Compartilhar:

O Flamengo apresentou no Ginásio Togo Kanela Renan o seu mais novo elenco de vôlei feminino. O time participará do Campeonato Carioca, Superliga C e disputará em janeiro a Superliga B almejando o acesso para a elite do vôlei nacional do próximo ano. Apesar do passado glorioso que o clube tem na modalidade, essas atletas terão a missão de recomeçar do zero e trazer de volta os bons tempos. Alexandre Dantas, técnico rubro-negro, foi cauteloso e escolheu a dedo as 14 jogadoras que defenderão o FlaVôlei na temporada 18/19.

A Confederação Brasileira de Voleibol (CBV), exige que todos os clubes que pretendem disputar a Superliga C e B tenham, no mínimo, 2 jogadoras sub23 e 2 sub21 no plantel da equipe. Mas o Flamengo superou essa exigência e foi além: a equipe contará com 04 atletas sub21 anos e outras 04 jogadoras sub23. A média de idade da equipe e de, aproximadamente, 23 anos e das 14 jogadoras apresentadas, 9 nasceram no Rio de Janeiro.
O Mundo Rubro-Negro traz, com exclusividade, um raio-x das mais novas jogadoras do Mais Querido.

Levantadoras

Thaís Oliveira
1.72cm
22 anos

Das mais jovens, é a que tem um histórico maior com as seleções de base, já passou por todas as categorias e acumulou títulos em todas elas. Thais é uma das mais promissoras levantadoras brasileiras. Foi campeã e melhor levantadora sul-americana em 2014, e vice-campeã mundial sub21 em 2015. Precisa, fria e com uma ótima visão de jogo, Thais é um dos acertos para a temporada. A atleta ja tem experiência em Superliga B quando jogou pelo Cascavel em 2015, e vem de 2 temporadas consecutivas na Superliga A, defendendo o SESI/SP.

Rafaela Lima
1,74cm
23 anos

Rafaela já participou da Superliga B em 2017, defendendo o Brusque. Na temporada passada fez parte do elenco do Fluminense que disputou a superliga principal e constantemente entrava na inversão do 5×1. Tem um bom toque de bola e é uma levantadora ousada.

Laura Canedo
1.75cm
18 anos

Laura é carioca e cria da base do Tijuca, chegou no Flamengo no ano passado e desde então vem se destacando na base rubro-negra. Uma das mais promissoras e talentosas levantadoras dessa geração. Laura, recentemente, foi convocada para a Seleção Brasileira sub20 e já foi eleita a melhor levantadora da Taça Paraná de Voleibol 3 vezes (2014, 2015, 2017).

Centrais

Nandyala Gama
1.86cm
25 anos

Nandyala é uma das crias da base rubro-negra. A atleta deixou o Brasil e foi para o EUA para estudar e jogar vôlei em uma das universidades mais renomadas do país: San Jose University. Nandyala se destacou e foi uma das melhores jogadoras da equipe. A central rubro-negra é conhecida pela velocidade no deslocamento lateral e da sua china. A comissão técnica aposta muito no potencial da sua prata da casa.

Ju Mello
1.87cm
24 anos

Das centrais, Ju Mello é a mais experiente. Nas últimas 3 temporadas, jogou em 3 clubes da Superliga A e foi titular quando defendeu o SESI/SP na temporada 16/17. Ju Mello é uma central com um ótimo saque e, assim como Nandyala, ótima na jogada china.

Luiza Scher
1.86cm
23 anos

Em 2017, Luiza participou da Superliga B e foi vice-campeã pela equipe do Curitibano. Na última temporada defendeu o Botafogo e foi titular na disputa do carioca adulto. É uma ótima central e que tem tudo pra se destacar nos próximos campeonatos pelo FlaVôlei.

Ponteiras

Nayara Félix
1.75cm
27 anos

Nayara será a capitã do FlaVôlei nessa temporada. Regular no passe, defesa e ataque a capitã tem tudo pra ser a protagonista do time no Carioca e Superliga B. A atleta já jogou na Alemanha, Romênia, Bauru e na última temporada defendeu a equipe do Valinhos na Superliga A. A capitã rubro-negra não é uma das mais altas da equipe, mas assim como nos outros clubes, mostrará em quadra o potencial do seu vôlei e da sua ótima impulsão.

Natasha Valente
1.86cm
28 anos

A carioca, Natasha Valente, será a atleta mais experiente do grupo e também a mais velha. É conhecida por ser uma ponteira especialista no fundo de quadra, a passagem pelo vôlei de praia ajudou a ponteira rubro-negra a aperfeiçoar o fundamento. Natasha já defendeu clubes tradicionais como Osasco, Fluminense, Barueri e Valinhos.

Thayna Soares
1.80cm
22 anos

Thayna joga como ponteira e também como oposta. Apesar da pouca idade a atleta tem experiência na Superliga B, pelo Curitibano, e na Superliga A, pelo SESI/SP. Mais uma carioca na equipe que ajudará o Flamengo a subir para a elite nacional.

Juliana Ribeiro
1.76cm
19 anos

A atleta trocou o Pinheiros pelo Flamengo no começo do ano. É promissora e uma das apostas do Flamengo para essa temporada.

Opostas

Angélica Caboclo
1.80cm
27 anos

É uma das mais experientes do grupo e terá a missão de conduzir as mais novas do elenco. Angélica é uma ótima oposta que se destacou no São Caetano e já jogou pelo Pinheiros e na última temporada defendeu o Kfar Saba, de Israel. Angélica é uma jogadora completa, joga como ponteira e efetua muito bem todos os fundamentos.

Maria Barbara Biermann
1.84cm
20 anos

Maria é um dos destaques da base há algum tempo. Alta, regular e muito técnica. A atleta possui passagens pela seleção brasileira juvenil e é bi-campeã sul-americana na categoria. Recentemente, disputou a Superliga B pela equipe de Lavras.

Líberos

Fernanda Oliveira
1.72cm
26 anos

É uma libero experiente e com ótimas participações na Superliga A. Jogou 3 temporadas na elite nacional defendendo o Brasília e o Fluminense. Nesse último, teve grandes oportunidades de mostrar seu potencial substituindo a campeã olímpica Sassá em alguns jogos. Tem um ótimo passe e defesa, a contratação é um grande acerto da comissão técnica.

Paola Cascardo
1.72cm
17 anos

Paola é a mais jovem do grupo e, provavelmente, a maior revelação da base rubro-negra nos últimos anos. A atleta é destaque na posição e acumula muitos títulos e premiações individuais como o prêmio de melhor libero da Taça Paraná de Voleibol 2017 e o prêmio Fla Olímpico do mesmo ano.


 


Imagem destacada no post e redes sociais: Reproduções / Flamengo

Quer ser apoiador do Mundo Rubro Negro? CLIQUE AQUI

 

LEIA TAMBÉM

> Verga e tesa
> O céu infernal rubro-negro
> Grêmio 1 x 1 Flamengo: um gigante com sua tradição do jogo bonito em território hostil
> Explorando juntos o IVI – A criptomoeda do esporte
> Exames definirão quais jogadores serão poupados contra o Grêmio
> Explorando juntos o IVI – A criptomoeda do esporte
> No Sul, Piris da Motta se junta ao restante do elenco
> Zico entrevista Gustavo Cuéllar
> Ciclo de Guerrero no Flamengo está próximo do fim
> Piris chega ao Flamengo com a missão de manter legado de paraguaios
> Grêmio 1 x 1 Flamengo: o empate épico
> De olho na Fla Tv: Flamengo retoma os trabalhos no Sul
> Com a chegada de Piris, Flamengo fecha o ciclo de contratações
> Com 7 estrangeiros no elenco, saiba quais são as regras para usá-los
> Precisamos conversar sobre Gustavo Cuéllar
> Conselheiros do Flamengo se reúnem na noite desta quinta-feira para julgar novamente Kleber Leite
> Lincoln, o caçador de gols

Compartilhar: