Compartilhar:

Jogo Sujo, Ladrões de Bola, Submundo do Futebol, entre outros: 10 livros sobre a corrupção no futebol para ler e resenhar no futuro

Por Diogo Almeida. Twitter: @DidaZico

Surgiu entre amigos a dúvida sobre qual confederação seria a mais corrupta: a Confederação Brasileira de Futebol ou a Asociación del Fútbol Argentino. O debate que se seguiu serviu para que fosse posto em curso um movimento que há muito eu já deveria ter feito: ler sobre os bastidores do mundo do futebol.

AFA e CBF são igualmente corruptas. Assim como a FIFA e muitas outras entidades de futebol entrelaçadas em uma grande rede de interesses.

Então quero compartilhar agora com vocês 10 livros sobre a corrupção no futebol que farão parte das minhas próximas leituras. Como não quero estar sozinho nessa, convido-os para esta maratona. Podemos transformar este post em um fórum de discussões e também vou fazer comentários constantes nesta thread no meu Twitter e resenhas no meu Skoob.

Os links de compra após os resumos ajudam o MRN com uma pequena comissão.

corupcao futebol livros

1- Jogo Sujo. O Mundo Secreto da Fifa

Repórteres investigativos nem sempre vivem para ver os caras malvados receberem a merecida punição, mas o mundo inteiro assistiu ao desmantelamento da corrupção olímpica em 1998, quando o Senado dos Estados Unidos investigou o escândalo e fui convidado a depor como testemunha em Washington. Eu podia ter parado por aí. Mas foi então que recebi um telefonema de Colin Gibson, editor de esportes do Daily Mail, pedindo que eu desse uma olhada nas pessoas que comandam o futebol internacional. “Ah, Colin, pare com isso. O futebol é coisa graúda. Eu levaria anos para descobrir o que acontece dentro da Fifa.” Levei anos. As coisas que descobri são tão estarrecedoras que até eu mesmo fiquei chocado. Alguns caras malvados passaram por lá ? ou ainda estão lá ? tirando tudo o que podem. O futebol ainda é um jogo bonito, é claro. Isso eles não podem roubar de nós. Mas, conforme você vai ler aqui, na Fifa acontecem negócios abomináveis. Eu gostaria que o futebol tivesse a liderança que merece. Nesse espírito, dedico este livro a todos os torcedores e fãs do futebol.

Folheie o livro clicando em “Leia agora”.

Compre: https://amzn.to/2XlBe3V

2- Um jogo cada vez mais sujo

Quantos ingressos dos jogos da Seleção Brasileira e da final da Copa do Mundo foram efetivamente colocados à venda na roleta eletrônica que a Fifa criou? Por que já começam a aparecer ingressos no mercado negro se a entidade diz que todos são nominais? Algumas respostas poderão ser encontradas em Um jogo cada vez mais sujo. 

O jornalista escocês Andrew Jennings investiga os bastidores da Fifa há vinte anos, lançou Jogo sujo no Brasil em 2011 e foi um dos principais responsáveis pelas investigações que resultaram nas expulsões de João Havelange e Ricardo Teixeira da entidade. Por essas e outras, o jornalista foi banido de todos os eventos da Fifa e é considerado seu inimigo número 1.

Um dos capítulos do livro denuncia o esquema fraudulento da venda ingressos na Copa. O negócio é administrado pelos irmãos mexicanos Enrique e Jaime Byrom, hoje radicados em Manchester. Eles têm como sócios a Match Serviços de Eventos, cujo acionista é Philippe Blatter, sobrinho do presidente da Fifa Joseph Blatter. 

Assim que tomou conhecimento das denúncias do novo volume de Jennings, o escritório de advocacia BM&A, que representa a Fifa no Brasil, enviou uma notificação para a editora Panda Books, ameaçando processá-la por “falsas acusações, conteúdo calunioso, conteúdo inverídico e danos à honra e à imagem” caso o livro seja publicado no país.

O escritório BM&A tem como um dos sócios Francisco Müssnich, advogado e amigo de Ricardo Teixeira, ex-presidente da CBF, ex-membro do comitê executivo da Fifa e uma das figuras centrais do, como diz Jennings, “Padrão Fifa de fazer negócios e manter tudo em segredo”. Por meio dessa amizade, Müssnich ganhou de Teixeira um cargo no comitê organizador da Copa e também uma vaga no Superior Tribunal de Justiça Desportiva.

Folheie o livro clicando em “Leia agora”.

Compre: https://amzn.to/2JojKKC

3- Brasil em jogo: O que fica da Copa e das Olimpíadas?

Ao conquistar o direito de sediar a Copa do Mundo 2014 e os Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016, o Brasil aceitou o desafio de realizar dois megaeventos esportivos globais, que ao mesmo tempo despertam paixões e desconfianças. Há argumentos que defendem os eventos como uma janela singular e histórica de oportunidades, mas, longe do consenso, também surgem críticas que consideram tais projetos excludentes, potencializadores da desigualdade social nas cidades-sede e do endividamento público.

A polêmica abre espaço para um amplo debate sobre o que significa para o Brasil sediar os megaeventos esportivos mais simbólicos do mundo na atual conjuntura política, econômica e social. É nesse sentido que a Boitempo Editorial publica a coletânea Brasil em jogo: o que fica da Copa e das Olimpíadas?, editada no calor da hora, com contribuições de Andrew Jennings, Luis Fernandes, Raquel Rolnik, Ermínia Maricato, Carlos Vainer, Jorge Luiz Souto Maior, José Sergio Leite Lopes, Nelma Gusmão de Oliveira, entre outros. O livro de intervenção será lançado na primeira semana de junho e traz perspectivas variadas sobre o papel contraditório do esporte na sociedade brasileira entre a construção da identidade nacional, os impactos urbanísticos e as transformações dos megaeventos esportivos ao longo da história.

Folheie o livro clicando em “Leia agora”.

Compre: https://amzn.to/323IpfU

4- Ladrões de bola

Finalista do prêmio Jabuti na categoria Reportagem e Documentário.

Durante os 17 anos de carreira, Rodrigo Mattos entrevistou Joseph Blatter por diversas vezes em coletivas ou em exclusivas. Cansou de ver o sorriso simpático do dirigente se fechar quando ouvia perguntas incômodas. O jornalista também esteve com os principais envolvidos no “caso Fifa” em entrevistas e nas situações mais inusitadas, como assistir ao ex-presidente da Fifa João Havelange ser revistado em um aeroporto em Bahamas, ou ouvir o delator Chuck Blazer entregando colegas no emblemático Bar Au Lac.

Neste livro, o autor revela os fatos investigados desde a prisão dos dirigentes da Fifa na Suíça à eleição do novo presidente e como o castelo da entidade desmoronou. Traça também um quadro de como os dirigentes brasileiros tocaram o futebol do país por 25 anos e de que maneira os negócios obscuros que realizaram para além das câmeras afetou o desenvolvimento do esporte no Brasil.

Folheie o livro clicando em “Leia agora”.

Compre: https://amzn.to/2LtJbgl

5- Política, propina e futebol: Como o “padrão Fifa” ameaça o esporte mais popular do planeta

A partir de documentos exclusivos, jornalista mergulha nos bastidores da operação policial que abalou o mundo do futebol.

Em maio de 2015, a maior organização esportiva do planeta era alvo de uma ação da polícia suíça. Segundo investigações americanas, a Fifa havia montado uma “Copa do Mundo da fraude”, movimentando durante 24 anos pelo menos 150 milhões de dólares em propinas e subornos. As prisões e acusações levaram à renúncia do presidente da entidade, Joseph Blatter.

Com base em quinze anos de cobertura jornalística da Fifa e a partir de documentos exclusivos, Jamil Chade desvenda como funcionava o pagamento de propinas, revela de que forma cartolas usavam contratos comerciais e de TV para enriquecer, traça as conexões entre política e futebol e mostra por que a Copa do Brasil foi a mais cara da história.

Folheie o livro clicando em “Leia agora”.

Compre: https://amzn.to/2XhD0D8

6- Cartão Vermelho: Por dentro do maior escândalo de corrupção no mundo do futebol

Uma análise rigorosa e detalhada do escândalo de corrupção da FIFA, o maior caso de corrupção desportiva dos últimos anos. A investigação deste caso envolveu dezenas de países e implicou quase todo o universo do desporto mais popular em todo o mundo – o futebol. Não obstante ter começado por um caso pontual nos Estados Unidos, acabou por conduzir a um escândalo de corrupção à escala global que atravessou continentes até atingir o topo da hierarquia dirigente do futebol na Suíça. Este cenário de corrupção arrastava -se há décadas até ser iniciada a investigação norte-americana, revelando toda uma teia de subornos, luvas, fraude fiscal e lavagem de dinheiro. Nem mesmo o Campeonato do Mundo – o evento desportivo com maior audiência no planeta – escapou a esta emaranhada teia de corrupção. Um livro que revela a verdadeira história por detrás deste caso, acompanhando toda a investigação que provou tratar-se do maior escândalo de corrupção não só da história do desporto, mas também um dos maiores escândalos de sempre.

NOTA: Este livro teve seus direitos comprados para o Brasil em 2015 pela Editora Globo que até hoje não o lançou – entenda melhor esta história aqui e aqui. Existe uma edição portuguesa que na Amazon é vendida por insólitos R$565,52 + R$ 34,80 de frete. Não encontrei rastro desta versão portuguesa em e-book. Abaixo disponibilizei o link para a compra da versão em língua inglesa com preços acessíveis.

Compre: https://amzn.to/308PqdF

7- O lado sujo do futebol

O Lado Sujo do Futebol é o retrato definitivo do que acontece além das quatro linhas. Um dos livros mais corajosos da história da literatura esportiva, revela informações contundentes sobre as negociatas que empestearam o futebol nos últimos anos. Mostra como João Havelange e Ricardo Teixeira desenvolveram um esquema mafioso de fraudes e conchavos, beneficiando a si e seus amigos. Fifa e CBF se tornaram um grande balcão de negócios, no qual são firmados acordos bilionários, que envolvem direitos de transmissão e materiais esportivos. Um grande jogo de bolas marcadas, cujo palco principal são as Copas do Mundo. 

Esta obra em versão digital não contém os documentos que, por razões de ordens técnicas, só estão disponíveis na versão impressa.

Folheie o livro clicando em “Leia agora”.

Compre: https://amzn.to/2Xi10RA

8- O delator: A história de J. Hawilla, o corruptor devorado pela corrupção no futebol

Os labirintos de uma história essencial para a compreensão dos avanços e mazelas do nosso futebol. José Hawilla, o maior empresário do marketing esportivo do Brasil, dono de uma fortuna estimada em R$ 1,6 bilhão, foi preso em 2013, em Miami, por agentes do FBI. Era o início de uma saga surpreendente: para escapar de uma condenação judicial quase certa, o brasileiro decidiu tornar-se um delator e, mais do que isso, um espião a serviço do governo norte-americano.

A conversão de corruptor em delator seria a segunda grande metamorfose na vida de J. Hawilla. Por décadas, o ex-radialista nascido no interior paulista e convertido do dia para a noite em poderoso empresário lubrificou uma engrenagem de propinas com sofisticados esquemas de corrupção que desviaram muitos milhões para os bolsos de cartolas mundo afora, sem contar o dele próprio. Flagrado, implodiu seus próprios métodos criminosos.

Ao longo de dois anos, por meio de dezenas de entrevistas e pesquisa em milhares de páginas de documentos, os repórteres Allan de Abreu e Carlos Petrocilo investigaram a fundo a vida do empresário.

Folheie o livro clicando em “Leia agora”.

Compre: https://amzn.to/2Xe3QXP

9- Jogada ilegal

 A FIFA é não só dona da Copa, mas também do país anfitrião, durante o período da competição, graças às garantias governamentais que exige. No mundo do futebol há jogadas que se fazem sem bola. Jogadas ilegais onde os ingredientes principais são a intriga, subornos, compra de votos, venda ilegal de ingressos, dirigentes e políticas internas racistas, discriminação, amizades com governantes violadores dos direitos humanos, suspeitas de tráfico de droga e armas. É deste mundo obscuro que trata o livro Jogada Ilegal, do jornalista e escritor Luís Aguilar que desvenda os bastidores da organização que representa o futebol, o esporte mais amado no mundo.

Romário, ex-campeão mundial, quando explodiram os protestos no Brasil contra os elevados gastos na organização do Mundial de Futebol de 2014, postou um vídeo na internet com uma mensagem clara: “A FIFA chega, monta o circo, não gasta nada e leva tudo. A FIFA não só é dona do Mundial, mas também do país anfitrião, durante o período da competição, graças às garantias governamentais que exige”.

Folheie o livro clicando em “Leia agora”.

Compre: https://amzn.to/2xosHhp

10- O submundo do futebol: Confissões de um Manipulador de Resultados

O que faz um time ganhar uma partida? Treino, suor, garra? Ou uma mala cheia de dólares? Muitas vezes o amor à camisa esconde uma obscura relação comercial. Vencer ou perder é apenas uma questão de dinheiro – e pago à vista. Wilson Raj Perumal, um dos maiores manipuladores de resultados do mundo, garante que quase todos nesse meio, de árbitros a jogadores, têm seu preço. Basta saber negociar.

Nesse jogo de cartas marcadas, as partidas são disputadas dentro das casas de apostas, onde quem ganha nunca é o time ou a torcida. Vence quem paga mais e compra as pessoas certas. Em ”O Submundo do Futebol”, o cingapuriano Perumal – que passou os últimos anos entre os estádios e a prisão – revela conversas clandestinas com jogadores, reuniões com dirigentes, chantagens e um intrincado esquema de corrupção com ramificações mundiais.

Folheie o livro clicando em “Leia agora”.

Compre: https://amzn.to/2J2bL6S

O MRN depende do apoio de leitores como você para continuar fazendo uma cobertura criativa, propositiva e ética do Clube de Regatas do Flamengo. ➡ Junte-se a nós

Compartilhar: