Compartilhar:

Matheus Leal, da equipe MRN Informação

O Brasileirão 2019 entrou no seu último mês. Com apenas seis rodadas para o fim da competição, cada ponto fica ainda mais importante e as equipes lutam para conquistar seus objetivos. No topo da tabela, o Flamengo abriu dez pontos de vantagem e colocou a mão na taça. No entanto, as lutas pela vaga na Libertadores e para escapar da zona de rebaixamento ainda estão emboladas. Mas como estaria a classificação não fosse a utilização do VAR?

Acesse agora useartillero.com e concorra a uma camisa irada na promoção de lançamento do site!

De acordo com um levantamento feito pelo jornalista Alexandre Siqueira, que cataloga a utilização do árbitro de vídeo desde a primeira rodada, o Flamengo seria líder do Brasileirão independente do VAR. Porém, a diferença para o Palmeiras seria de nove e não dez pontos. O único jogo do rubro-negro que houve interferência na pontuação foi contra o Fortaleza. Na ocasião, o pênalti para o Fla, que resultou no gol do empate, só foi dado após revisão no vídeo.

Na zona de rebaixamento, haveria mudança importante sem o VAR. Com a vitória sobre o Avaí, o Botafogo deixou o Z-4. Entretanto, sem vídeo, ainda estaria entre os quatro últimos, pois teria 34 e não 36 pontos. O Bahia, atualmente tranquilo e até sonhando com Libertadores, também estaria em posição bem mais delicada.

Veja a classificação do Brasileirão sem VAR após 32 rodadas:

Não deixe de ler também

O MRN depende do apoio de leitores como você para continuar fazendo uma cobertura criativa, propositiva e ética do Clube de Regatas do Flamengo. ➡ Junte-se a nós


Compartilhar: