Atuações: Diego, Damião e Mancuello marcam e Mengão avisa que chegou

Atuações: Diego, Damião e Mancuello marcam e Mengão avisa que chegou

Em jogo válido pela vigésima primeira rodada do Campeonato Brasileiro, o Flamengo foi a Chapecó para enfrentar o time da casa e fez bonito. Após abrir o placar com gol de Diego, a Chape empatou, mas com gols de Damião de Pênalti e Mancuello após uma linda jogada toda trabalhada na linha de fundo o Mengão deu números finais ao placar na Arena Condá. Veja a seguir as notas das atuações dos jogadores.

novaquebraatuações

 

Alex Muralha – Começou dando um susto na torcida após uma saída equivocada, mas logo voltou ao seu ritmo de jogo. Fez defesas importantes, jogou bem com os pés, fazendo lançamentos e dando passes rasteiros. Fez uma grade defesa após um forte chute de Cléber Santana, mas a bola sobrou para Kempes empatar a partida. Pela velocidade da bola no primeiro arremate, o goleiro pode ser eximido de culpa direta no lance. Titular absoluto do time. NOTA 7

Pará – Mais uma grande partida do lateral. Desde que voltou à titularidade com a lesão de Rodinei, o camisa 21 apresentou grande futebol e não saiu mais do time. Chegou com velocidade e qualidade no ataque e trabalhou na sua característica física na defesa. Cometeu um deslize ao deixar Kempes livre para marcar o gol de empate no rebote, mas deu passe açucarado para Diego marcar o primeiro do Fla. Pelo que vem apresentando em campo, merece a titularidade. NOTA 8

Réver – Após ser poupado na última quarta, voltou em grande estilo. Assumindo de vez a condição de capitão do time, o experiente zagueiro dominou a bola no alto e jogou firme por baixo. Junto a Rafael Vaz forma a melhor dupla de zagueiros do time. Ainda pode ser mais procurado na bola aérea ofensiva, mas não cabe a ele decidir isso. NOTA 7,5

Rafael Vaz – Também poupado contra o Figueirense, o jovem zagueiro não se intimidou na volta ao time e junto com seu parceiro de defesa pelo lado esquerdo, protegeu muito bem o gol de Alex Muralha. No segundo tempo, um lance seu deu um grande susto na torcida. Ao cortar um cruzamento, a bola passou muito perto do gol Rubro-Negro sem que o goleiro estivesse perto. No mais, deu a consistência necessária ao setor e ainda contribuiu com passes interessantes para jogadas no meio. NOTA 7

Jorge – Ganhou vida nova ofensivamente com a entrada de Diego no time. Entrosado com Everton e com mais cobertura, o camisa 6 voltou a apoiar o time no ataque sem comprometer lá atrás. Além disso, sua lucidez e calma característica é um fator muito importante para o combate na defesa, onde ele também se destaca. Em forma e solto, tem qualidade para ser lembrado na seleção. NOTA 7,5

Márcio Araújo – Tem uma visível limitação técnica, mas é muito importante taticamente no time. Nesse jogo ficou visível que Arão rendeu muito mais. Com pouca verticalidade e chegada no ataque, o camisa 8 ainda arriscou um chute em rebote, mas a bola passou por cima do gol. NOTA 6,5

Arão – Voltou a jogar razoavelmente bem. Demonstrando a maior atuação defensiva, o volante fez bons desarmes e interceptações. Com a chegada de bons meias no time, o volante apareceu menos no ataque e se dedicou mais a proteger os zagueiros. Pela qualidade que já demonstrou, sua chegada ao ataque pode ser elemento surpresa, algo comum a um jogador da posição com suas características. NOTA 6,5

Diego – Que partida do meia do Mengão. Se movimentando por todo campo, trabalhou a bola pelos lados, pelo meio, apareceu pra finalizar e após começar jogada, recebeu ótimo passe de Pará e fez um belo gol. Além de dar a dinâmica desejada ao meio do Fla, ainda ajuda bastante na recomposição na defesa. Cansado, deu vaga a Cuéllar. NOTA 8

Gabriel – Não rendeu o quanto se esperava dele, após ser bastante eficiente contra o Grêmio. Jogando pela esquerda, não ajudou muito no ataque, sendo presa fácil para os marcadores adversários. No segundo tempo, seguiu sem dar grandes contribuições ofensivas e deu vaga a Mancuello. Aparenta um crescimento no seu rendimento, mas com o nível mais alto do elenco, não é suficiente para brigar por vaga. NOTA 6

Everton – Jogando “invertido” não foi tão útil quanto é quando joga pela esquerda. Mesmo assim, foi importante no momento em que o Flamengo buscava manter o equilíbrio para que depois pudesse ousar. Numa mudança tática feita por Zé Ricardo, deu vaga a Leandro Damião. NOTA 6,5

Guerrero – Sofreu uma “surra” da marcação. Marcado de muito perto o tempo todo, o peruano teve pouquíssimo espaço para jogar. Com Diego inspirado, recebeu algumas bolas em profundidade, mas ou estava impedido, ou era forte demais. Com a entrada de Damião, Paolo foi jogar mais de lado e pôde render muito mais. A forma que o time se apresentou após as duas mexidas de Zé Ricardo, pareceu ser a que melhor se encaixa no seu jeito de jogar. Sofreu pênalti em lance que certamente faria seu gol e ajudou ainda mais o time. NOTA 7

Mancuello – Entrou para mudar a forma do time jogar e estava iluminado. Participou diretamente do lance que gerou o pênalti do segundo gol do Fla e fez um lindo gol após tabelar com Guerrero e Damião. Além disso, foi figura frequente na defesa, dando combate e buscando fazer desarmes. É uma ótima dor de cabeça para o técnico do time. NOTA 8

Cuéllar – Entrou na vaga do cansado Diego e ajudou a garantir a porta fechada na defesa. Tem qualidade no passe e pode render mais de segundo volante, mas com sequência de jogo pode até jogar mais recuado, de primeiro volante. NOTA 7

Leandro Damião – Provavelmente, nem o mais otimista torcedor achou que ele renderia tanto. Entrando para atuar centralizado, o atacante mostrou muita presença de área, tentou fazer de habilidade e demonstrando bastante segurança, pegou a bola para bater o pênalti sofrido por Guerrero e converteu. Fazendo o pivô com qualidade, deu um passe na medida para Mancuello chutar no ângulo e fechar o placar a favor do Mengão. Não sofreu pra jogar ao lado de Guerrero quanto a ocupação de espaço e deu sinais que podem jogar juntos no ataque. NOTA 8

 

Crédito da imagem destacada: Márcio Cunha / Mafalda Press

 


 

E aí, Nação? Vitória importante, com grande atuação coletiva e brilho dos nossos principais jogadores. O que acharam das notas? Deixei seu comentário em nossas redes sociais e aqui no post também. A equipe agradece!

 

SRN,

 

Raony Furtado

About The Author

Raony Furtado

Formado em Licenciatura Plena em Educação Física, Especialista em Educação Física Escolar, Professor Especialista de Educação Física pela Rede Estadual de Ensino Médio do Estado do Ceará. Técnico de Futebol Amador, atualmente dirigindo o Marechal Futebol Clube de Mauriti, Ceará.

ANÚNCIO

APOIADORES

ANÚNCIO

Siga-nos no Twitter

NOTÍCIAS DO FLAMENGO