Compartilhar:

Diante do mercado complicado e percebendo a dificuldade da diretoria em definir um rumo para o futebol rubro-negro, os jogadores resolveram mostrar que querem fazer parte objetivamente da tomada de decisão em relação à escolha do novo treinador do time profissional. Segundo o jornalista Mauro Cezar Pereira publicou em seu blog, oito líderes do elenco se reuniram no último domingo na casa de um deles e bateram o martelo: querem que o atual interino, Maurício Barbieri, seja efetivado.

“O que se diz é que o interino vem da mesma escola de Zé Ricardo, com trabalhos melhores e orientações mais objetivas nos treinos. Havia um grande desgaste com Paulo César Carpegiani, visto como repetitivo nas atividades e com algumas manias. Além disso, dizem que o treinador costumava ignorar parte do que conversavam com ele sobre orientação tática, marcação, pressão, alerta pra algum buraco etc”, escreve Mauro, explicando o que os jogadores pensam a respeito de Barbieri e Carpegiani.

Fato é que, depois da negativa de Renato Portaluppi na coletiva da final do Gauchão, o treinador que era visto como principal sonho de consumo, o Flamengo pode ainda contar com uma segunda opção: Eduardo Berizzo. Mas por pouco tempo.

O argentino, que tem passagem pelo Celta de Vigo e pelo Sevilla, viu com bons olhos a possibilidade de comandar o Flamengo quando sondado por seus agentes, que então tentaram intermediar o negócio, que foi bem recebido por alguns dirigentes que acompanham o futebol internacional. Berizzo vem da chamada escola bielsista e poderia implementar conceitos e treinamentos avançados.

O presidente Bandeira de Mello está com grande parte do elenco que pede a efetivação do interino Barbieri. Como de costume, o dirigente assume o papel de defensor dos jogadores. Agora que não acumula mais o cargo de vice-presidente de Futebol, estar ao lado do grupo é uma forma de tentar dar as cartas no Ninho. Ricardo Lomba parece propenso a aceitar a vontade do plantel e do presidente. Um recuo estratégico para não “perder o grupo” ainda mais, após ter declarado que o time correu menos do que o Botafogo, segundo uma fonte escutada pela reportagem.

É a importante sequência de três jogos que definirá o futuro da Comissão Técnica do Mais Querido. Caso o clube passe ileso, ou ao menos com ferimentos leves, na largado do Brasileiro, diante de Vitória e América-MG e, principalmente, vença o Santa Fé dia 18 no Engenhão, pela Libertadores da América, tudo fica a favor de Barbieri.

Enquanto o Fla vive de expectativa, pode ver o Athletic Club Bilbao carregar Eduardo Berizzo. O clube basco não só tem interesse, como já fez proposta ao treinador argentino para substituir Ángel Zinganda. A temporada atual praticamente acabou para os Leones, e o clube tem interesse visando o início da próxima.

Berizzo acabou de se recuperar de um câncer de próstata, no final do ano passado, e sua família pede que comande um clube na América do Sul. Toto, como é conhecido em seu país natal, está na Europa desde que assumiu o Celta em 2014. Mesmo que esteja bem de saúde, a vontade familiar de tê-lo mais próximo conta bastante na balança do ídolo do Newell’s Old Boys e o faz ficar em compasso de espera em relação ao Flamengo. No entanto, o Colo-Colo pode inesperadamente vir a ser seu novo destino. O clube mais popular do Chile entrou em contato. Caso o interesse se transforme em proposta oficial, é bastante provável que Berizzo aceite.

E o Cuca?

O MRN teve acesso a informação de que o treinador campeão da Libertadores 2013 pelo Atlético Mineiro realmente não vai assumir nenhum compromisso até o término da Copa do Mundo da Rússia. Como, inclusive, reiterada vezes afirmou. Dessa vez a notícia de que o treinador estava fechado com o Mengão veio do jornalista do Esporte Interativo, André Henning. Segundo o MRN apurou, não há nenhum acerto.

Edgardo “El Paton” Bauza na mira?

“Não fui contatado oficialmente, mas claro que seria uma excelente possibilidade trabalhar em uma grande equipe”, foi a resposta do treinador argentino ao jornalista Marcos Paulo Lima. O nome do técnico era constantemente lembrado por torcedores do Flamengo nas redes sociais, até mesmo como um contraponto ao nome de Berizzo. Como já trabalhou em 2016 no São Paulo, onde conseguiu chegar às semifinais da Libertadores daquele ano, não precisaria se adaptação ao futebol brasileiro, problema recorrentemente levantado quando o nome de um estrangeiro sem passagem pelo país é especulado, como é o caso de Berizzo. O presidente Bandeira de Mello, ao mesmo repórter, não quis se pronunciar acerca dos dois argentinos no clube.

 

Com o apoio De Erick Viana
 

Imagem destacada no post e redes sociais: Gilvan de Souza / Flamengo

 


Olá, grande rubro-negro! Quer entrar para o nosso grupo exclusivo de Whatsapp, participar de sorteios de livros incríveis sobre o Flamengo, ter acesso a matérias antes de todo mundo, virar blogueiro do Mundo Rubro Negro e ainda contribuir para o crescimento do projeto com o melhor conteúdo sobre Flamengo da internet? Entre para a nossa comunidade de apoiadores! Saiba mais clicando aqui.


Compartilhar: