesa teve mais uma excelente atuação, em especial Rodrigo Caio, impecável, cada vez melhor e mais seguro.

Excelente resultado para primeira partida fora de casa, que venha o segundo jogo e a confirmação da classificação.

Saudações Rubro Negras.


Compartilhar: