Pensando na partida de quarta-feira pela Libertadores, no Chile, o técnico Zé Ricardo decidiu poupar todos os titulares no jogo de amanhã contra a Portuguesa, pela primeira rodada da Taça Rio — inclusive, pela primeira vez na temporada, o goleiro Alex Muralha, que sequer viaja para Volta Redonda. Com isso, Thiago, de 20 anos, ganha sua primeira chance como titular no gol rubro-negro em sua carreira profissional.

Thiago Rodrigues da Silva chegou ao Flamengo em 2007, aos dez anos, como goleiro de futsal. Gradualmente, fez a transição para o campo. Foi goleiro da seleção brasileira no Mundial Sub-17 em 2013, ficando no banco de reservas. Assim que voltou ao Brasil, foi promovido para o sub-20, e no ano seguinte disputou sua primeira Copinha como titular. No entanto, a experiência não foi boa. Thiago teve uma atuação desastrosa contra o Noroeste, na qual levou um gol olímpico e tomou um frango inacreditável num chute de muito longe (ver vídeo).

Meses depois, se envolveu numa polêmica. Escreveu em sua conta no Twitter que o lateral-esquerdo João Paulo “tinha que ser banido” após falhar no empate contra o Bolívar, no Maracanã, pela Libertadores daquele ano. A gafe ao menos serviu para mostrar que, no peito de Thiago, bate mais um coração rubro-negro.

Neste período turbulento, Thiago perdeu a posição de titular para Daniel, atualmente emprestado para o Flamengo ao Maccabi Tel-Aviv, de Israel, e não disputou a Copinha de 2015. Com a promoção de Daniel ao time profissional, porém, Thiago ganhou uma nova chance, e desta vez voltou a mostrar o futebol que o tinha levado à seleção sub-17.

Ele foi um dos grandes destaques na conquista da Copinha em 2016, a terceira na História do Flamengo. Na final contra o Corinthians, apesar de ter desperdiçado sua cobrança de pênalti, que definiria a série, não se abalou. Após a última das duas defesas que fez, provocou o goleiro corintiano Felipe:


– Pega o seu então.

Não pegou. Patrick cobrou e o Flamengo foi campeão pela terceira vez.

Thiago acabou sendo eleito o melhor goleiro da competição.

– A sensação não tem como explicar o que é viver aquele momento ali. Aquele jogo ali é o mais próximo que a gente chega de um jogo profissional. Que é televisionado pela Globo, um jogo do tamanho que foi, um Flamengo x Corinthians – disse Thiago em um perfil exibido pela Fla TV no ano passado (veja o vídeo abaixo).

Logo após a Copinha, Thiago foi promovido ao time profissional.

– Se parar pra pensar é difícil à ficha cair, de estar treinando junto com caras que eram meus ídolos, como Juan e Diego.

A partida de 25 de janeiro do ano passado foi seu último jogo completo. Desde então, só entrou em campo no segundo tempo do amistoso contra o Vila Nova este ano, no qual não conseguiu defender um belo chute de Wallyson.

A chance de ser o reserva imediato de Muralha veio com o pedido de Paulo Victor para ser emprestado ao futebol turco. A diretoria mostrou confiança em Thiago ao decidir não investir na contratação de um novo goleiro. Em vez disso, o técnico Zé Ricardo pediu o retorno de outro campeão da Copinha, que estava emprestado à Ferroviária – César, que retornou ao clube na semana passada.

Mas neste momento, Thiago parece estar à frente. Na quarta-feira, foi ele quem ficou no banco na partida contra o San Lorenzo. Agora, é ele quem vai jogar – até porque César não está inscrito no Carioca (amanhã quem ficará no banco é o goleiro do sub-20, Gabriel Batista). É a chance do goleiro mostrar que o Flamengo não precisa de outro reserva e pode contar com ele nas eventuais ausências de Alex Muralha ao longo da temporada.

Thiago tem contrato com o Flamengo até dezembro de 2019. O Flamengo tem 90% dos direitos econômicos do goleiro.

 
 
O que você pensa sobre isso?


Vire Apoiador do MRN: entenda melhor clicando nesse nesse link: bit.ly/ApoiadorMRN

Outras formas de ajudar este projeto:
– Nosso site faz parte do plano de afiliados do Nação, o programa de sócio-torcedor do Flamengo. Se você clicar em bit.ly/STdoMRN e aderir ao programa, ou até mesmo renovar seu atual plano, o Mundo Rubro Negro ganha 50% da sua primeira mensalidade.