Compartilhar:

O MRN fez um breve levantamento das participações dos Garotos do Ninho na competição nacional

Bruno Vicente, do MRN Informação

Além de mais uma taça para a sala de troféus da Gávea, o título da Taça Guanabara, conquistada pelo sub-20 do Flamengo, no último sábado (08), assegurou aos Garotos do Ninho mais uma participação na Copa do Brasil da categoria. Criada em 2012 pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF), a competição chega, em 2020, a sua nona edição e em todas elas o Mais Querido sempre esteve presente.

A garantia do Maior do Mundo em mais uma disputa nacional acontece com base no Regulamento Especifico da Competição (REC), que dá a vaga ao campeão e ao vice do Campeonato Estadual. O critério é válido para as cinco federações melhores colocadas no ranking da CBF, dentre elas a do Rio de Janeiro. Como o vencedor da Taça Guanabara também carimba a presença na final do Estadual, automaticamente, o Fla estará no próximo ano na Copa do Brasil.

Apesar de ter jogado todas as edições, o time da Gávea ainda não conseguiu conquistar o título no torneio. Somando todas as participações, o Rubro-negro possui 39 jogos, sendo 19 vitórias, 13 empates e apenas sete derrotas. Além disso, são 68 gols marcados e 41 sofridos. Os números não levam em consideração as disputas de pênaltis, nas quais a equipe esteve envolvida em três oportunidades, tendo sido derrotada em duas delas.

Foto: Marcelo Cortes / Flamengo

Em 2017, o Flamengo apresentou seu melhor desempenho no torneio. Na ocasião, os Garotos do Ninho fizeram uma campanha quase perfeita e chegaram até a final, de forma invicta. Em dois jogos contra o Atlético (MG), no entanto, o time não passou do empate (1 a 1/0 a 0) e foi superado dentro de casa nas cobranças de penalidades. Nesta edição, foram 14 gols marcados e sete sofridos, em cinco vitórias e quatro empates.

Já a pior participação aconteceu no ano de 2016, em que o Mais Querido foi eliminado ainda na primeira fase. O algoz da vez foi a Ponte Preta que segurou o empate em 0 a 0 no Estádio Moisés Lucarelli e, no jogo de volta no Rio de Janeiro, empatou em 1 a 1, passando para a fase seguinte pelo gol feito fora de casa.

Outro dado interessante levantado pela reportagem do Mundo Rubro Negro é que a edição de 2019 foi a que o Fla mais balançou as redes adversárias. No total, foram 24 tentos anotados em sete confrontos. Justamente este foi o ano em que, pela primeira vez, o artilheiro da competição vestia o Manto Sagrado. O centroavante Rodrigo Muniz foi o responsável por marcar oito gols e garantir tal feito. Quem também figurou entre os primeiros foi o defensor Vitor Ricardo, que ficou na quinta colocação, com quatro gols.

A Copa do Brasil deste ano também ficou marcada pela maior goleada aplicada pelo Flamengo na competição. No segundo duelo contra o Real Desportivo (RO), o Rubro-negro atropelou o adversário com um acachapante 10 a 0, jogando fora de casa pela segunda fase. De forma coincidente, foi nesta participação que os Garotos do Ninho também sofreram sua maior goleada. No segundo jogo pelas semifinais, contra o Cruzeiro, o time da Gávea perdeu por 4 a 1, dentro de casa, e terminou eliminado.

Crédito da imagem destacada: Marcelo Cortes / Flamengo

Leia também

Compartilhar: