Compartilhar:

Faltando uma semana para o tradicional Encontro das Embaixadas na Gávea, o vice-presidente geral do Flamengo, Maurício Gomes de Mattos, foi destituído do projeto, no qual é um dos principais responsáveis pela reformulação e expansão. Nas redes sociais, o dirigente se manifestou sobre afastamento.

— O Eduardo Bandeira de Mello acaba de me destituir do projeto Embaixadas e Consulados da Nação. Esse é o projeto da minha vida no Flamengo. Nada nem ninguém vai me impedir de ajudar e colaborar –, disse.

Em outro vídeo, Maurício, que é querido entre os integrantes do projeto, pediu para que os embaixadores e cônsules não protestem contra o atual mandatário rubro-negro no próximo dia 17, durante a confraternização na Gávea.

— Gostaria que ninguém fizesse nenhum ato de repúdio ao Eduardo Bandeira. Ele é o presidente do Flamengo, tem que ser honrado. Não quero ato nenhum. Não quero estragar a festa de vocês. Estarei lá (na Gávea) com vocês — afirmou.

O episódio, entretanto, escancara o péssimo clima entre Eduardo Bandeira de Mello e seu vice, que apoia o candidato de oposição, Rodolfo Landim, na eleição para presidente do clube.

Ao Mundo Rubro Negro, o presidente rubro-negro afirmou que Maurício Gomes de Mattos estava usando a estrutura do clube como plataforma eleitoral.

— Ele é livre para ir nas reuniões que quiser e pedir votos para a chapa de oposição da maneira que quiser. Apenas não pode usar a estrutura do clube, funcionários etc como plataforma eleitoral. Isso nunca permitimos no Flamengo, nem em proveito da situação. Quando concorri à reeleição em 2015 isso já estava proibido. É uma questão de postura –, disse Bandeira, que completou:

— O Maurício agia como voluntário, ajudando muito e não há nada contra a pessoa dele. Tudo foi explicado de forma amistosa, na presença de outros dois vice-presidentes.

Candidato da situação e atual vice-presidente de futebol, Ricardo Lomba também se manifestou sobre o afastamento.

— O Projeto das Embaixadas é um excelente projeto do Flamengo e foi abraçado pelo Maurício Gomes de Mattos. Presto aqui a minha solidariedade e o meu respeito ao vice-presidente geral pelo trabalho feito –, disse.

Outro que se posicionou sobre o episódio foi Rodrigo Dunshee, presidente do Conselho Deliberativo do Flamengo e candidato a vice-presidente geral na chapa de Landim.

— Maurício Gomes de Mattos, vice-presidente geral do Flamengo, é o baluarte do Projeto das Embaixadas e Consulados do Flamengo. EBM acaba de afastá-lo do projeto por ciúme e interesse eleitoral. Ele não conseguirá afastar MGM. Um pai não se afasta do seu filho. Dia 17 estarei com MGM na Gávea — disse em publicação no Twitter.


 

Imagem destacada no post e nas redes sociais: Divulgação

Apoie o MRN e ajude o nosso projeto a melhorar cada vez mais. Com R$ 10,00 por mês você participa dos nossos grupos de discussão no Whatsapp e Telegram. Seja assinante no Picpay: picpay.me/MRN_CRF ou apoiador no Apoia.se: apoia.se/mrn. Pensa em alguma outra forma de parceria? Entre em contato pelo 21 99419-6540.

Inscreva-se no canal no Youtube e acompanhe os programas MRN Live, o MRN Entrevista e muito mais! > bit.ly/canaltvmrn

Leia também no MRN

> Há 28 anos, Flamengo conquistava seu primeiro título na Copa do Brasil
> Em goleada do Real, Vinicius Junior estreia com assistência na Champions League
> Com contrato próximo do fim, Geuvânio tem estiramento na coxa direita
> Flamengo renova contrato com Juan
> Rodinei acredita em reviravolta no Brasileirão> O Caçador de Marajás
> FlaVôlei luta, mas experiência do SESC fala mais alto
> Injustiça no empate e um título mais distante
> Flamengo/Marinha goleia e conhece adversário na próxima fase do Carioca Feminino

Compartilhar: