Compartilhar:

Voltando suas atenções para a partida que vale a classificação para as oitavas de final da Libertadores da América, após o revés diante da Chapecoense, o Flamengo enfrenta o Emelec, no Maracanã, no Rio de Janeiro. A bola rola nesta quarta (16), às 21h45. Para apitar a quinto jogo de ambas as equipes no torneio continental, a Conmebol definiu uma equipe peruana: Diego Haro é o árbitro principal, auxiliado por Raul Lopez Cruz e Victor Raez.

O Rubro-Negro começou sua atual temporada tendo diversos problemas com a arbitragem, tanto na Libertadores, quanto no Campeonato Brasileiro. Na sua estreia contra o River Plate pela maior competição das Américas, o Mais Querido ficou apenas no empate, sofrendo um gol irregular e sem ter um pênalti claro assinalado. Na segunda rodada, jogando diante do Emelec, no Equador, o time da Gávea foi prejudicado ao não ter outro pênalti assinalado ao seu favor, após toque de mão da equipe adversária, mas ainda conseguiu o triunfo contando com dois gols de Vinicius Junior.

Apesar da liderança no Brasileirão, o Flamengo anda sofrendo com graves falhas dos árbitros. Logo na primeira rodada, a equipe carioca lutou muito para apenas empatar enfrentando o Vitória, após um erro grosseiro da arbitragem que marcou um pênalti e expulsou Everton Ribeiro, depois de defender uma bola com seu rosto, alegando mão do atleta. Já na última rodada, diante da Chapecoense, o Rubro-Negro não teve um pênalti ao seu favor assinalado, enquanto o Verdão do Oeste teve uma penalidade mal marcada ao seu favor.

Diego Haro comandou o apito em duas partidas do Flamengo na história. Pela Copa Sul-Americana de 2016, o Mais Querido enfrentou o Palestino, no Kléber Andrade (Cariacica-ES), e saiu eliminado de forma vexatória, depois da derrota por 2 a 1. Na ocasião, o árbitro teve atuação discreta aplicando cinco cartões amarelos, sendo três para a equipe visitante e dois para o mandante. O árbitro voltou a arbitrar o time da Gávea na última Libertadores, na derrota para a Universidad Católica, por 1 a 0. Na ocasião, o Mengão se sentiu prejudicado pelo peruano após a expulsão do Orlando Berrío que se envolveu em confusão com um zagueiro chileno.

Neste ano, o árbitro já esteve envolvido em um jogo de time brasileiro na Libertadores. No empate do Vasco da Gama diante do Racing por 1 a 1, em São Januário. No últimos anos, o juiz participou de três partidas com equipes do Brasil, além dos dois confrontos do Rubro-Negro. Diego comandou o apito na derrota da Chapecoense em 1 a 0, na Sul-Americana, contra o Defensa y Justicia. Antes disso, o peruano esteve presente na derrota do Corinthians para o Cerro Porteño, por 3 a 2.

Scout do árbitro em jogos de brasileiros

Vitórias: 0
Empates: 2
Derrotas: 3

*Imagem em destaque: Conmebol/Divulgação

Compartilhar: