O vice-presidente de Patrimônio, Alexandre Wrobel, confirmou ao MRN que o clube encontrou um terreno “extremamente interessante” para construir seu eventual estádio próprio. Segundo o Globoesporte.com publicou ontem, o terreno tem 120 mil metros quadrados e fica na Barra – o vice de Patrimônio não quis confirmar a exata localização. Segundo Wrobel, a atual fase de negociações é para verificar viabilidade e valores da aquisição do terreno pelo Flamengo, que poderia incluir uma eventual inclusão do prédio no Morro da Viúva como moeda de troca – motivo pelo qual a planejada licitação para encontrar uma nova empresa para transformar o local num hotel após a desistência da REX, do grupo EBX, foi temporariamente suspensa.

Wrobel, porém, afirmou que o clube não bateu o martelo sobre a decisão de ter um estádio próprio, mas que apenas busca alternativas diante da indefinição sobre o futuro do Maracanã.

– A gente vem estudando essa questão do estádio já tem um bom tempo, estudando alternativas ao Maracanã. Como a situação do Maracanã está nebulosa e indefinida, a gente vem trabalhando em outros planos, e dentro deste contexto surgiram algumas possibilidades envolvendo também o prédio do Morro da Viúva. Alguns terrenos foram oferecidos, alguns não nos interessaram até que no final do ano passado surgiu um terreno que pela localização, pela metragem é extremamente interessante. E a gente vem conversando, se reunindo, para verificar viabilidade, valores, essas coisas todas. Essa por enquanto é a fase dessa negociação. Não tem nada além disso nesse momento ainda. A gente está até segurando um pouquinho a licitação do Morro da Viúva em função dessa questão, que envolve também o Maracanã. Eu acho que a gente está caminhando efetivamente para resolver a questão do nosso estádio de forma definitiva: seja Maracanã, seja a construção de um estádio próprio. Basicamente nesse momento se limita a isso – afirmou o vice-presidente.

O governador Luiz Fernando Pezão prometeu para este mês uma solução sobre a transferência da concessão do Maracanã, que se encontra em estado de abandono. O Flamengo já reiterou que não jogará no estádio caso o governo dê aval à transferência da concessão para a Lagardère/BWA, mas tem acordo para fechar um contrato de longo prazo caso a concessão passe pelo consórcio liderado pela CSM.

 
Deixe seu comentário!


Vire Apoiador do MRN: entenda melhor clicando nesse nesse link: bit.ly/ApoiadorMRN

Outras formas de ajudar este projeto:
– Nosso site faz parte do plano de afiliados do Nação, o programa de sócio-torcedor do Flamengo. Se você clicar em bit.ly/STdoMRN e aderir ao programa, ou até mesmo renovar seu atual plano, o Mundo Rubro Negro ganha 50% da sua primeira mensalidade.