Compartilhar:

A participação de Everton Ribeiro para o canal do Youtube “Barbaridade”, foi diferente das entrevistas que o meia costuma conceder. Além de comentar o início de carreira e falar da possibilidade da transferência de Ricardo Goulart para o Flamengo, Everton participou de um desafio para reproduzir a cobrança de falta diante do Emelec, jogo que foi vencido pelo Flamengo por 2 a 0 em maio deste ano.

Quando abordado a respeito dos gols bonitos que vem fazendo, o meia mostrou felicidade pelas oportunidades, mas destacou que o mais importante é conseguir marcar pela equipe. “Graças a Deus consigo todo ano fazer um gol, que fica marcado pra mim. Feio é não fazer gol né. Empurrar a bola pra dentro da rede é o válido. Mas quando sai de um jeito bonito, que fica marcado, a torcida gosta de ver. Então, eu fico contente de contar uma história diferente”.

Amigo pessoal de Ricardo Goulart, que joga hoje no futebol chinês, Everton Ribeiro acredita que as chances de transferência para o Flamengo neste momento sejam muito difíceis. no Flamengo: “É muito difícil. Ele tá bem lá, acabou se tornando um jogador muito importante lá, desde quando ele chegou. Acho difícil liberarem ele pra qualquer time”, explicou ao apresentador Rafael Cotta.

Veja também: 21ª rodada, 41 pontos e 3º na tabela: o Flamengo segue dentro do planejamento para ser campeão?

Na mesma temática de futebol exterior, Everton Ribeiro brincou sobre a fase no Emirados Árabes, famoso por presentear o bom desempenho dos jogadores com carros de luxo e outros prêmios de alto valor financeiro: “Fiquei esperando isso aí viu. Fui nesse conto aí também e não ganhei nada”, brincou decepcionado.

O jogador de 29 anos foi revelado pelo Corinthians. Na ocasião, ele teve contato com Carpegiani, a quem considerou o primeiro comandante na trajetória profissional: “Quem me subiu foi o José Augusto, na época o Leão saiu e ele assumiu o profissional. Aí subiu eu, Lulinha, Allyson e Diego, o zagueiro. A partir de lá eu fiquei. Depois chegou o Carpegiani e o Nelsinho. Meu primeiro treinador no profissional foi o Carpegiani”, conta.

Anos mais tarde, Everton Ribeiro e o técnico estiveram juntos no Flamengo e o meia revelou a observação feita por Carpegiani sobre a posição que o jogador rubro-negro atua hoje em dia: “Não sei porque não vi você antes de meia. Quem viu foi um cara inteligente, porque é uma oportunidade. Foi bom rever ele. Trabalhar com ele novamente”.

No vídeo abaixo, você pode ver as declarações na íntegra do jogador, além de ver como foi o desafio da cobrança de falta reproduzida por ele.


Imagem destacada nos posts e nas redes sociais: Divulgação / Canal Barbaridade

Apoie o MRN e ajude o nosso projeto a melhorar cada vez mais. Com R$ 10,00 por mês você participa dos nossos grupos de discussão no Whatsapp e Telegram. Seja assinante no Picpay: picpay.me/MRN_CRF ou apoiador no Apoia.se: apoia.se/mrn. Pensa em alguma outra forma de parceria? Entre em contato pelo 21 99419-6540.

Inscreva-se no canal no Youtube e acompanhe os programas MRN Live, o MRN Entrevista e muito mais! > bit.ly/canaltvmrn

LEIA TAMBÉM

> Deputado e sócio do Flamengo é acusado de usar o Flamengo em campanha para reeleição
> De olho na Fla TV: Flamengo retoma os trabalhos no Ninho do Urubu
> Flamengo divulga a parcial de vendas para a partida contra o Corinthians
> Lateral do Flamengo autoriza agentes a negociarem com o Fenerbahçe
> O que você pode fazer com seus IVI Token?
> Flamengo divulga a parcial de vendas para a partida contra o Ceará
> 21ª rodada, 41 pontos e 3º na tabela: o Flamengo segue dentro do planejamento para ser campeão?
> Pela terceira vez, árbitro uruguaio é escalado para jogo do Flamengo na Libertadores 2018
> Não se acha o que se tinha
> 21° Copa da Amizade Brasil-Japão nesta semana
> 21° Copa da Amizade Brasil-Japão nesta semana
> Flamengo Imperadores perde para o Vasco da Gama Patriotas

Compartilhar: