Eu olhei a tabela do Brasileirão e levei um susto.

Vi o Flamengo em quinto lugar.

Acompanhando as notícias pelas redes sociais e ela ~imprensa especializada~ eu podia jurar que o Flamengo estava beirando o Z4.

Não paro de ver reclamações por escalações e substituições do Zé Ricardo. Mais do que elogios, ao técnico iniciante que conseguiu organizar o time melhor que medalhões como Luxa e Muricy.

Quando o Flamengo só tinha Guerrero e Vizeu no ataque, era um grande problema. Não dava pra deixar essa pressão toda nas costas de um garoto, que não estava em grande fase (durante a Copa América) e era muito criticado. Aí contratam o Damião e reclamam que ele vai roubar espaço do Vizeu (que fez dois gols e virou solução).


Brasília é cidade amaldiçoada. Não pode jogar nunca mais lá. O elenco do Flamengo tem alergia a churros. Aí vai, ganha do Atlético Mineiro, no Mané Garrincha.

O Jorge é um inútil, o Rodinei não joga bem faz tempo, o Guerrero não sabe fazer gol, o Alan Patrick  some nos jogos, o Éverton só sabe ficar impedido, o Cirino é burro, o Éderson é de vidro, o Sheik é canalha, o Fernandinho é refugo do Grêmio, o Márcio Araújo foge da bola e mesmo com todas essas reclamações o Flamengo tá lá na beira do G4.

Então alguma coisa tem que estar certa pro time estar em quinto lugar.

Sim, eu também reclamo de um monte de coisa no twitter, inclusive de várias que critico aqui, mas a gente tem que parar pra avaliar quando estamos exagerando na corneta. Acho errado não ter estádio pra jogar no Rio, reclamei de contratações e renovações de contratos… Sou FlaTT, eu faço isso. Mas estou me policiando pra reclamar do que realmente está muito errado. Não daquelas coisas que eu só não acho o ideal.

Estamos tão acostumados a nos indignar com tudo que dá errado que nem conseguimos curtir a boa fase.

Se for reclamar, reclama. Mas tenta avaliar bem. E aproveita pra comemorar as vitórias. A galera tá tão pra baixo que é capaz de curtir mais a fossa da derrota que quando o time ganha. Inacreditável.

Mais Rumo a Tóquio e menos contagens regressivas para os 48 pontos.