Após vencer o Sport na estreia do Brasileirão, o Flamengo recebeu o Fortaleza no Estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda, pela partida de volta da segunda fase da Copa do Brasil.

Na partida de ida, os cearenses venceram por 2 a 1. Na véspera do confronto, o rubro-negro perdeu o seu técnico Muricy Ramalho por causa de uma arritmia cardíaca e , para piorar, horas antes do jogo foi confirmada a ausência de Paolo Guerrero por conta de dores musculares.

Gol no início prejudica a estratégia do Flamengo

Auxiliar permanente do clube, Jayme de Almeida mandou a campo o mesmo time que ganhou do Sport, sem Guerrero: Paulo Victor, Rodinei, Léo Duarte, Juan e Jorge – Cuéllar, Arão, Mancuello e Éverton – Emerson Sheik e Ederson.

Precisando do resultado, o Flamengo começou em cima do adversário, dificultando a saída de bola. Mas aos 3 minutos, uma jogada dos cearenses pelo lado direito complicou a vida do Mais Querido: cruzamento pela lateral e Pio, livre, chutou para abrir o placar, Fortaleza 1 a 0 (3 a 1 no agregado). Após o baque do gol sofrido, o rubro-negro voltou a buscar o empate em duas tentativas de Emerson Sheik, ambas sem sucesso. Aos 14′, veio a melhor chance do Fla: cruzamento de Rodinei, Everton desviou e Ederson quase empatou. Aos 22′, após cobrança de falta ruim de Mancuello, Jorge chutou de três dedos para boa defesa de Ricardo Berna. A partir disso, o Flamengo continuou abusando dos cruzamentos e encerrou o primeiro tempo sem levar perigo à Berna. Na saída do campo, o time foi muito vaiado pela torcida.


Sem mudanças, Fla repete erros e é eliminado 

Para o segundo tempo, Jayme não mexeu na equipe. No início, o Mais Querido até tentou impor uma pressão, mas voltou a repetir os mesmos erros da primeira etapa e nem as entradas de Marcelo Cirino e Alan Patrick melhoraram a equipe. Desta forma, o rubro-negro viu suas chances acabarem aos 20 minutos, quando Dudu Cearense lançou Felipe, que rolou para Pio marcar seu segundo gol na partida e o gol da consumação do vexame, Fortaleza 2 a 0. A partir disso, a torcida passou a protestar enquanto a equipe continuava a perder chances até Alan Patrick diminuir, aos 43′, em uma belíssima cobrança de falta e dar números finais à vergonha rubro-negra, Flamengo 1 x 2 Fortaleza.

Ficha Técnica:

Flamengo (2) 1 x 2 (4) Fortaleza

Estádio: Raulino de Oliveira

Árbitro: Diego Almeida Real (RS)

Flamengo: Paulo Victor, Rodinei, Léo Duarte, Juan e Jorge – Cuéllar, Arão, Mancuello (Alan Patrick) e Éverton (Marcelo Cirino) – Emerson Sheik (Fernandinho) e Éderson.

Fortaleza: Ricardo Berna; Felipe (Elivelton), Lima, Edimar e Wilian Simões – Juliano, Pio, Dudu Cearense, Jean Mota e Éverton (Juninho) –  Anselmo (Corrêa).