Compartilhar:

Só mesmo o amor que sinto pelo Flamengo para fazer com que não perca um jogo. O Flamengo de hoje é um time acostumado com a derrota e vexames. Um time apático que não demonstra um mínimo de gana. Já cobrei aqui mesmo, raça, vibração e vontade de vencer.

Não vejo tamanha apatia nem em uma pelada de solteiros x casados. Parece que os jogadores estão em um spa, tranquilos, e que tudo está maravilhoso. Os jogadores estão tão apáticos que não reclamaram nem do primeiro gol do São Paulo feito de braço, o único que reclamou do lance foi nosso arqueiro Diego Alves.

Poucos são os atletas do Flamengo que demonstram incômodo com as derrotas. Um desses jogadores é o Guerrero e esse é um dos motivos pelos quais sou favorável a renovação do seu contrato.

Cresci nos anos 80 vendo um time do Flamengo fantástico tecnicamente, mas nem por isso sem vibração. Assistia aqueles jogos e podia perceber que além da técnica, a vontade de vencer era enorme. Depois nos anos 90 e início dos anos 2000, vi muitos times do Flamengo tecnicamente ruins, brigando para não serem rebaixados, mas que tinham raça e contagiavam a torcida sendo empurrados pela massa Rubro-Negra.

Eis que após uma profunda reestruturação financeira, temos um time cheio de grandes jogadores e espero ver o Flamengo brigando por todas as competições como protagonista, vejo um time apático e derrotado. Não há motivos para isso, pois os jogadores tem uma das melhores estruturas do país, recebem altos salários e em dia.

Parece que não há cobrança, seja da comissão técnica, diretores profissionais e amadores. Como já disse aqui em outras ocasiões, não sou favorável a esporros em público, mas muito me incomoda a aparente passividade da comissão técnica e diretoria. Não sou favorável a esporo público, mas também esse discurso de passividade e proteção da diretoria é para tirar qualquer Rubro-Negro do sério.

Também me incomoda a apatia de parte da torcida que se mostra conformada e que usa como pretexto a reestruturação financeira dessa diretoria. Assim como me incomoda aqueles que falam que vão dar um tempo do Flamengo por causa do ano vexatório do time. Não posso cobrar de todos que hajam como eu, mas não vou abandonar o meu amor pelo Flamengo. Mesmo o time não correspondendo, não concordando com as decisões dessa diretoria ligada ao futebol, eu não vou abandonar o Flamengo, pois para mim o Flamengo vem em primeiro lugar.

Saudações Rubro-Negras,

 


Pai da Alice, Rubro-Negro, sócio-patrimonial e ST do Flamengo, escritor, poeta, advogado, fundador do grupo literário Los Burrachos e louco. Siga-o no Twitter: @BrunoCBB55
 

Imagem destacada nos posts e nas redes sociais: Gilvan de Souza / Flamengo

Compartilhar: