Compartilhar:

Um confronto entre as duas postulantes ao título do Circuito Desafiante não podia ser diferente, e um empate traduziu bem o equilíbrio entre as duas forças desse split da liga de acesso. Com o empate na série, o Flamengo tirou a invencibilidade da Operation Kino em partidas individuais, mas ainda segue na segunda colocação da competição, enquanto a Operation Kino dorme mais uma semana na liderança.

O primeiro jogo já começou empolgando na seleção de campeões, quando Felipe “brTT” Gonçalves selecionou seu campeão favorito e que o notabilizou no cenário: o atirador Draven. Após uma longa pausa devido a problemas de conexão com o servidor, o jogo começou empolgante para o Rubro-Negro, com os machados do já citado Draven punindo os adversários e garantindo múltiplos abates na mão dos jogadores do Flamengo. Porém, com o passar do tempo a escolha de campeões do Flamengo, que não trouxe nenhum campeão para proteger “brTT” e “evrot” mostrou-se ineficaz pra parar as entradas adversárias, que conseguiram por múltiplas vezes explodir ambos e vencer luta atrás de luta. E foi num desses embates que a primeira partida terminou: após uma iniciação errada da equipe na frente do covil do barão, a OPK conseguiu responder bem, eliminar todos os jogadores do Fla e partir rumo ao Nexus, conseguindo a primeira vitória na série.

Já a segunda partida começou igual mas teve um desfecho diferente e favorável ao Maior do Mundo. Novamente brTT veio com um de seus campeões favoritos, Kog’Maw, e o Flamengo iniciou a partida dando bastante foco a ele, pois Jisu em um movimento surpreendente iniciou o jogo na rota inferior e já deixou um abate na mão do atirador rubro-negro. Dessa vez a composição do Flamengo se mostrou mais encaixada, respondendo de maneira incrível a um avanço inimigo próximo ao dragão e conseguindo quatro abates. Depois desse momento a OPK não tinha mais resposta ao dano do atirador, as iniciações perfeitas de sirT com seu Jarvan IV e de Jisu com seu Simon. Foi só questão de tempo até o time realizar um bônus perfeito de barão, utilizar a Flamula e, num cerco arrasador, finalizar a segunda partida, a melhor da equipe nesse Circuito Desafiante e, consequentemente, fazendo a OPK conhecer a primeira derrota nesse split e dar números finais a série: 1-1, com cada equipe saindo com um ponto.

Depois do final do jogo, alguns jogadores do Flamengo como o suporte eSa enalteceram a adversária mas não deixaram de pontuar que jogaram a primeira partida com problemas visíveis de conexão, que atrapalharam o desempenho da equipe:

O Flamengo eSports volta a Summoner’s Rift na próxima terça (20/03) para a partida final da fase classificatória contra a 5 Fox.

Compartilhar: