Na entrevista coletiva antes do clássico contra o Vasco, pela semifinal da Taça Rio, o técnico Zé Ricardo explicou por que pretende usar todos os titulares que estejam fisicamente aptos apesar de a partida não ter importância em termos de classificação para o Campeonato Carioca e de o Flamengo ter um jogo importantíssimo na próxima quarta-feira, contra o Atlético-PR, pela Libertadores.

— Jogamos no final de semana passado contra o Fluminense e a gente entendia que se deixássemos todos os atletas sem jogar até quarta-feira poderia gerar um tempo muito grande. Nós não queremos isso. O Vasco, além de uma grande equipe que vem em crescimento, com certeza quer estar na final da Taça Rio, assim como nós. Entendíamos que essa motivação do adversário e a nossa também daria para a gente um grau de avaliação muito fidedigno para a partida de quarta-feira. Encaramos isso de forma bem séria, queremos chegar à final da Taça Rio e também conquistá-la. Por isso o foco total, essa semana aqui só foi falado em Vasco, deixamos o Atlético-PR a partir do final da partida de amanhã.

O técnico afirmou que o jogo também servirá como uma espécie de aclimatação do time ao Maracanã, e disse que o fato de a partida ser sábado influenciou na decisão de escolher titulares.

– Se o nosso jogo tivesse sido marcado para domingo, ficaria um pouco mais complicado levar todos os atletas para lá, até porque a gente tem atletas em recuperação ou não em 100% da sua condição. Isso aí numa recuperação para jogar três dias depois poderia complicar um pouco mais. Como o jogo é sábado, a gente tem uma outra avaliação. Iríamos até tentar fazer um treinamento (no Maracanã) como fizemos na véspera do jogo contra o San Lorenzo. Mas o jogo de sábado serve para isso também, para uma melhor adaptação, e o Flamengo está se cercando de tudo que pode dentro e fora de campo para que a gente possa dar uma boa condição para nossos atletas fazerem uma boa partida amanhã e também se prepararem melhor para o confronto de quarta-feira. A gente sabe que teremos um grande adversário amanhã, e isso é importante para a gente em todos os sentidos.

Zé Ricardo rejeitou, porém, o conceito de que a partida seja apenas um teste para a Libertadores.

— Um teste nunca é, nunca foi. Um clássico é um clássico. Lógico que da forma como foi formatado o Campeonato Carioca tem que ser perguntado a quem fez. Mas a gente precisa entender que todo clássico tem o seu charme, ainda mais um Flamengo x Vasco. Nossa equipe está bastante motivada para esse jogo, queremos sim chegar à final da Taça Rio e se possível conquistá-la, para a gente poder confirmar aquilo que a gente está tentando aqui colocar como uma exigência nossa, que é sempre dar um valor máximo a todos os adversários, com muita humildade, respeito, mas muita ambição no próximo jogo. Desta forma que a gente vai encarar o Vasco amanhã, tomara que a gente possa fazer uma grande partida e presenciar nossa torcida com uma grande vitória.

O técnico disse que confia no trabalho da equipe médica e de preparação física para minimizar o risco de lesões visando o jogo de quarta-feira.

— O nosso departamento médico, a nossa preparação física está muito ligada nisso. Estou sempre trabalhando com dados muito próximos, com a opinião dos nossos profissionais, temos uma equipe técnica muito competente, que se dedica bastante ao clube. Todos esses possíveis problemas são levantados e a gente tenta chegar numa decisão onde a gente entenda que seja melhor pro clube e pro atleta, sempre respeitando o limite do atleta, e fazendo que ele esteja no mínimo risco de lesionar ou agravar uma lesão, com a menor perda técnica de desempenho possível para a equipe.

O que você pensa sobre isso?


Vire Apoiador do MRN: entenda melhor clicando nesse nesse link: bit.ly/ApoiadorMRN

Outras formas de ajudar este projeto:
– Nosso site faz parte do plano de afiliados do Nação, o programa de sócio-torcedor do Flamengo. Se você clicar em bit.ly/STdoMRN e aderir ao programa, ou até mesmo renovar seu atual plano, o Mundo Rubro Negro ganha 50% da sua primeira mensalidade.