O diretor-executivo de Futebol Rodrigo Caetano falou em entrevista coletiva nesta segunda-feira do Ninho sobre os planos para aproveitamento do atacante Vinicius Júnior, eleito melhor jogador do Sul-Americano sub-17. Ele afirmou que o Flamengo agirá com cautela para não queimar etapas, mas que Vinicius será cada vez mais integrado ao elenco profissional. Ele também disse que a torcida pode ficar tranquila que o jogador dará “retorno técnico” antes de deixar o clube, e que é o desejo dele mesmo – assim como de Lincoln, outro destaque do Brasil no Sul-Americano sub-17 – brilhar no profissional do Flamengo. Veja tudo que Caetano falou sobre o tema na coletiva:

Projeto todo especial

“Para ele, pro Lincoln, pros demais garotos que estiveram na seleção, para aqueles que frequentam as seleções de base do Brasil, nós temos um projeto que vai atingir desde o sub-13 até o sub-20 para aqueles atletas que são merecedores de estar num grupo seleto, o qual vai privilegiar um trabalho multi e interdisciplinar. Nossa intenção é que não queimemos nenhum tipo de etapa, com um cuidado muito grande na parte de transição entre todas as categorias. E é claro que o Vinicius tem um projeto todo especial. Não pode ser diferente. Nós vamos ter toda cautela, cuidado, mas sabemos que atletas diferentes também têm etapas diferentes. Velocidade nessas etapas distintas. E elas não são excludentes.

Cada vez mais presente

Existe o projeto Pratas do Ninho que vai englobar todo um trabalho de preparação física, psicológica , nutricional para que justamente não tenha o impacto na hora de chegar o garoto do sub-20 no profissional, do sub-17 no sub-20 e assim sucessivamente. E é nesse projeto que o Vinicius e os demais estão inseridos. Paralelamente a isso é claro que ele vai estar cada vez mais presente no decorrer do ano aqui conosco, se ambientando. E é claro que vai mostrar em que estágio ele se encontra para um aproveitamento do Zé Ricardo.

Estratégia que vem dando certo

Esse cuidado que nós temos tido com os atletas fez com que tenhamos hoje no elenco profissional vários deles. E alguns podem ter ficado um ano esperando, mas vocês observam que cada vez que eles entram na equipe, ou têm oportunidade, menos sentem essa diferença. Isso vale pro Vizeu, Paquetá, próprio Leo Duarte que entrou ontem, Cafu, Thiago goleiro. Então prova que essa metodologia até o presente momento está sendo correta. O que nós vamos fazer é aperfeiçoá-la ainda mais, tendo um trabalho muito mais específico com o Vinicius e esses outros que nós elencamos ali, são em torno de 15 atletas no total. É você agregar o que o profissional tem de infraestrutura física e humana em prol desses garotos. Isso já vai começar a partir desta semana. E a ideia é que inicie da ponta da pirâmide para baixo, dos meninos do sub-20 para os mais jovens. É um cronograma interno, vocês verão eles aqui sistematicamente participando.

Desafio da transição

Nosso maior desafio é que a gente privilegie esse patrimônio do clube. Não é um patrimônio financeiro, não. É um patrimônio humano. Nunca esquecendo que eles são ainda meninos e têm muita coisa a ser transformada neles, e dependendo do passo que o clube der pode estar cometendo um grande equívoco e a gente já viu isso historicamente em outras tantas gerações. O clube tem uma grande responsabilidade de não cometer esse tipo de equívoco, principalmente com uma geração tão promissora como essa que a gente tem, que não é limitada só ao sub-20 não. Temos gerações bem promissoras que se bem trabalhadas o Flamengo vai ter muitos frutos.


Situação contratual

Em relação à parte contratual do atleta: nenhum atleta pode ser transferido para o exterior com menos de 18 anos. O Vinicius não tem nem um ano de contrato cumprido com o Flamengo, o Lincoln tem três meses. Toda a estratégia de proteção de vínculo do atleta é uma estratégia do Flamengo. O que eu posso garantir ao torcedor é que da nossa parte existe total interesse de que esses garotos não só fiquem por mais um, dois anos, mas o máximo de tempo possível pro Flamengo. E o Vinicius foi muito feliz nas colocações porque aquilo que ele disse em algumas entrevistas é exatamente o que nós conversamos com ele seus familiares antes de ele ir pro Sul-Americano. Ele sabe muito bem do potencial dele, do que o Flamengo deseja pra ele, e ele vai dar sim o retorno técnico primeiro. O torcedor pode ficar tranquilo. E aí dependendo desse retorno técnico, o limite a gente não sabe. Mas esses garotos têm o sonho, assim como nós, de vê-los na equipe profissional. Não vejo neste momento algo que possa ser diferente. Nós vamos trabalhar sempre em proteger o patrimônio do Flamengo. O dia que tivermos alguma alteração de contrato, vocês podem ter certeza que a gente informa.

O que você pensa sobre isso?


Vire Apoiador do MRN: entenda melhor clicando nesse nesse link: bit.ly/ApoiadorMRN

Outras formas de ajudar este projeto:
– Nosso site faz parte do plano de afiliados do Nação, o programa de sócio-torcedor do Flamengo. Se você clicar em bit.ly/STdoMRN e aderir ao programa, ou até mesmo renovar seu atual plano, o Mundo Rubro Negro ganha 50% da sua primeira mensalidade.