O Flamengo inicia nesta quarta-feira a luta por mais um título da Copa São Paulo, a Copinha, mais tradicional competição de divisões de base no Brasil. Veja por onde andam os campeões do ano passado:

Thiago

copinha-thiago

O goleiro foi um dos jogadores incorporados ao elenco profissional logo após a Copinha. Com os empréstimos de César e Daniel, ele se tornou o terceiro goleiro, atrás de Muralha e Paulo Victor. Ainda não estreou como profissional. Tem contrato até dezembro de 2019.

Thiago Ennes

copinha-thiago-ennes

O lateral-direito é outro jogador que foi incorporado ao elenco profissional e não teve chances de jogar até agora, e raramente fica no banco. Tem contrato até dezembro deste ano.

Leo Duarte

copinha-leo-duarte

O capitão na Copinha foi um dos jogadores que mais tiveram chances no profissional. No início do Brasileiro, chegou a ser titular após a saída de Wallace e antes da chegada de Rever e Rafael Vaz. Depois, não voltou a jogar. Tem nove jogos como profissional, o último deles em junho, contra o Figueirense. Tem contrato até dezembro de 2019.

Dener

copinha-dener

O zagueiro é o único titular na última Copinha remanescente no elenco que tenta o segundo título consecutivo. Tem contrato até dezembro deste ano.

Arthur Bonaldo

copinha-arthur-bonaldo

Volante que jogou improvisado de lateral-esquerdo, era emprestado pelo Desportivo Brasil e deixou o clube no fim de 2016.

Ronaldo

copinha-ronaldo

Um dos principais destaques do time, sendo inclusive apontado pela imprensa como melhor jogador do campeonato, o volante foi outro promovido logo ao fim da Copinha, mas teve pouquíssimas oportunidades: só entrou em campo duas vezes, jogando um total de 43 minutos. Tem contrato até dezembro de 2020.

Trindade

copinha-trindade

Autor de um dos gols na final, o volante esteve emprestado para o Goa, time de Zico, no Campeonato Indiano, e já teve um novo empréstimo anunciado, pelo Ceará, para onde também foi o atacante Douglas Baggio. Tem contrato até maio de 2018.

Cafu

copinha-cafu

O meia esteve emprestado ao Mumbai, da Índia, até o fim de 2016, e deve voltar a ser emprestado para outro clube.

Lucas Paquetá

lucas-paqueta

Outro grande destaque da competição, o meia também foi promovido, mas só entrou em campo duas vezes, num total de 26 minutos como profissional. É titular da seleção sub-20 que disputa o Sul-Americano este mês. Tem contrato até dezembro de 2020.

Matheus Sávio

copinha-matheus-savio

Com a promoção de vários colegas, o autor do gol de empate na decisão da Copinha foi o principal destaque do sub-20 no resto da temporada, levando o Flamengo ao título da Taça Rio e do Torneio OPG. Também faz parte do grupo que disputa o Sul-Americano sub-20 e, apesar de ainda ter idade para mais uma temporada na base, deve ser incorporado ao elenco profissional após a volta do torneio. Tem nove jogos e quatro gols pelo time de cima, mas todos em 2015. Tem contrato até dezembro de 2019.

Felipe Vizeu

copinha-vizeu

O centroavante, oficialmente eleito o melhor jogador da Copinha, foi quem mais teve e aproveitou chances no time profissional: marcou oito gols em 26 jogos. Também é titular da seleção sub-20. Tem contrato até dezembro de 2020.

Patrick

patrick-copinha

Autor do gol que deu o título ao Flamengo na disputa de pênaltis, o meia de 18 anos, que era reserva em 2016, buscará o bi da Copinha como titular e principal jogador do time. Tem contrato até dezembro de 2018

Zé Ricardo

copinha-ze-ricardo

O técnico campeão da Copinha teve um 2016 ainda melhor do que o dos seus comandados. Em maio, virou técnico do time profissional, e conduziu o Flamengo de volta à Libertadores após três temporadas, com a sua melhor pontuação na história do clube nos pontos corridos

 
O que você pensa sobre isso?


Vire Apoiador do MRN: entenda melhor clicando nesse nesse link: bit.ly/ApoiadorMRN

Outras formas de ajudar este projeto:
– Nosso site faz parte do plano de afiliados do Nação, o programa de sócio-torcedor do Flamengo. Se você clicar em bit.ly/STdoMRN e aderir ao programa, ou até mesmo renovar seu atual plano, o Mundo Rubro Negro ganha 50% da sua primeira mensalidade.