Compartilhar:

 

Eu disse! Eu tinha razão! Tá vendo? Se pudesse dar um nome para a escalação deste domingo, Zé Ricardo
escolheria entre as três primeiras frases desse texto. Sabem por que? Porque ontem, o Zé Ricardo deixou de ser apenas um treinador contestado. Ontem, o Zé Ricardo foi covarde.

Com a escalação, Zé Ricardo fez a torcida pensar que ela havia vencido a teimosia do treinador.

Mas talvez pela euforia da barração do Marcio Araújo, talvez pela grata surpresa do time “pra frente”, o torcedor não leu as letras miúdas, não enxergou o efeito colateral que estava escondido naquela formação.

Zé Ricardo colocou apenas um volante, justamente o volante que se caracteriza positivamente pela chegada surpresa na área adversária, quando tinha Rômulo e Cuéllar que se caracterizam muito mais pelo poder de marcação. A zaga ficou exposta e só não passamos mais sustos no primeiro tempo porque o Vitória não chegou tanto.

Além disso, Zé começou o jogo com 2 jogadores vindos de lesão. Um deles foi bem, o outro muito mal. Era consenso que Berrío merecia a vaga, tinha muito mais poder de recomposição e velocidade.

Mais que isso: se jogaríamos com 1 volante e se Trauco não vive boa fase, porque não escalar Renê, que marca muito melhor e da maior proteção pelo lado esquerdo, liberando o Éverton um pouco mais?

A escalação “pra frente” acabou por iludir o torcedor. Torcedor apaixonado, que sabe torcer, mas que não é obrigado a entender tanto de tática e, obviamente, vem sedento por mudanças, vem sedento para ver todos os craques em campo.

Zé Ricardo era um estudioso, uma aposta que vinha dando certo e passava por uma péssima fase. Ontem, ele largou suas convicções, suas ideias e, simplesmente, fechou os olhos para as consequências de uma formação tática que, para dar certo, precisa de treinamento e confiança. Treinamentos são escassos por conta do número de jogos. Confiança passa longe do atual momento do clube. Deixou de levar pela teimosia para pecar pela inconsequência.

É hora de mudar. Ainda temos duas competições com possibilidades de título. Ainda dá tempo. Mas a inércia da diretoria parece querer testar os corações rubro-negros.
 

Felipe Foureaux escreve todas as quintas-feiras no MRN. Siga-o no Twitter: @FoureauxFla
 

Imagem destacada no post e redes sociais: Gilvan de Souza / Flamengo


O Mundo Rubro Negro precisa do seu apoio para melhorar ainda mais. Contribua mensalmente com nosso trabalho. Clique aqui: bit.ly/ApoiadorMRN


Este texto faz parte da plataforma de opinião MRN Blogs, portanto o conteúdo acima é de responsabilidade expressa de seu autor, assim como o uso de fontes e imagens de terceiros. O Mundo Rubro Negro respeita todas as opiniões contrárias. Email: [email protected].
Compartilhar: